Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

×

Roller Hockey

Foto José Cruz

"Não podemos esquecer-nos do nosso trabalho"

Por Jornal Sporting
24 Fev, 2017

Guillem Pérez salienta a melhoria do emblema leonino, mas garante que pouco interessa olhar para os adversários se não ganhar na deslocação à Ilha do Pico

O treinador de hóquei em patins do Sporting CP, Guillem Pérez, está avisado para o encontro diante do Sporting Clube de Candelária e salienta que o foco está em vencer, em partida a contar para a 16.ª jornada do Campeonato Nacional: "Estamos focados nos nossos objectivos. Temos de olhar acima do nosso lugar [4.º], sabemos que estamos longe do primeiro lugar [a 10 pontos de Benfica], mas não adianta esperar que os primeiros percam pontos se nós não vencermos. Não podemos esquecer-nos do nosso trabalho", refere a propósito dos encontros dos rivais, em que o Óquei Clube de Barcelos (5.º) recebe o Benfica e o FC Porto (3.º) desloca-se a Turquel (9.º). 

O timoneiro verde e branco elogiou a evolução da equipa, que sente preparada para lidar com as dificuldades, mas também com os facilitismos. "Iremos encontrar um adversário que tem jogadores muito experientes. Na primeira volta, ganhávamos 4-0 ao intervalo e facilitámos um pouco, permitindo que o Candelária ameaçasse o jogo [terminou com um triunfo por 7-3] . Estamos precavidos, até depois do que aconteceu em Valença do Minho [empate 2-2 após uma vantagem de dois golos ao intervalo], detalhou, antes de relevar os dois "últimos grandes jogos contra Valongo e Reus", o último a contar para a Liga Europeia, ambos confirmando a recuperação do Sporting CP com duas vitórias.

A terminar, Guillem Pérez destacou a dificuldade da viagem até à ilha do Pico, numa distância aproximada de 1.700km entre Lisboa e a região açoriana: "A viagem até aos Açores é, por si só, uma situação diferente. É a primeira dificuldade com que temos de lidar. Depois, competiremos num recinto que é sempre difícil para quem o visita, nomeadamente, todos os grandes.

Foto César Santos

"O esforço dos jogadores foi imenso"

Por Jornal Sporting
22 Fev, 2017

No rescaldo da partida da 15.ª jornada, Guillem Perez sublinhou a capacidade de superação da sua equipa

'Play, sleep, repeat' - foi mais ou menos nesta toada frenética que os jogadores do Sporting CP andaram durante a semana. Depois da uma partida frenética contra o Reus (vitória por 6-3), no sábado, os leões voltaram à acção esta quarta-feira para receber e vencer o Valongo (5-3). O cansaço esteve lá, mas Guillem Perez mostrou-se orgulhoso pelo poder de superação dos seus jogadores. 

"Disputámos um jogo difícil contra uma grande equipa com muita vontade e coragem. Depois do encontro de sábado, o esforço dos atletas foi imenso e notava-se que tinham as 'pernas carregadas'. No entanto, com enorme experiência, conseguimos replicar a enorme qualidade que o Valongo trouxe até Alverca", sublinhou o técnico, apontando já o foco para o duelo de sábado, frente ao Candelária: "Mais uma deslocação complicado, mas de onde queremos sair com a vitória".
 
Em relação aos Sportinguistas, que responderam à chamada, marcando presença no apoio à equipa, o treinador respondeu com um sorriso no rosto. "Quarta-feira à noite, às 21h... Estavam cá. São espectaculares, os melhores adeptos do Mundo", finalizou.
Foto César Santos

'Poker' de Miras na vitória frente ao Valongo

Por Jornal Sporting
22 Fev, 2017

O espanhol esteve em destaque no jogo desta noite ao marcar quatro grandes penalidades

A forte entrada em rinque do Valongo desmistificou todas as dúvidas que pudessem existir quanto à qualidade do adversário que o Sporting CP tinha pela frente na 15.ª jornada do Campeonato Nacional. Com uma equipa jovem, mas bastante desinibida, os nortenhos 'bateram o stick' na casa do leão, criando grandes dificuldades aos comandados de Guillem Perez, principalmente na primeira parte. 

