Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

×

Futsal

Sporting CP bate Leões de Porto Salvo em amigável

Por Jornal Sporting
23 Jan, 2018

Equipa de Nuno Dias venceu por 3-0 num particular disputado sem seis dos leões presentes nas selecções e com dois juniores

A equipa de futsal do Sporting CP bateu, nesta terça-feira à noite, os Leões de Porto Salvo, por 3-0, num particular entre as duas equipas. Destaque para a utilização de dois jovens da formação, Cévio e Ziky, tendo o segundo contribuído mesmo com um golo. A lista de marcadores foi completa por Fortino e pelo guarda-redes Marcão.

De recordar que Nuno Dias não pôde contar com João Matos, André Sousa, Pedro Cary e Pany Varela, ao serviço da Selecção Nacional, bem como Alex Merlim e Dieguinho, que se encontram nas equipas da Itália e do Brasil, respectivamente.

Foto César Santos

"Quando não concretizamos, arriscamos um resultado destes"

Por Jornal Sporting
14 Jan, 2018

Nuno Dias pediu desculpa aos adeptos pelo facto de a equipa não ter conseguido proporcionar melhor resultado em função em função do que trabalham todos os dias

O treinador da equipa principal de futsal do Sporting Clube de Portugal, Nuno Dias, foi curto mas incisivo nas declarações proferidas no final do encontro que ditou a derrota na final da Taça da Liga. "Em primeiro lugar, dar os parabéns ao Benfica pela conquista da Taça da Liga. Segundo, pedir desculpa aos nossos adeptos que se deslocaram até aqui e não termos conseguido tudo aquilo que queríamos e que trabalhamos muito, todos os dias, para alcançar. Terceiro, o Sporting CP que perdeu hoje é o mesmo que levava 29 vitórias consecutivas. Uma equipa com esta mentalidade ganhadora vai fazer com que tenhamos a melhor reacção. Estes números são desajustados com o que foi o jogo. Só ao intervalo, contabilizámos cinco remates do Benfica, dos quais deu origem a dois golos em duas não oportunidades. Quando a eficácia não é a melhor... Quando não conseguimos concretizar as inúmeras oportunidades que tivemos, arriscamos a resultados destes. Deixa-nos tristes, mas estamos cientes do percurso que temos e do que ainda teremos para oferecer".

Foto César Santos

Taça da Liga muda de mãos

Por Jornal Sporting
14 Jan, 2018

Derrota na final em Sines frente ao eterno rival (2-5) resultou da ineficácia nas oportunidades criadas

A equipa principal de futsal do Sporting Clube de Portugal perdeu, nesta tarde de domingo, a final da Taça da Liga frente ao Benfica por 2-5, competição que decorreu no pavilhão multiusos de Sines.

O primeiro sinal de perigo surgiu pelos pés de Dieguinho, quando o cronómetro ainda não tinha dobrado o segundo minuto. Gritou-se mesmo golo nas bancadas, mas a bola tenha embatido nas malhas laterais. A fase inicial esteve ainda envolta em algumas picardias, até ao ponto em que no mesmo minuto (6') Fernandinho é admoestado com um cartão amarelo, reincidindo depois numa jogada em que Diogo segue pelo corredor direito junto à linha e é literalmente ceifado por Fernandinho, com o árbitro Miguel Castilho a perdoar a expulsão ao ala de 34 anos.

Isto quando o adversário já se tinha colocado em vantagem (4'), com golo de Deives, depois de alguma confusão na grande área de Marcão, sem que ninguém tivesse conseguido afastar a bola da zona de perigo. Os leões tiveram a melhor oportunidade do primeiro tempo (7') quando Diogo assistiu Pany Varela ao segundo poste e a emenda saiu ao lado.

