Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

×

26
Futebol - Equipa principal

Ažbe Jug

  • 25 Anos Guarda-redes
  • Data de nascimento 03 março 1992 1,91m | 85 kg
  • País Eslovénia
  • 0 Golos
  • 0 Jogos
  • 0 Minutos Jogados
  • 0 Assistências
  • 0 Amarelos
  • 0 Vermelhos

Está aqui

Biografia
Ažbe Jug

Ao olhar pela janela, via o relvado do Estádio José Alvalade. As bancadas, vazias de adeptos, surpreendiam-no e deixavam-no fascinado com a sua imponência. Aos 23 anos, Azbe Jug chega ao Sporting proveniente do francês Bordéus e as primeiras impressões não podiam ser melhores. Assistiu à conquista da 16.ª Taça de Portugal do Clube pela internet, vibrou com a reviravolta histórica daquela que será a sua casa até 2020 e ficou impressionado com os festejos em pleno Jamor. Com uma cláusula de rescisão de 45 milhões de euros, o guardião esloveno iniciou-se nos relvados num conhecido dos ‘leões’: o NK Maribor. Ao Jornal Sporting, confessa que, na Eslovénia, Maribor está para Ljubliana como a cidade do Porto está para Lisboa. Satisfeito por chegar à capital portuguesa, aprecia o clima nacional e acredita que se adaptará rapidamente a esta nova realidade. Retomando o Estádio como foco, questiona como é o ambiente com adeptos presentes. Ao ver vídeos da noite de domingo, com as bancadas cheias de Sportinguistas a festejar um título, rejubila. “Se foi assim para verem a equipa durante alguns minutos, imagino como será com um jogo a decorrer”, confessa o gigante de 1,91m, que já sonha conquistar títulos de ‘leão’ ao peito.

JORNAL SPORTING – Porquê vir para o Sporting?

AZBE JUG – Porque é um grande Clube, com muito nome na Europa e no Mundo. Já saíram daqui grandes jogadores e nota-se que existem condições para os atletas se sentirem bem e atingirem os seus objectivos e os do Clube.

Quais são os seus objectivos?

Venho para jogar e para me sentir bem. Quero ajudar a equipa e o Clube a atingirem os seus objectivos e fazer o meu melhor dentro de campo para ganhar o meu lugar e mostrar a minha qualidade.

O que conhece do Sporting?

Sei que é o melhor Clube em Portugal. Sei que têm boas expectativas de vencer o Campeonato para o próximo ano e agora só penso em trabalhar, trabalhar, trabalhar para ajudar o Sporting a ser campeão.

Terminada a temporada, qual a sua opinião sobre a prestação dos ‘leões’?

Foi muito boa. Conseguiram o terceiro lugar e o acesso à pré-eliminatória da Liga dos Campeões. No passado domingo, ganharam a Taça, o que foi muito bom para o Clube. Depois de estar a perder por 2-0 e com menos um elemento em campo, era uma reviravolta muito difícil, mas eles conseguiram. Isso só mostra o carácter e a grande qualidade dos jogadores do Sporting e é num grupo assim que quero estar inserido.

Depois de ver o jogo, imaginou-se a vencer um troféu de ‘leão’ ao peito?

Sim, claro, foi impossível não o fazer. A alegria dos jogadores era enorme e a festa dos adeptos foi muito bonita de se ver. Espero poder viver isso aqui num futuro breve.

Jogar nas competições europeias é um objectivo?

É sempre um palco importante para qualquer jogador e seria bom poder jogar na Liga dos Campeões. O Sporting esteve lá, este ano, e conseguiu uma boa prestação. Ficaram bem vistos na Europa e espero que na próxima temporada seja melhor ainda.

O que conhece do Campeonato português?

Sei que tem um futebol muito bom e forte. Os jogadores são muito dotados tecnicamente e existem clubes muito complicados de vencer, por isso é um Campeonato competitivo.

É muito diferente da Ligue 1?

Os jogadores aqui são muito mais técnicos e habilidosos. São muito evoluídos, têm um conhecimento técnico muito apurado e usam-se disso para desequilibrar a partida. Pode estar relacionado com a cultura de formação de cada país, mas, em França, os jogadores são muito mais físicos.

Porquê ser guarda-redes?

Para não correr [risos]. Falando a sério, acho que é a posição mais importante da equipa. O guarda-redes é a última barreira a ser ultrapassada, por isso é sempre quem tem a última palavra. É uma tarefa difícil, mas aliciante e isso levou-me a aceitar o desafio de defender uma baliza.

O que pensa do Rui Patrício?

É um excelente guarda-redes, que já fez muito por este Clube. Ainda no último jogo esteve muito bem e foi importante durante o jogo, com paradas fundamentais, e ao defender uma grande penalidade no desempate.

E do Estádio Alvalade?

Pelo que estou a ver, é fantástico. É muito grande e cheio deve ter um ambiente brutal. Os adeptos estão perto do campo e certamente que o seu apoio chega ao relvado e ajuda imenso os jogadores do Sporting a darem o melhor de si em cada partida em casa.

Conhece os adeptos do Sporting?

Parecem-me muito dedicados. Pela festa que vi no último domingo, fiquei com a ideia que dão tudo pelo Clube e comemoram todas as conquistas de uma forma muito efusiva. Espero poder jogar com eles a apoiarem-nos e dar-lhes muitas alegrias.

Clubes anteriores

2008/2009: Maribor (Eslovénia) (formação)
2009-2011: Interblock (Eslovénia)
2011-2015: Bordéus (França)
2015: SPORTING CP