Aos 4', e através de uma grande penalidade, Sergio Miras abriu o activo, naquele que viria a ser apenas o primeiro passo para uma noite memorável do hoquista espanhol. Os opositores não desistiram, obrigando os jogadores leoninos a acumular faltas ofensivas, muito por culpa dos rápidos contra-ataques, e mantendo enorme coesão na defesa, deixando os leões longe da baliza de João Guimarães. Desta forma, aos 8', Guilherme Silva repôs a igualdade no marcador, sendo que a partida caminhou para o intervalo com maior ascendente do conjunto forasteiro. 
 
Na etapa complementar, o Sporting CP aumentou a velocidade dos processos, demonstrando maior capacidade para desestabilizar a muralha do Valongo. Instantes depois do árbitro apitar para o início do segundo tempo, Miras voltou a alvejar as redes do adversário, novamente da marca do castigo máximo, provando que o stick continuava calibrado para o que faltava jogar, como aliás se comprovou quatro minutos depois. De penálti - para variar -, o defesa/médio somou o terceiro golo do encontro, colocando os leões a vencer por 3-1. 
 
Mas do Norte tinha vindo uma formação que não baixou os braços um único segundo, por isso Ricardo Oliveira reduziu a desvantagem na resposta, finalizando um excelente desenho ofensivo que nem Girão conseguiu desfazer. Com a partida em aberto, os leões continuaram agressivos, principalmente nos duelos individuais, obrigando o opositor a passar grande parte do tempo a defender. Assim sendo, o quarto golo leonino - único construído num lance de bola corrida - resultou através de uma boa combinação entre Ricardo Oliveira e Tuco, capaz de recolocar os verdes e brancos a vencer por dois de vantagem. Até final, Sergio Miras chegaria ao 'poker', enquanto Luís Melo, a 1,13 minutos do fim, aproveitou a desconcentração da defesa dos leões para reduzir e fixar o resultado final nos 5-3.
 
Depois desta ronda, o Sporting CP mantém o quarto lugar, agora com 32 pontos, menos cinco do que o terceiro classificado (FC Porto). De referir, ainda, que na próxima jornada (sábado) os leões visitam o Candelária.  
 
  
Foto César Santos

Pedro Gil brilha na vitória 6-3 sobre o Reus

Por Jornal Sporting
18 Fev, 2017

Os leões fizeram valer o factor casa para vencer o último jogo na Liga Europeia

O Sporting CP despediu-se da fase de grupos da Liga Europeia com uma vitória caseira ante o Reus, formação espanhola até agora invicta e já apurada para os quartos-de-final da prova.

Os leões desforraram-se do desaire em Espanha e operaram uma reviravolta digna de registo, com Pedro Gil a assumir especial protagonismo, com um hat-trick. Aos 13', Alex Rodriguez adiantou os visitantes, mas, apenas cinco minutos depois, Caio igualava novamente a partida. Rodriguez bisou antes do intervalo e deu vantagem aos espanhóis para o descanso.

Na segunda parte o jogo abriu e festejaram-se mais seis golos. Caio voltou a empatar o jogo, aos 31', contudo Marin não precisou de mais de um minuto para adiantar outra vez o líder do grupo C.

Só que leão que se preze não deixa as garras por mãos alheias. E em seis minutos, o Sporting CP não só deu a volta como 'cavou' uma vantagem importante. Tuco fez o 3-3 aos 45 minutos e os holofotes deslocaram-se para Pedro Gil. O experiente hoquista espanhol marcou aos 46', 48' e 49' e garantiu o triunfo por 6-3.

Com a vitória, os verdes e brancos finalizam a prestação em terceiro, com nove pontos.

Foto César Santos

“É um jogo em que temos muito a ganhar”

Por Jornal Sporting
17 Fev, 2017

Apesar de os leões já não conseguirem atingir a qualificação, Guillem Pérez destacou a importância do encontro frente ao Réus

O hóquei leonino despede-se este sábado da Liga Europeia com a recepção aos espanhóis do Réus. Um jogo em que Guillem Pérez acredita que o Sporting CP tem muito a ganhar. “Já não conta para a classificação, mas é uma partida em que temos que readquirir confiança. Os jogadores têm que voltar a acreditar em si próprios e, acima de tudo, é uma partida muito importante para a imagem do Sporting CP no panorama europeu”, afirmou, em declarações exclusivas ao Jornal Sporting.