O guarda-redes encarnado, Diego Roncaglio, foi também um dos maiores responsáveis pela falta de eficácia que o Sporting CP foi revelando ao longo de todo o jogo. E num momento em que o guardião pediu assistência médica, no reatar do encontro, a bola sobrevoou toda a quadra, encontrando Fernandinho a fugir à marcação de João Matos e a bater Marcão pela segunda vez (13'). Depois da bola reposta em jogo, Dieguinho teve mais uma oportunidade desperdiçada, a que se seguiram mais duas ocasiões de possível concretização leonina.

Antes de chegar o intervalo, talvez o momento do jogo: Merlim sofre falta, a quinta do Benfica, e no respectivo livre directo, Diogo permite a defesa de Cristiano, no que seria a sua única intervenção no encontro.

No segundo tempo, com o 3-0 de Robinho (31'), Nuno Dias manda Merlim assumir as funções de guarda-redes avançado e um minuto depois, com o ala no chão junto à linha de fundo da área do Benfica, Cecílio só teve de apontar à baliza leonina, com Diogo ainda a esboçar uma tentativa de corte com a cabeça. Estava feito o 4-0, com o 5-0 a chegar três minutos depois por Fernandinho ao voltar a tirar partido da situação de 5x4 dos leões, que apenas começou a fazer efeito a três minutos do fim, quando Dieguinho finalmente conseguiu tirar bem as medidas – a passe de Diogo – ao mau posicionamente de Roncaglio. Divanei ainda voltou a reduzir a diferença para o resultado a dois minutos do fim, mas acabou por não se revelar suficiente.

O Benfica ganha a terceira edição da Taça da Liga, troféu que o Sporting CP já tem (dois) no seu currículo... conquistados nas restantes anterior edições.

Foto César Santos

"Houve equívoco no penálti"

Por Jornal Sporting
13 Jan, 2018

Fortino, um dos protagonistas do lance do encontro ao ter visto ser assinalado penálti por falta (inexistente) sobre Erick, explicou a sua versão dos acontecimentos

Fortino, pivô da equipa do Sporting Clube de Portugal, marcador do golo que abriu o activo da primeira meia-final da Taça da Liga, contou no final do encontro como o ritmo e a intensidade que os leões colocaram na quadra acabou por ser determinante para a vitória."Foi um grande jogo da nossa parte. Desde o início que mantivemos o nosso ritmo, a nossa intensidade e qualidade, e fomos muito felizes nesta meia-final. Estamos todos aqui para dar o nosso contributo, mas o mais importante é o Sporting CP. É para chegar à final e vencer".

Sobre o lance que marcou o jogo e que deu sequência ao único golo do Fundão, Fortino explicou, como um dos protagonistas, como viu a marcação do panálti. "Desde o início que foi uma partida com forte componente física e a equipa de arbitragem foi adoptando um critério durante todo o jogo que, nesse lance específico, acabou num equívoco. Foi uma dispyta de bola em que nos estávamos a agarrar mutuamente e não houve lugar a penálti".

 

Foto César Santos

"Estaremos focados para conquistar o título"

Por Jornal Sporting
13 Jan, 2018

Dieguinho assumiu que já esperavam dificuldades por parte do Fundão, mas a final agora alcançada é para vencer. Venha quem vier...

O pivô leonino Dieguinho, em declarações na zona mista do pavilhão multiusos de Sines no final do encontro, que ditou a passagem do Sporting CP à final da Taça da Liga, explicou que o importante do encontro foi alcançado: "Sabíamos que ia ser um jogo difícil. Fizemos, mais uma vez, um grande jogo acabou com o resultado que todos queríamos que era amanhã estar na grande final. Festejamos como sempre o fazemos nas vitórias. Agora vamos ver um pouco do jogo da outra meia-final e descansar porque amanhã temos um grande batalha pela frente, independentemente de quem for o outro finalista. Vamos estar focados para conquistar o título".

Com lugar assegurado na final para defender o título que só os leões possuem em Portugal, falta agora disputar a final. "Disse bem, está quase a ser cumprido. Ainda falta mais um passo. Vamos trabalhar e lutar para conquistar a vitória e levar mais um título para Alvalade", rematou.

