Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

×

Roller Hockey

Foto César Santos

Sporting CP dispara na liderança

Por Jornal Sporting
16 Dez, 2017

Leões de Paulo Freitas anularam a ameaça de Barcelos (7-2) e já levam (provisoriamente) três pontos de avanço para a concorrência

Imparável! O Sporting CP recebeu e venceu este sábado o OC Barcelos por 7-2, num encontro disputado no Pavilhão João Rocha, à passagem pela 9.ª jornada do Campeonato Nacional de hóquei em patins.

A nova vitória da temporada (45 golos marcados e apenas 10 sofridos), em igual número de jogos, até começou com um susto logo aos 15', altura em que Mário Rodrigues colocou os visitantes na frente do marcador. Não por muito tempo, já que Toni Pérez (15'), Henrique Magalhães (16') e Ferran Font (19') operaram a reviravolta leonina em quatro minutos (3-1).

No segundo tempo, Vítor Hugo (31') e Pedro Gil (37') dilataram a vantagem. João Almeida ainda tentou remar contra a maré, fazendo o 5-2 para o conjunto de Barcelos aos 41', mas Caio (42') e novamente Pedro Gil (47') selaram o resultado final em 7-2.

Com este resultado, os leões de Paulo Freitas disparam provisoriamente na liderança da tabela classificativa, com 27 pontos, mais três do que o Benfica, na segunda posição, que apenas entra em rinque frente à Oliveirense no próximo dia 20 (quarta-feira).

Foto José Cruz

"Não me surpreendeu a derrota do FC Porto"

Por Jornal Sporting
15 Dez, 2017

Paulo Freitas reencontra a antiga equipa e espera as dificuldades próprias de quem "nada tem a perder"

Paulo Freitas, treinador da equipa principal de hóquei em patins do Sporting CP, afirma que a derrota do FC Porto em Barcelos não foi assim tão pouco comum quanto isso, explicando os números desfavoráveis dos azuis e brancos na casa do próximo adversário do Sporting CP, em partida referente à nona jornada do Campeonato Nacional: "Não me surpreendeu a derrota do FC Porto. Nos quatro anos em que estive em Barcelos, nunca o FC Porto lá conseguiu ganhar. Já acaba por haver uma questão psicológica, que aumenta as dificuldades da pista e do adversário já de si complicado. Sabia que se não conquistassem uma vantagem até determinado tempo, poderia ser complicado. Foi um resultado normal em função das deslocações do FC Porto a Barcelos".

Ora, precavido para defrontar uma equipa que conhece bem e à qual agradece, o técnico leonino destaca o pouco risco que o Óquei de Barcelos tem ao defrontar um candidato ao título como o Sporting CP: "É um jogo especial porque foi um clube onde estive quatro anos, onde fui feliz, onde fui bem tratado e conquistei títulos. É especial reencontrá-los se ganharmos. Como se costuma dizer: 'amigos amigos, negócios à parte'. Será especial até começar o jogo e no final. Durante é um adversário igual a outros, que queremos ganhar. Não prevejo surpresas da parte do Óquei de Barcelos. Não acho que vá fazer algo de diferente no João Rocha do que tem vindo a fazer. Acabei de dizer aos jogadores no scouting que o Barcelos não tem nada a perder. É uma equipa que, seja qual for o resultado, continuará a ter o suporte dos seus adeptos. Se ganharem, serão idolatrados. Se perderem, desculpados em função do adversário".

Para Paulo Freitas, as armas do Sporting CP continuam as mesmas, focando no pragmatismo: "Não me quero alongar em estratégias nas quais poderíamos surpreender o Óquei de Barcelos. No entanto, vamos ser a mesma equipa. Focados, humildes, a dar a entender que o adversário controla o jogo quando, na realidade, somos nós que definimos o timing para o controlar", refere, terminando com um desejo de ter o João Rocha lotado neste sábado, pelas 18h00: "Gostávamos de jogar com o Pavilhão totalmente cheio. Estou muito grato a todas as pessoas que nos têm apoiado desde a primeira hora e faço o mesmo apelo aos que não têm aparecido. Precisamos de todos e com o Pavilhão cheio, ficamos mais fortes".