O Réus conta por vitórias todos os jogos disputados no grupo C da Liga Europeia. Uma prova da qualidade da formação catalã, para a qual o técnico leonino alertou. “É a melhor equipa de Espanha, a par do Barcelona. Ganhou todos os jogos do grupo até agora e está em segundo no campeonato. Tem uma equipa com muita qualidade, joga muito bem e se calhar é o pior adversário que podíamos defrontar nesta altura”, disse.

Guillem Pérez falou ainda sobre os Sportinguistas, afirmando que espera que o apoio se mantenha intacto. “Ainda agora no último jogo em França, frente ao Quévert, tivemos um grande apoio, por isso em casa esperamos o mesmo. Os adeptos têm dado um grande apoio e não duvidamos que isso vai acontecer novamente no sábado. Esperamos que o pavilhão esteja cheio”, realçou, antes de assumir que o plantel não está na máxima força, mas que mesmo assim o objectivo passa por terminar a fase de grupos da melhor maneira.

“Temos o André Centeno que é baixa certa, a suspensão do Ângelo Girão, mais dois jogadores que estão em dúvida... mas não há desculpas. Temos um plantel de muita qualidade e queremos vencer”, atirou.

Juniores batem Benfica após reviravolta

Por Jornal Sporting
16 Fev, 2017

Equipa leonina de juniores de hóquei em patins venceu o Benfica por 5-3, tendo chegado ao intervalo a perder por 3-2

Esta quarta-feira à noite, os jovens leões da equipa de juniores de hóquei em patins visitaram e bateram as águias, por 5-3, isolando-se assim na liderança do Campeonato Nacional de sub-20, Zonal Sul D. Os golos foram efectuados por Gonçalo Conceição, Zé Costa e Manuel Coimbra (hat-trick) para o Sporting CP, e por Gonçalo Pinto e Filipe Fernandes (dois) para o Benfica.

De realçar que, ao intervalo, o resultado era negativo para a equipa leonina visto que o marcador indicava 3-2 para os encarnados. Com a vitória, os verdes e brancos assumem a primeira posição da prova, com sete pontos, mais um do que Benfica, segundo classificado. 

Foto César Santos

Empate a dois golos em Valença do Minho

Por Jornal Sporting
11 Fev, 2017

Igualdade impediu aproximação maior ao terceiro classificado

O Sporting CP não conseguiu voltar aos triunfos no Campeonato Nacional 1.ª Divisão de hóquei em patins, ao empatar 2-2, diante do Hóquei Clube de Valença.

Os leões começaram a partida com um penálti a favor, mas Sergi Miras desperdiçou a oportunidade. Os verdes e brancos acumularam faltas no primeiro tempo e o Valença dispôs de duas grandes penalidades, ambas ao minuto 7, com Ângelo Girão, capitão nesta 14.ª jornada, a actuar a grande nível, evitando que os minhotos se adiantassem no marcador.

Pedro Gil saiu do banco para abrir a contagem aos 11' e, aos 18', Tuco não conseguiu desfeitear Paulo Matos em nova penalidade desperdiçada. O jogo prosseguiu com bastante intensidade, com ambas as equipas a acumularem faltas de parte a parte. Contudo, a quatro segundos do descanso, Poka fez o segundo dos leões.

Na segunda parte, os verdes e brancos continuaram com dificuldades em controlar o ímpeto sobre o adversário. Ângelo Girão evitou um livre directo por Luís Viana (27') e Poka conseguiu anular lance semelhante aos 35'. No entanto, o Valença reduziria aos 42 minutos. O argentino Guido Oliva reduzia e não se ficou por aí, dando a provar o veneno que o Sporting CP havia conseguido infligir no primeiro parcial. Na 15.ª falta, a meros 22 segundos do final da partida, Oliva carimbou o empate, conseguindo um ponto importante que faz o Valença subir do 13.º para o 11.º posto.

Os leões não conseguiram reagir com uma vitória ao desaire por 5-4 na Luz e não aproveitaram da melhor forma o deslize do FC Porto em Barcelos, mantendo-se no quarto posto do campeonato, a cinco dos azuis e brancos, terceiros classificados, a sete da Oliveirense e a 10 do Benfica, líder da prova.  

