Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

×

Taxonomy term

Foto José Cruz

"Foi uma honra conquistar o Campeonato Nacional pelo Sporting CP”

Por Jornal Sporting
12 Jun, 2018

Lucas Dias foi o porta-voz da equipa no almoço de celebração do título

Com a conquista do título de campeões nacionais, que fugia à equipa de iniciados do Sporting Clube de Portugal há dois anos, os leões da formação e a equipa técnica tiveram direito, esta terça-feira, a um almoço de celebração, nas instalações da Academia.

Com a felicidade estampada no sorriso de cada um dos presentes, Pedro Coelho, treinador da equipa verde e branca, não podia estar mais satisfeito pelo feito. “É um momento de partilha e festejos. No fundo, serve como prémio para os atletas, que são os principais responsáveis por esta vitória. Formam um grupo muito unido e determinado. Acaba por ser ‘a cereja no topo do bolo’, como se costuma dizer”, destacou.

Sempre à procura de melhorar, o técnico leonino afirmou que, num total de 160 treinos e 35 jogos oficiais, os momentos mais especiais foram os de aprendizagem. “Gostei particularmente quando acabávamos por não ter sucesso do ponto de vista competitivo. Obrigou-nos a criar ainda mais estratégias para sermos capaz de melhorar a muralha que temos vindo a construir ao longo do ano. Quisemos transportar, para estes jovens, os valores do ponto de vista da identidade do Clube, que é fundamental para as dificuldades que iam vivendo no dia-a-dia e jogo a jogo, de forma a conseguirem superar-se”, salientou.

Para finalizar, destacou a evolução da equipa, a nível individual e colectivo, deixando uma certeza a todos os Sportinguistas: “Temos um plantel vasto e com muita qualidade, o que nos permite dizer que este grupo é o presente e o futuro do Clube”.

Autor do terceiro golo dos leões no último jogo da época, Lucas Dias revelou que a chave para o sucesso foi a união. “Merecemos isto porque trabalhámos muito e somos uma grande família. É um grande sonho e uma honra conquistar o Campeonato Nacional pelo Sporting. Estamos de parabéns”, finalizou.

Responsável pelas redes leoninas, Vasco Gaspar salientou a importância de representar o Sporting CP. “Sabíamos que éramos candidatos ao título e com muito trabalho conseguimos chegar lá. Desde o início que o míster nos passou muita confiança, sabíamos que éramos capazes. O objectivo é ganhar, sempre. Num Clube como o Sporting CP este tem de ser o nosso objectivo principal”, rematou.

 

 
Foto César Santos

“Tornamos estes meninos em homens”

Por Jornal Sporting
10 Jun, 2018

Virgílio Lopes, director da Academia Sporting, mostrou-se orgulho na formação leonina

"Todos os títulos são importantes. Esta é uma casa em que se têm de ensinar estes meninos a jogar futebol e, ao ensinar-lhes a jogar futebol, é estar a ensiná-los a ganhar. O Sporting é um Clube enorme que joga sempre para ganhar". Quem o garantiu foi Virgílio Lopes, director da Academia verde e branca, após a conquista do Campeonato Nacional, em iniciados, frente ao Benfica (3-1).

Sobre o título: "É importante para eles, para o Sporting Clube de Portugal e para os Sportinguistas. Uma parte do nosso trabalho tem de se reflectir sempre num sentimento de alegria. A outra parte, é tornar estes meninos em homens, para que possam ser úteis ao Sporting e futuros profissionais", garantiu.

Orgulhosos em formar grandes nomes do futebol português, Virgílio Lopes mostrou-se satisfeito com a atitude e compromisso do escalão de iniciados. "Têm muito talento a carácter.  Com 14 e 15 anos, são uns homens. Em termo que compromisso, seriedade e respeito pelo Clube, são homens. É isso que temos de reconhecer e manter vivo no Clube. Criar estes meninos a saber jogar futebol, mas, também, a respeitarem esta casa e a serem felizes aqui, porque é importante serem felizes", finalizou. 

Foto José Cruz

“No Sporting, não somos amigos: somos família”

Por Jornal Sporting
10 Jun, 2018

Pedro Coelho destacou a dedicação de todos os atletas em conquistar o título e Paulo Duarte salientou a união de aço da formação verde e branca

Acreditar até ao fim. Numa partida marcada pela grande reviravolta no marcador, a equipa de iniciados do Sporting Clube de Portugal sagrou-se campeã após vencer por 3-1, o Benfica, no Estádio Aurélio Pereira. Pedro Coelho, treinador leonino, garantiu ter acreditado, do início ao fim, na formação verde e branca.