Foto César Santos

"A forma como controlámos foi excepcional"

Por Jornal Sporting
13 Jan, 2018

Nuno Dias orgulho pela exibição dos leões na vitória na meia-final da Taça da Liga, frente ao Fundão (2-1), adversário que também elogiou

O treinador da equipa principal de futsal do Sporting Clube de Portugal, Nuno Dias, mostrou-se bastante satisfeito com o desempenho da sua equipa e apresentou as suas razões: "O Sporting CP esteve muito bem, com o controlo total do jogo. O André Sousa, na primeira parte, não fez uma defesa e na segunda parte, tirando um lance com o Erick que apareceu na cara do André em lance individual na ala, pouco trabalho teve. A forma como controlámos foi excepcional. Não fosse o guarda-redes do Fundão ter adiado as nossas oportunidades de golo e o resultado não teria sido este. Premeia aquilo que o adversário fez e qualidade que tem. Já o disse várias vezes: é a terceira vez que defrontamos o Fundão e, juntamente com Sp. Braga e Modicus, são as grandes equipas deste Liga Sport Zone e não entendo a pontuação que têm. Mas isto é um aparte pois esta é outra competição".

O técnico leonino fez ainda a antevisão possível do encontro que decidirá o vencedor do troféu, uma vez que na altura ainda não sabia se era Sp. Braga ou Benfica o adversário. "Já se previa duas grandes meias-finais e tal como já disse, juntamente com o Modicus, são as quatro melhores equipas da nossa liga. Assim sendo, isso traduz dois jogos de qualidade e amanhã [domingo] só se pode esperar outro grande jogo. Vou estar atento, obviamente, a tirar as minhas notas para perceber onde é que poderemos trabalhar, embora já não haja muito tempo. Tiramos sempre ideias para passar aos nossos atletas para que tenham o melhor desempenho".

Nuno Dias disse ainda que nada tinha a declarar sobre o lance do penálti de Fortino sobre Erick: "Peço desculpa mas não vou comentar. Creio até que nada há a dizer sobre isso".

Foto César Santos

Final garantida para o pleno

Por Jornal Sporting
13 Jan, 2018

Leões vencem Fundão (2-1) e garantem discussão pela Taça da Liga que só o Sporting CP venceu desde a primeira edição em 2016

Irrepreensível exibição do Sporting CP na vitória frente ao Fundão, por 2-1, nas meias-finais da Taça da Liga que decorre desde quinta-feira no pavilhão multiusos de Sines.

Pela frente, os leões encontraram tão somente o finalista vencido das duas últimas edições, ganhas pelo Sporting CP, pelo que o lugar garantido na final permite sonhar com o pleno.

Em momento algum do encontro o Sporting CP perdeu o controlo, nem mesmo nas fases em que baixavam a intensidade. O primeiro lance de perigo surgiu por intermédio de Merlim, que aos três minutos acertou no poste da baliza de Iker. O primeiro tempo ainda não tinha chegado a meio quando Deo roubou a bola a Erick e serviu Fortino que inaugurou o marcador. Adivinhava-se o golo dos leões a qualquer momento, tal foi o domínio que impuseram no jogo. Dieguinho (10'); Divanei (11'); Djô (13') foram testando os reflexos de Iker, mas o intervalo chegou com a vantagem do Sporting CP pela margem mínima, o que acabou por beneficiar mais o Fundão pela oportunidades criadas pelos verdes e brancos.

À semelhança do que tinha acontecido no primeiro tempo, o dono do jogo não mudou de protagonista. No entanto, só aos 27' o leão voltou a rugir, desta feita pelo golo de Merlim: Cary, lançado desde trás pelo corredor direito, assiste na perfeição o mago da equipa, que ampliou a vantagem sem que houvesse lugar a suspiros de alívio. Não era preciso. O 2-0 foi, apenas, a natural tradução do que se passava na quadra, embora o Fundão tivesse ainda mais valorizado a vitória verde e branca dado o trabalho a que obrigou a turma orientada por Nuno Dias.