A 22 de Fevereiro prossegue o campeonato com a recepção ao Valongo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto César Santos

“Queremos conquistar os três pontos”

Por Jornal Sporting
10 Fev, 2017

O treinador de hóquei em patins do Sporting CP, Guillem Pérez, quer o regresso dos leões aos triunfos no campeonato na partida frente ao Valença

O técnico leonino Guillem Pérez fez a antevisão do jogo frente ao Valença da 14.ª jornada do Campeonato Nacional, salientando que embora haja algumas ausências o objectivo é voltar às vitórias para o campeonato. “Iniciamos agora a segunda volta e creio que vai ser um jogo muito difícil. Vamos ter baixas e ainda não sabemos se o recurso vai dar em alguma coisa, se vou estar no banco, se o João vai estar no jogo... mas não há desculpas. Vamos à luta. Sabemos que o Valença é um rival muito difícil, porque está na parte baixa da tabela. Para nós é mais um jogo em que queremos conquistar os três pontos como em qualquer outro. Posso garantir esforço máximo da parte da nossa equipa”, assegurou, em declarações ao Jornal Sporting, antes de destacar o trabalho diário que os seus jogadores têm realizado para evoluir. 
“Temos muitos obstáculos, muitas condicionantes, mas a equipa sabe que tem de dar o máximo. Estes jogadores treinam todos os dias no seu máximo e de certeza que vão fazer um jogo incrível. Há alguns jogadores que não vão poder jogar mas nós temos uma equipa de muita qualidade e vamos tentar ganhar os três pontos”, concluiu. 
Foto César Santos

“No final fazemos as contas”

Por Jornal Sporting
09 Fev, 2017

O capitão da equipa de hóquei em patins do Sporting CP, João Pinto, fez a antevisão do jogo frente ao Valença da 14.ª jornada do Campeonato Nacional

O hóquei em patins leonino desloca-se este sábado ao terreno do Valença, em jogo da 14.ª jornada do Campeonato Nacional, e o capitão de equipa, João Pinto, alertou para a qualidade do adversário. “O Valença é uma equipa que joga muito bem em casa, está muito bem orientada. Trocou de treinador há pouco tempo, tem agora um técnico que tanto eu como o Centeno conhecemos bem devido à selecção angolana. Vai ser um jogo bastante difícil”, salientou, em declarações ao Jornal Sporting. 
 
A partida frente ao Valença é a primeira da segunda volta do campeonato e João Pinto salientou que o grupo de trabalho ainda acredita no título. “Vamos entrar agora na segunda volta e está tudo em aberto. Os nossos adversários directos também têm jogos complicados, mas só estamos focados no nosso trabalho. O campeonato ainda é longo e depois no final fazemos as contas”, destacou. 
 
Por fim, o ‘Mustang’ deixou uma palavra de apreço aos adeptos Sportinguistas. “Recebemos um apoio fantástico agora em França para a Liga Europeia. O Sporting CP é isto mesmo, somos uma família. Fizeram muitos quilómetros para nos verem e foi bom oferecer-lhes a vitória. Agora no campo do Valença também vamos certamente ter muito apoio e estamos aqui para dar o máximo de vitórias aos Sportinguistas”, finalizou. 
Foto César Santos

Segundo triunfo na Liga Europeia

Por Jornal Sporting
05 Fev, 2017

Leões voltaram a vencer o Dinan Quévert, desta feita por 4-2, com um bis de Pedro Gil e um golo cada de Miras e Caio

A equipa de hóquei em patins do Sporting CP somou este sábado a segunda vitória no grupo C da Liga Europeia. Depois de terem goleado por 5-1 o Dinan Quévert na primeira volta, os leões voltaram a vencer os franceses, agora em terras gaulesas, por 4-2. 

Pedro Gil, com um bis, deu vantagem à equipa orientada por Guillem Pérez. Os franceses reagiram, mas ainda antes do intervalo Miras voltou a colocar a vantagem em dois golos de diferença. 

Na segunda parte o Quévert voltou a reduzir, mas Caio, a cerca de dez minutos do fim, fez o quarto golo e garantiu o triunfo para os verdes e brancos. 

No regresso à principal competição europeia de clubes da modalidade, os leões somaram o segundo triunfo em cinco jogos e, embora já não tenham hipóteses de apuramento, podem chegar às três vitórias no grupo na recepção ao Reus na última jornada a 18 de Fevereiro. 

Páginas

Subscreva RSS - Hóquei em Patins