Foto José Cruz

"Vem moralizado da vitória ao FC Porto"

Por Jornal Sporting
15 Dez, 2017

Henrique Magalhães refere o bom momento do Óquei de Barcelos antes de defrontar o Sporting CP

O Óquei de Barcelos quebrou a invencibilidade do FC Porto na última jornada e, sendo o próximo adversário dos leões no Campeonato Nacional, não se esperam facilidades. Palavras de Henrique Magalhães ao Jornal Sporting: "Vai ser um jogo complicado. O Óquei de Barcelos vem moralizado de uma vitória contra um candidato ao título como é o  FC Porto. Antes disso, já tinha feito uma grande exibição na Luz, onde podia ter conseguido vencer. Sabemos das dificuldades que vamos encontrar e temos de estar alerta para somar três pontos".

Para o hoquista, o segredo da 'surpresa' residiu na competência a guardar os postes. Ainda assim, o defensor prefere salientar o relevo do processo de jogo do Sporting CP: "Já vi o jogo e o O. Barcelos teve uma grande consistência defensiva. O FC Porto não criou muito perigo. Apesar do perigo, temos de focar-nos no nosso jogo, na nossa matriz, porque, se o fizermos, certamente que o vamos conseguir vencer".

Começam a surgir os jogos grandes no Nacional de hóquei em patins e Henrique Magalhães apela à presença dos Sportinguistas no João Rocha, no sábado, pelas 18h00: "Estamos invictos no campeonato e contamos que a casa esteja bem composta. Como qualquer equipa grande, há sempre um grande ambiente no Pavilhão. Ainda não tivemos um daqueles jogos em que o Pavilhão enche. Esperamos que seja agora contra o Óquei de Barcelos".

Foto José Cruz

"Controlámos o marcador além de vencer o jogo"

Por Jornal Sporting
13 Dez, 2017

Paulo Freitas refere que a liderança é um prémio lógico pelo sucesso no Campeonato Nacional

Paulo Freitas resumiu a satisfação pela vitória diante do HC Braga: "Cumprimos dois objectivos. Controlámos o marcador além de vencer o jogo. Poderíamos ter problemas, sabendo da qualidade da equipa contrária e fizemos um jogo seguro".

Para o técnico verde e branco, a entrada com golos em ambas as partes foi determinante: "Sabíamos que entrando fortes poderíamos ter sucesso. Conseguimos isso na primeira e estivemos muito bem. Na segunda, conseguimos uma entrada interessante com uma gestão diferente".

Apesar da liderança, que está agora partilhada com o Benfica depois do empate de Oliveirense e derrota do FC Porto, Paulo Freitas não entra em euforias e avisa para o perigo do Óquei de Barcelos, 'carrasco' dos dragões na oitava jornada: "Não existem campeões à oitava jornada, agora a classificação reflecte o que se vem desenvolvendo. É um corolário do trabalho desenvolvido. Já éramos líderes, mas agora partilhamos com o Benfica apenas. Ainda há muito para fzer e temos de estar preparados para o que nos aparece. O Óquei de Barcelos virá discutir o resultado porque não tem nada a perder. Não prevejo que seja um grande jogo, queremos sim ganhar. Somos resultadistas".

Foto José Cruz

Vitória que sabe a liderança

Por Jornal Sporting
13 Dez, 2017

Sporting CP derrotou o HC Braga por 6-2 e beneficiou de duas escorregadelas na frente da tabela

O Sporting CP ganhou por 6-2 na deslocação ao HC Braga e assume a liderança do Campeonato Nacional de hóquei em patins.