Não contente, ainda, com o resultado, o Sporting CP manteve a pressão sobre o adversário e em zonas do terreno demasiado recuadas para o Fundão, que sentiram naturais dificuldades nas tentativas de poder chegar mais à frente. André Sousa, disse-o Nuno Dias na conferência de imprensa e com razão, não havia esboçado qualquer defesa com maior grau de dificuldade. Aliás, foi precisamente das mãos do guardião leonino que surgiu uma das inúmeras oportunidades do segundo tempo: lançamento do ataque a partir da sua posição, que encontrou a cabeça de Fortino, que no desvio fez a bola passar por cima da trave. Pouco depois, Merlim, na esquerda, colocou a bola em Divanei, que rematou forte – num lance em quase tudo idêntico ao que tinha dado golo do brasileiro frente ao Pinheirense –, com defesa de Iker a sobrar para Dieguinho, que na recarga não foi feliz.

A seis minutos do apito final, o lance do jogo: numa disputa de bola entre Fortino e Erick, dentro da área do Sporting CP, o jogador do Fundão caiu e o árbitro Wilson Soares assinalou castigo máximo. Uma decisão que deixou todo o banco do Sporting CP indignado e que Mário Freitas acabou por concretizar, reduzindo para 2-1. 

Nada que tivesse abalado o espírito dos leões, que queriam – e fizeram tudo por isso – garantir a presença na terceira final consecutiva das três edições da Taça da Liga, com o objectivo de a vencer pela terceira vez e, assim, fazer o pleno. Até porque o técnico João Nuno Ribeiro só apostou no 5x4 a menos de dois minutos do final, o que serviu os propósitos dos homens de Alvalade.

A parte desportiva já está assegurada. Basta, agora, a família leonina fazer a sua parte e comparecer em massa no moderno e acolhedor pavilhão multisusos de Sines. Nem há razão para que se marque presença: a entrada é gratuitas, basta para isso que a partir das 10 horas da manhã de domingo, nas bilheteriras do pavilhão, levante os convites que lhe garantem o acesso à final para a possível conquista de mais um troféu para o invejável currículo do Sporting CP na modalidade.

Foto André Sanano/FPF

"Adeptos sabem que são uma força importante para nós"

Por Jornal Sporting
12 Jan, 2018

João Matos foi um dos capitães de equipa com presença assegurada nas meias-finais da Taça da Liga que visitou uma escola em Sines... e até respondeu a perguntas de alunos

Inserido na final a oito – agora reduzida a quatro, já que se disputam amanhã as meias-finais – da Taça da Liga, os capitães das equipas presentes nesta fase da prova visitaram esta manhã a escola secundária Poeta Alberto, em Sines.

Um dia diferente para os alunos, que tiveram até direito a fazer perguntas aos protagonistas. Ao nosso capitão João Matos, foi-lhe questionado que sentimento traz o facto de pertencer ao terceiro melhor plnatel do Mundo: "Logicamente que é um motivo de orgulho. É sempre bom sermos reconhecidos por ser um sinal do nosso valor e qualidade. O facto de estarmos em terceiro faz-nos ambicionar mais, até ao topo e há que continuar a trabalhar para tal. O Sporting CP está de parabéns por isso".

Em relação ao confronto com o semi-finalista que se cruza este sábado no caminho dos leões na Taça da Liga, o ala não regateou o estatuto da sua equipa. "Somos os candidatos favoritos nesta meia-final. Não há que escondê-lo, mas de nada vale esse favoritismo se durante os 40 minutos não estivermos empenhados e formos aguerridos o Fundão vai causar-nos muitas dificuldades. Temos de saber sofrer quando assim for preciso e ser eficazes".