"Foi um título muito difícil, mas eles foram, de facto, incríveis. Trabalharam muito. Desde o início que, se calhar, ninguém dava nada por nós, mas, acima de tudo, quiseram crescer e evoluir. Tiveram a ambição desde Clube e deram tudo. Nem sempre as coisas correram bem, mas conseguimos ser humildes e dar a volta à situação. Esta fase final foi muito complicada porque acabámos por ter alguns empates que nos afastaram do primeiro lugar, contra o rumo dos jogos. Os jogadores acreditaram, todos os dias, que era possível e, quando assim é, a nossa tarefa é fácil. O mérito é 100% deles, o nosso trabalho é empurrá-los e criar-lhes condições para crescerem e evoluírem, juntamente com toda a estrutura técnica do Sporting", começou por dizer, salientando: "Demos tudo o que podíamos, este Clube merece tudo pelas condições que nos dá todos os dias", finalizou.

Paulo Duarte, atleta do Sporting CP, foi incapaz de esconder o orgulho em representar as cores de Alvalade. "É uma sensação inexplicável. Fomos os melhores durante toda a época e, por isso, merecemos tudo. Amo cada um destes jogadores, como se fossem da minha família. Levo todos no coração, não para agora ou para amanhã, mas para sempre. No Sporting não somos amigos, somos família", rematou o leão. 

Foto José Cruz

'Remontada' dá título

Por Jornal Sporting
10 Jun, 2018

Triunfo na última jornada na Academia, frente ao rival (3-1), que liderava o campeonato, revelou novo campeão

Em jogo do tudo ou nada para decidir o campeão nacional da presente época, a equipa de iniciados do Sporting Clube de Portugal triunfou, esta manhã, frente ao Benfica (3-1), no Estádio Aurélio Pereira, a contar para a 10.ª e última jornada da fase final da competição. Num jogo marcado pela 'remontada' leonina no segundo período, os leões comandados por Pedro Coelho sagraram-se justos merecedores do título.

Numa primeira parte pautada pela superioridade do adversário, a equipa verde e branca não conseguiu ir além da entrada da grande área dos rivais e quem não marca, sofre. Aos 19 minutos, num canto batido ao segundo poste, a equipa do Benfica não perdoou e João Tomé assinalou o primeiro golo no encontro. Sem conseguir criar grandes oportunidades, os leões acabaram por ir em desvantagem para o intervalo (1-0).

'Remontada' leonina no segundo tempo
Para os menos fiéis, que davam o título como perdido, a formação verde e branca entrou em campo para mostrar quem manda no reino do Leão. Seis minutos após o início da segunda parte, o leão André Gonçalves fez levantar todos os amantes de futebol e suster a respiração ao encher o pé para o primeiro (e que grande!) golo da equipa leonina. Num contra-ataque perigoso do oponente valeu, à formação de Alvalade, a extrema atenção do guardião Martim Duarte que negou, com grande mérito, a reviravolta a favor dos adversários.

A braçadeira no braço não serve de efeito. Que o diga Adriano Almeida, sempre preocupado em levar a equipa a bom porto. O capitão dos leões, após canto batido por Joelson Fernandes, foi o autor do segundo golo da equipa leonina (55’).

Ansiosos pela conquista do título, os Sportinguistas, que se deslocaram nesta manhã ao Estádio Aurélio Pereira, aguardavam, de pé, pelo apito final, mas antes, ainda tiveram tempo para uma agradável surpresa. Embalados pela vantagem, Lucas Dias também quis ficar na lista dos marcadores do dérbi dos dérbis ao assinalar o terceiro golo dos leões e último do encontro (65'). Agora sim, são campeões!

Foto José Cruz

Vitória no terreno da Briosa

Por Jornal Sporting
27 maio, 2018

Sporting CP derrotou a Académica por 2-0 com golos de Joelson Fernandes e Adriano Almeida

A oitava e antepenúltima jornada do Campeonato Nacional reservou-nos um Académica-Sporting CP, com os pupilos de Pedro Coelho a verem-se obrigados a vencer para se manterem colados à liderança da tabela classificativa, depois da vitória do Benfica em casa do FC Porto (1-0). 

Na deslocação a Coimbra, os leõezinhos cumpriram a tarefa com distinção, já que derrotaram o adversário por 2-0. Os golos só apareceram na segunda metade do desafio, por intermédio de Joelson Fernandes (45', grande penalidade) e de Adriano Almeida (58'). 