Mesmo partilhando o primeiro lugar com o Benfica que, mesmo tendo estado a perder em Paço de Arcos, deu a volta, os leões beneficiaram de uma derrota do FC Porto em Barcelos (3-2) e de um empate da Oliveirense frente à Juventude Viana (5-5).

Cedo se começou a perceber que o Sporting CP queria resolver rapidamente a contenda e ficar 'de cadeirão' a ver os rivais. Pedro Gil marcou por duas vezes (5' e 10'), Matias Platero ampliou para 3-0 a três minutos do intervalo. Nem o golo de António Rodrigues, de penálti, à beira do descanso, assustou. 

A determinação verde e branca manteve-se na segunda parte. Toni Perez fez o quarto aos 31', Pedro Delgado ainda reduziu aos 38', mas o experiente finalizador Vítor Hugo marcou o quinto logo de seguida.

Ângelo Girão assumiu protagonismo, defendendo um livre directo, sendo que Caio na jogada consequente acaba por dissipar as dúvidas que pudessem existir.

O próximo jogo do Sporting CP para o Campeonato Nacional é, justamente, diante do Óquei de Barcelos, ex-equipa de Paulo Freitas que exibiu o incómodo que pode causar depois de surpreender o FC Porto.

"Jogadores não estão cansados"

Por Jornal Sporting
12 Dez, 2017

Paulo Freitas perspectivou a deslocação ao campo do HC Braga, elogiou o adversário e rejeitou que haja desgaste acumulado

A equipa de hóquei em patins do Sporting CP vai voltar a competir no Campeonato Nacional onde, nesta quarta-feira às 21h, vai visitar o HC Braga. Depois da goleada imposta ao Lodi (7-1) na Liga Europeia, os leões vão agora ter um compromisso para uma prova diferente poucos dias depois do último jogo, mas Paulo Freitas, treinador da equipa leonina, não vê os jogadores cansados.

"Cansados não estão, continuam motivados. Nesta altura já estamos focados no Campeonato. Esperamos dificuldades em Braga. Valorizamos os pontos positivos do adversário, mas estamos confiantes na qualidade colectiva da equipa e individual dos jogadores", afirmou o técnico, analisando o adversário minhoto. "A nós não interessa se têm muitas ou poucas vitórias. Esta equipa respeita todos os adversários da mesma forma e não acredita em facilidades. Eles têm uma pista que nos vai colocar algumas dificuldades e um jogo exterior com uma boa meia-distância. Em jogo curto, atrás da baliza, também nos vão colocar dificuldades. Ainda assim, se pensamos que vamos ter dificuldades, mais ainda vão ter eles", atirou.

Além das características colectivas do HC Braga, Paulo Freitas ressalvou que os adversários dos verdes e brancos procuram sempre correr menos riscos do que é habitual, mas que a equipa está preparada para enfrentar uma equipa com mentalidade mais defensiva. "Às vezes as nossas dificuldades acentuam-se porque os adversários baixam muito mais o bloco contra nós e temos de ter paciência. Isso poderia trazer intranquilidade, mas connosco tal não acontece. É sinal de respeito da parte deles. Se pudermos ganhar no primeiro minuto, vamos fazê-lo, mas se tiver de ser no último segundo, também será", esclareceu, não esquecendo também o registo muito positivo que a equipa leva, onde se destaca o baixíssimo número de golos sofridos na prova: seis. 

"Queremos continuar com esse trajecto. Assumimos que o processo defensivo é a base de tudo e o facto de sermos a defesa menos batida é de assinalar, mas se tivermos de ganhar por meio golo, é por meio golo. Se der por mais, tanto melhor", encerrou o treinador do Sporting CP.

Foto José Cruz

"Vamos para cima deles!"

