Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

×

Está aqui

Atletas

Ricardo Fernandes

Da Cova da Moura para o Mundo. Assim se pode começar a contar a história de Ricardo Fernandes, o campeão ‘leonino’ que, por influência do pai, encontrou no kickboxing o caminho de uma vida para se manter no rumo certo. “Quis experimentar e o meu único objectivo era treinar, não queria combater. Crescer na Cova da Moura foi complicado e costumo dizer que a minha sorte foi o kicboxing. Como treinava de manhã, não tinha tempo para seguir por caminhos errados e isso ajudou-me a ser o que sou hoje”, confessa o atleta que se sagrou campeão europeu em Maio.

Antes de ingressar no kickboxing ‘leonino’, Ricardo Fernandes já tinha passado pelo boxe do Sporting, onde venceu tudo o que havia para vencer em território nacional. Depois dessas conquistas, assumiu o kickboxing como a sua modalidade de eleição e, antes de regressar ao Clube de Alvalade, já contava com vários títulos, de onde se destacam um Campeonato Ibérico, dois Europeus e um Mundial. Com apenas 20 anos, tornou-se o campeão europeu mais novo da história, com o título conquistado em Itália, há dez anos. “Liguei logo à minha mãe, aos berros, a gritar que era campeão. Foi uma alegria enorme”, confessa o ‘leão’.

Mais tarde, regressou ao Sporting, onde passou a contar com o apoio da Juventude Leonina. “Queremos proporcionar ao Sporting e aos seus atletas as melhores condições para lutarem pelos títulos e conquistarem-nos em nome do Clube”, explica Daniel Samico, capo da mais antiga claque ‘leonina’. O apoio dos adeptos é importante, não só ao nível motivacional, mas também financeiramente. “O apoio financeiro ajuda-me a trabalhar melhor, a ter mais tempo para treinar e dedicar-me ao Sporting, que é o que a Juventude Leonina quer: que conquiste cada vez mais títulos para o Clube”, conta Ricardo Fernandes, que, com o apoio do Grupo Organizado de Adeptos, já se sagrou campeão do Mundo de kickboxing e vice-campeão do Mundo de full contact, num só dia, e campeão europeu, pela terceira vez na sua carreira, em Londres, em Maio.


Adolfo Barão

Adolfo Barão foi apresentado ao lado do campeão Ricardo Fernandes, mas nasceu para escrever a sua própria história. “Vou dar o meu máximo, o que tiver e o que não tiver. Sou assim: guerreiro, jogo muito com o coração e nunca desisto. Jogar é para ganhar, nunca para perder”, afirmou o ‘leão’, aquando da sua apresentação.

Antes de ingressar no Clube, Adolfo Barão teve a oportunidade de se sagrar campeão mundial júnior, mas não o fez, porque... bateu demasiado no seu adversário. “Fui desclassificado contra o campeão russo porque as regras tinham mudado, usei demasiado o joelho e abri-lhe o sobrolho”, contou.

Já no Sporting, passou a contar com o apoio da claque Directivo Ultras XXI. Antes e depois de qualquer combate, o ‘leão’ não esquece quem o apoia e carrega a bandeira daqueles que o ajudam a crescer enquanto atleta. “Dão-me um apoio essencial para progredir e aguentar os treinos e as competições”, afirma Adolfo Barão, que se estreou de ‘leão’ ao peito em Janeiro, com um empate frente ao ex-atleta ‘verde e branco’ Diogo Neves, depois de ter dominado grande parte do combate.

Em Maio, Adolfo Barão conquistou o seu primeiro título ao serviço do Sporting, na II Gala de Kickboxing do Sporting. O título ibérico deu início a uma lista que se espera longa. Para isso, o ‘leão’ conta com o apoio de todos os adeptos ‘verde e brancos’, com especial destaque para o Directivo Ultras XXI. “Sendo Sporting, estamos cá para ganhar e fazer o máximo possível pelo Clube. Queremos ajudar a expandir o nome do Sporting e o nome do atleta”, explicou Filipe Ribeiro, representante da claque.