Com este resultado, os verdes e brancos mantém-se a dois pontos dos encarnados (18/20) antes da visita ao Minho, onde vão medir forças com o Sp. Braga (domingo, 11h).
Foto José Cruz

Empate amargo na Invicta

Por Jornal Sporting
13 maio, 2018

Joelson Fernandes voltou a fazer as honras ao assinalar o único golo dos leões (1-1)

Numa deslocação que se previa difícil, a equipa de iniciados do Sporting CP não conseguiu ir além do empate frente ao FC Porto (1-1), que decorreu nesta manhã de domingo, no Olival, à passagem pela sexta jornada do Campeonato Nacional. Apesar da vantagem classificativa de três pontos face ao adversário, os leões depararam-se com uma formação muito competitiva durante os 70 minutos.

Com a discussão da primeira parte muito equilibrada por ambas as formações, foi dos pés do tão conhecido avançado leonino, Joelson Fernandes, que surgiu o primeiro golo da partida. Ao minuto 18, após recuperarem de uma situação defensiva, os leões passaram, rapidamente, ao contra-ataque, com Joelson Fernandes a não perdoar na hora de rematar à baliza (1-0), permitindo a vantagem leonina ao intervalo.

Segunda parte polémica ditou a primeira expulsão da partida aos 48’, com a equipa adversária a ficar reduzida a 10 com a expulsão de David Vinhas por segundo amarelo. Apesar das várias tentativas de golo por parte dos comandados de Pedro Coelho, foi de um erro do guardião leonino que surgiu o primeiro golo dos adversários, da autoria de Martim Tavares e, consequentemente, o empate (1-1). A um minuto de terminar o tempo regular, a equipa verde e branca ainda se viu a ser reduzida a 10 com a expulsão directa de Joelson Fernandes.

A dois pontos do primeiro classificado (14/12), a equipa leonina volta a entrar em acção para receber a formação do Ac. Santarém, no próximo domingo (11h).  

Foto José Cruz

Dérbi no Seixal termina empatado (1-1)

Por Jornal Sporting
06 maio, 2018

Adriano Almeida foi o autor do golo do Sporting CP, que continua vivo na luta pelo título

A quinta jornada do Campeonato Nacional de iniciados disputou-se no Seixal e reservou-nos um dérbi entre Benfica e Sporting CP. As duas formações dividiram pontos no final dos 70 minutos, já que o jogo terminou com um empate a uma bola.

Os verdes e brancos inauguraram o marcador, por intermédio do capitão Adriano Almeida (19’) e na sequência de um pontapé de canto - o jogador dos leões já havia marcado aos encarnados na segunda fase da prova. No entanto, apesar de terem ido para o intervalo em vantagem, o Benfica conseguiu chegar à igualdade no segundo tempo. Guilherme Pio, aos 56’, aproveitou vários ressaltos na área leonina para fazer o 1-1, resultado que se manteve até ao apito final do árbitro.

Com esta igualdade, o Sporting CP continua no segundo lugar, a dois pontos das águias (13/11), sendo que visita o terreno do FC Porto no próximo domingo (11h).

Foto José Cruz

Remontada saborosa na Academia

Por Jornal Sporting
21 Abr, 2018

Formação orientada por Pedro Coelho esteve a perder por 0-2 e deu a volta frente ao Sp. Braga

O estado do tempo, com muita chuva a anteceder o encontro, influenciou a qualidade de jogo na primeira parte, num encontro muito disputado a meio campo e com poucas ocasiões de golo criadas. O maior apontamento de destaque dos leões surgiu dos pés de Miguel Menino (15') para defesa apertada de Gonçalo Figueiredo. Por esta altura era Joelson Fernandes o jogador que mais se evidenciava, demonstrando toda a sua irreverência e qualidade técnica na criação de desequilíbrios.

Sem criar perigo junto da baliza leonina, a verdade é que o Sp. Braga chegou à vantagem no marcador através de Rodrigo Gomes (24'), com o relvado pesado a atraiçoar Chico Lamba num atraso pouco feliz que o avançado bracarense aproveitou com um chapéu perfeito ao guarda redes Martim Duarte, fixando o resultado ao intervalo (0-1).

Na segunda parte tudo mudou, com uma entrada muito mais pressionante do Sporting CP na procura do empate. Contudo, contra a corrente do jogo, os arsenalistas chegaram aos 0-2 por Flávio Nazinho (45'), que tinha sido lançado no regresso após o intervalo.