Por Jornal Sporting
12 Dez, 2017

Ferran Font recusou o cansaço e falou em vontade de continuar a vencer antes da partida com o HC Braga

Depois do encontro com o Lodi que os leões venceram por 7-1 a contar para a Liga Europeia, a equipa de hóquei em patins do Sporting CP vai virar agora atenções para o Campeonato Nacional onde, nesta quarta-feira às 21h, vai visitar o HC Braga. Ferran Font, jogador da equipa verde e branca, realizou a antevisão à partida e mostrou-se confiante, apesar do acumular de partidas que a equipa soma.

"Nós estamos bem. A equipa técnica está a trabalhar bem connosco. É sempre difícil jogar de três em três dias, ainda para mais com uma viagem longa até Braga, mas estamos preparados para trazer os três pontos até Lisboa", disse, reforçando que a confiança está em alta: "sabíamos que o encontro com o Lodi era importante para nós, mas ficámos com a vitória e com um grande jogo. Pessoalmente, é sempre uma satisfação marcar e ajudar a equipa", afirmou.

Em relação à equipa minhota que os leões irão encontrar pela frente, o hóquista espanhol sublinhou o factor casa e rejeitou facilidades. "Esperamos um jogo muito difícil. Eles em casa são fortes e deve ser uma motivação jogar contra nós. Temos de trabalhar muito durante os 50 minutos para vencer", atirou, dando de seguida a receita para alcançar o triunfo: "Nós defendemos bem, trabalhamos muito esse momento, e depois no ataque vamos para cima deles!".

Ferran Font, a cumprir a sua segunda temporada no Sporting CP, deixou ainda elogios ao Campeonato Nacional... que considera o melhor do Mundo. "Seja onde for, há sempre dificuldades. É o melhor campeonato do Mundo de hóquei em patins. É muito, muito competitivo e pessoalmente é por isso que gosto muito desta competição", finalizou o leão.

Foto José Cruz

"Só concentrados e organizados conseguimos este resultado"

Por Jornal Sporting
09 Dez, 2017

Paulo Freitas recorda título de campeão italiano do Lodi e Ângelo Girão aponto o mérito dos leões em tão folgada vitória

O treinador da equipa principal de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal, Paulo Freitas, admitiu que as diferenças entre as duas equipas não encontra reflexo no resultado desta tarde.

“O Lodi é uma excelente equipa. É o actual campeão italiano e para mim o melhor italiano. Só um grande Sporting é que permitiu um resultado desnivelado. O Lodi pode ter quebrado animicamente, mas só um Sporting CP muito concentrado e humilde conseguia um resultado destes. Esperávamos que fosse repartido até ao fim, embora estivessemos a contar em ganhar o jogo. Controlámos a grande maioria do encontro. Sabíamos de onde poderia vir o perigo. Sublinho a capacidade que tivemos em defender essas situações e a partir do momento em que estancámos as situações mais perigosos do Lodi, sabíamos que mais minuto menos minuto iríamos alcançar a vantagem. Acabámos por gerir o jogo. Importante é seguirmos em frente na competição, independentemente do lugar", explicou o técnico.

O guarda-redes Ângelo Girão comungou do mesmo ponto de visto de Paulo Freitas: "Sabíamos que iria ser difícil. Contávamos com um jogo mais equilibrado até ao fim e por mérito nosso conseguimos distanciar-nos no marcador. O Lodi tem uma excelente equipa e só com muito trabalho é que conseguimos este resultado. Só um grande jogo fez com que conseguíssemos ganhar por 7-1".

 

Foto José Cruz

Lodi goleado em Lisboa

Por Jornal Sporting
09 Dez, 2017

Italianos visitaram o Pavilhão João Rocha na 3.ª jornada da Liga Europa e saíram derrotados: 7-1

A equipa principal de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal recebeu e venceu, na tarde deste sábado, a formação italiana do Lodi por 7-1. O jogo era referente à 3.ª jornada da Liga Europa da modalidade e não mostrou quaisquer dificuldades dos leões perante o adversário.

