Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

×

Está aqui

Destas três formas de associação ao Sporting Clube de Portugal, os Núcleos foram os últimos a nascer (no final da década de sessenta do século passado); no entanto, face ao número total e à sua dispersão verdadeiramente global são a forma mais inovadora de união de todos os Sportinguistas.

Comecemos então pela história dos Núcleos. A sua existência foi criada e institucionalizada nos 10º Estatutos do Clube (de 1984) e podemos caracterizá-los como um grupo de Sportinguistas que se juntam e se organizam para promover, apoiar e divulgar o Sporting. Muitos deles dedicam-se também a importantes actividades recreativas, sociais e desportivas.

O Sporting conta actualmente com mais de 240 Núcleos, sendo estes claros exemplos da universalidade do Clube. Ligá-los entre si num mapa do Mundo representa um percurso de centenas de milhares de quilómetros e de uma fidelidade e paixão sem comparação.

O Núcleo nº1 é o Solar dos Leões de Almada, fundado em 1969.

Algumas décadas antes, Júlio de Araújo (que viria a ocupar o cargo de Presidente do Sporting), no seu projecto de remodelação e expansão do Clube, sugere a criação de filiais e delegações.

Assim sendo, as Filiais (actualmente mais de 100 espalhadas pelo Mundo), são clubes que se associaram ao espírito leonino - mas com existência autónoma – e que contribuem decisivamente para a expansão do Sporting Clube de Portugal.

Não existe um recanto em Portugal ou nos cinco continentes onde não exista uma filial verde-e-branca, funcionando também estes clubes como importantes elos de sportinguismo nos locais onde estão implantados.

O primeiro clube que lançou este movimento foi o Sporting Clube de Tomar, filial nº1, no princípio da década de vinte do século passado. Importa realçar que algumas filiais são campeãs nos seus países, como o Sporting de Bissau; outras distinguem-se pelas modalidades como o Sporting de Pombal (futsal), o Sporting da Horta (andebol) e o Sporting das Caldas (ténis de mesa).

As Delegações são instituições desportivas, recreativas e culturais que representam os interesses do Sporting Clube de Portugal nos lugares onde estão implantadas e mobilizam os ideiais leoninos nessas mesmas regiões.

As 14 Delegações do Sporting estão espalhadas do Algarve ao Porto, de Viseu aos Açores e do Rio de Janeiro a New Jersey. Representam a universalidade do Sporting e dos seus três milhões de simpatizantes.

Podemos assim concluir que, o Sporting Clube de Portugal assume a sua dimensão mundial quando olhamos para os mais de 350 Núcleos, Filiais e Delegações espalhados pelos cinco continentes, sendo o único clube português com esta presença universal e verdadeiramente global.