Mesmo com novo golo forasteiro, os jovens leões nunca baixaram os braços e reagiram de imediato, com o lateral direito Rafael Lopes a reduzir logo no minuto seguinte (46'). Na equipa verde e branca continuava a ser Joelson Fernandes o jogador em destaque, cada vez mais difícil de travar, tanto no corredor esquerdo como no direito. Já depois de enviar uma bola ao poste, foi dos seus pés que surgiu o empate (53'), num livre que ainda desviou na defensiva bracarense.

O jogo até ao fim teve sentido único, com o Sporting CP a procurar a 'remontada' e os jovens leoninos acabaram por ver recompensado todo o seu esforço já bem perto do fim, com o golo de Lucas Dias (87'), que provocou uma explosão de alegria na Academia.

O Sporting CP ainda teve uma grande ocasião, por Joelson Fernandes, para aumentar a vantagem no marcador, mas uma grande defesa do guardião bracarense fez com que o resultado se mantivesse no 3-2. Com esta vitória, os leõezinhos atingem os 10 pontos e mantêm-se no 2.º lugar. 

Foto José Cruz

Vitória sem piedade no reino do Leão

Por Jornal Sporting
15 Abr, 2018

Com o triunfo frente à Académica (4-1), a equipa leonina segue focada na conquista pelo título

Exibição de mérito no Estádio Aurélio Pereira valeu à equipa de iniciados do Sporting CP o triunfo frente à Académica (4-1), que decorreu este domingo, em jogo a contar para a 3.ª jornada da fase de apuramento de campeão do escalão de sub-15. Com a partida sempre controlada, os leões continuam na luta pela conquista do título.

Focada na vitória, a equipa comandada por Pedro Coelho entrou para a discussão da primeira parte com os objectivos bem vincados. Bastou um minuto após o apito inicial para Joelson Fernandes assinalar o primeiro golo da partida e o quarto em toda a fase de apuramento de campeão. Feito que se viria a repetir aos 10’. Com a assistência de Gonçalo Sabino, Joelson voltou a fazer as honras da casa ao rematar de primeira para o canto superior direito da baliza adversária. A passe de Tristan Hammond, Miguel Menino também quis ficar na fotografia da primeira parte ao contornar o guarda-redes forasteiro e a fechar o primeiro tempo por 3-0.

Numa segunda parte mais equilibrada houve, ainda, tempo para ambas as formações aumentarem o marcador. Adriano Almeida, capitão leonino, foi o primeiro a abrir o marcador no segundo tempo (50’), com um pontapé forte para as redes adversárias. Antes do cair do pano, a equipa da Académica ainda conseguiu reduzir com Caldeira a rematar em arco, para defesa impossível do leão Martim Duarte (64’). Feitas as contas, os iniciados leoninos têm agora sete pontos com Joelson Fernandes a subir para a primeira posição de melhor marcador, com 5 golos marcados.

Na próxima jornada, a 21 de abril, a equipa do Sporting CP recebe o Braga, em Alcochete.

"O resultado acabou por ser escasso"

Por Jornal Sporting
08 Abr, 2018

Pedro Coelho analisou o triunfo frente à Ac. Santarém, por 2-0, e ressalvou a justiça do mesmo, apesar de os golos só terem chegado na segunda parte

A equipa de iniciados do Sporting CP derrotou, neste domingo de manhã, a Ac. Santarém (2-0), no reduto do adversário. Pedro Coelho, treinador dos jovens leões, frisou que a vitória foi merecida e explicou o que levou à melhoria da sua equipa após o intervalo.

"Tivemos alguma dificuldade na adaptação ao sintético e à estratégia muito baixa do adversário. Controlámos, mas não fomos tão objectivos como queríamos. O jogo valeu, sobretudo, pela segunda parte onde fomos claramente dominadores e a equipa contrária não chegou à nossa baliza", disse, explicando mais ao pormenor o que se alterou após os primeiros 35'.

"Ao intervalo, corrigimos alguns aspectos tácticos: mudámos dois ou três posicionamentos que foram importantes. Fomos mais coesos, estivemos mais perto da disputa pela segunda bola, e conseguimos carregar mais na profundidade. O resultado acabou por ser escasso por via das oportunidades que criámos", considerou o técnico, que se mostrou feliz pela conquista dos três pontos que, referiu, eram o principal objectivo: "Queremos estar preparados para ganhar. Queríamos dar início a um ciclo de vitórias que queremos que seja grande para alcançar o nosso objectivo", terminou.

Páginas

Subscreva RSS - Iniciados