O encontro comçou, praticamente, com dois golos de Pedro Gil – ambos de belo efeito –, o primeiro conseguido logo aos dois minutos de jogo, depois do espanhol ter passado por trás da baliza de Adriá Català e, com a contribuição do guardião do emblema italiano, abriu o marcador, feito que repetiu seis minutos mais tarde em jogada de ataque continuado. O camisola n.º 9 dos verdes e brancos esteve em bom plano, tal como o seu companheiro das redes, Ângelo Girão, que defendeu duas grandes penalidades (19' e 27').

A marcha do marcador prosseguiu com a contribuição de Ferran Font (3-0) e Caio (4-0, de penálti), resultado com o qual se chegou ao intervalo.

Pouco havia a alterar para a etapa complementar. Uns acertos a fazer, apenas, nas marcações individuais já que nas movimentações do Lodi junto da área leonina foram várias as vezes em que houve situações que Girão teve de mostrar serviço. Foi assim que depois de Vítor Hugo (33') ampliar mais uma vez a vantagem (5-0), os italianos chegaram ao seu único golo no encontro, por intermédio de Andrea Malagoli.

O capitão João 'Mustang' Pinto fechou a contagem ao apontar os dois últimos golos do jogo (38' e 43'). O Sporting CP mantém assim o 1.º lugar do Grupo D da principal competição europeia de hóquei em patins, posição com a qual entrará em 2018 uma vez que na próxima ronda os leões terão de deslocar-se ao terreno do Lodi (13/1).

Foto César Santos

"Lodi é a melhor equipa italiana"

Por Jornal Sporting
08 Dez, 2017

Paulo Freitas não poupou elogios ao próximo adversário do Sporting CP na Liga Europeia

É o primeiro classificado da liga italiana e o actual campeão. O Amatori Lodi dispensa apresentações para Paulo Freitas, técnico do Sporting CP, e para a maior parte dos amantes de hóquei em patins. Na antevisão à terceira jornada da Liga Europeia, o treinador leonino deixou o 'cartão-de-visita' do adversário, não poupando elogios à formação contrária. 

"Estamos a falar do campeão italiano e do primeiro classificado do campeonato neste momento. Não me custa reconhecer que o Lodi é a melhor equipa italiana. Aliás, disse-o na palestra aos jogadores, embora o Pedro Gil tenha representado o Forte dei Marmi. Têm muita qualidade individual, são sólidos e estão carregados de irreverência por culpa dos jovens. Esperamos dificuldades, mas estamos confiantes relativamente ao nosso processo e crescimento. Não sendo um jogo determinante na competição, trata-se de uma partida importante", começou por sublinhar, abordando de seguida o actual ponto do seu conjunto e a já famosa mudança de chip
 
"Temos uma matriz de trabalho, que depois sofre alguns ajustes em função das características do opositor. Dizer-vos que fazemos alterações radicais é mentir-vos. Fundamentalmente, essa diferença no chip assenta mais na questão motivacional", explicou.
 
Até ao momento, o Sporting CP segue 100% vitorioso no Campeonato Nacional, sendo que na prova internacional somou uma vitória (Quévert) e um empate (Liceo). Aspectos a evoluir? Paulo Freitas respondeu que "o saber não nunca ocupa lugar".
 
"Margem para evoluir existe sempre. Pensamos dessa forma. Agora, se me questionarem se quero que façamos tudo igual até ao fim, afirmo que não me importo nada. Era sinal de que iríamos conquistar títulos", rematou. 
 
Recorde que o encontro da Liga Europeia entre Sporting CP e Lodi está marcado para as 15h de amanhã (sábado, 9 de Dezembro) no Pavilhão João Rocha. 
 
Classificação 
SPORTING CP - 4 pontos 
Liceo - 4 pontos 
Lodi - 3 pontos 
Quévert - 0 pontos 

Páginas

Subscreva RSS - Hóquei em Patins