Sem esquecer a importância do 12.º Jogador, João Matos recupera o pedido de mais um pavilhão que faça justiça à dimensão do Sporting CP. "Temos tido um apoio fantástico na Liga Sport Zone e esperamos o mesmo em Sines. Não há final sem ultrapassarmos primeiro o Fundão. É a nossa primeira final e os adeptos sabem que são um factor motivacional para nós, uma força muito importante e era bom ter um pavilhão cheio para chegarmos à final", rematou.

Foto André Sanano/FPF

"Trabalho muito para ser chamado à Selecção"

Por Jornal Sporting
11 Jan, 2018

Djô marcou dois golos ao Pinheirense em dia de aniversário e garante que tem feito tudo para que possa ser chamado à equipa das quinas, que em Fevereiro disputa o Europeu na Eslovénia

Não podia ter tido prenda melhor. Djô completa hoje 32 anos e no arranque dos leões na final a oito da Taça da Liga fez parte – e não apenas por uma vez – da lista de marcadores.

"Foi um jogo especial. Marcar dois golos no dia dos meus anos é sempre um motivo de grande felicidade. Trabalhamos sempre para marcar mais golos, ganhar e quando é assim, o jogo fica mais fácil. No entanto, fazemos muito que isso aconteça", começou por contar o ala, que comentou ainda o encontro de sábado frente ao já conhecido adversário semi-finalista: "O Fundão tem um grande equipa, mas nós também queremos chegar à final e vencer".

A atravessar um grande momento de forma, Djô tem ainda esperança de poder vir a integrar a equipas das quinas que no próximo mês irá disputar o Europeu da modalidade, em Ljubljana, na Eslovénia. "Tenho trabalhado muito para ser convocado. Quer no Sporting, quer na Selecção. Estou a lutar para isso", rematou.

Foto André Sanano/FPF

Meia-final da Taça da Liga garantida

Por Jornal Sporting
11 Jan, 2018

Vitória nos 'quartos' frente ao Pinheirense (7-1) mantém leões na corrida pela revalidação do título

Vitória folgada do Sporting CP nos quartos-de-final da Taça da Liga frente ao Pinheirense, por 7-1, numa partida quase de sentido único com os leões a marcar o ritmo desde muito cedo. Pedro Cary, pouco depois do apito inicial e praticamente a cada minuto que passava, protagonizou vários lances de perigo para a baliza adversária, com Caio Japa a seguir as pisadas do companheiro.

À falta de pontaria de Pedro Cary, o ala resolveu passar para o capítulo das asistências... e com sucesso. A jogada do golo inaugural nasce dos pés de Merlim – ou de Marcão, para ser mais preciso –, que lança Cary no corredor esquerdo, assistindo Divanei, que se estreou da melhor maneira na competição. Pouco depois, o 2-0. Desta vez foi Deo a assistir Djô, que rubricou uma bela exibição, mostrando assim valor para pode sonhar com uma eventusal chamada à Selecção, para o Europeu que decorre em Fevereiro. Dúvidas? Não devia haver. Foi, também, da sua autoria o 3-0, resultado com que se chegou ao intervalo, não sem antes Dieguinho testar os reflexos do guardião da formação gondomarense e, numa das raras ocasiões em que foi chamado a intervir, Marcão ter fechado bem o ângulo a Ciro.

Após o intervalo, foi Divanei quem ampliou o resultado, em mais um lance de bola parada – uma das grandes especialidades leoninas –, num livre cobrado por Varela à esquerda a encontrar o brasileiro na zona central da quadra, que só teve de disparar para as redes contrárias. A meio do segundo tempo, o Pinheirense, por intermédio de Carioca, reduziu a desvantagem (4-1), com Pany Varela (5-1); João Matos (6-1); e Varela (7-1), a fecharem a contagem.

Na defesa do título que conquistaram na época passada, o Sporting garantiu um lugar nas meias-finais, defrontando agora o Fundão que venceu o Futsal Azeméis no primeiro encontrpo dos quartos-de-final da prova, que decorre no Pavilhão Municipal de Sines. O jogo vai realizar-se no sábado, à mesma hora de hoje: 14h30.

Páginas

Subscreva RSS - Futsal