Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

×

Taxonomy term

Foto César Santos

"A maioria silenciosa virou ruidosa e isso é o Sporting CP"

Por Jornal Sporting
17 Fev, 2018

Bruno de Carvalho, ao ataque no discurso final da Assembleia Geral, pede à família leonina para não comprarem mais jornais desportivos, não ver mais canais portugueses e que os comentadores afectos aos leões abandonem os respectivos programas

Já depois de o Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting Clube de Portugal, Jaime Marta Soares, anunciar os resultados das votações e de ter feito o seu discurso final, passou a palavra ao Presidente do Conselho Directivo, Bruno de Carvalho.

"Queremos um Sporting CP diferente e não há volta atrás. Que fique claro: a partir de hoje, não há grupos ou grupinhos dentro do Clube. Há órgãos sociais que tem a honra de vos servir. Que fiquem desenganados os nossos rivais que andam todos contentes por lhes terem sido oferecidos emails do Sporting CP. Que publiquem tudo, dou-lhes autorização. Nunca seremos a vergonha que eles são. Nunca! Já disse nas sessões de esclarecimento e não seria preciso voltar a falar disso, mas para mim o assunto dos Sportinguistas e Sportinguistas aziados acabou naquele dia. Ficou provado hoje que a maioria silenciosa passou a ser ruidosa e isso é o Sporting CP. Uma boa maioria de vós pediu para que mudasse. Certo. Estou nessa disposição, de me expor menos, ir menos ao Facebook e focar-me nos problemas essenciais do Clube. Mas para que isso aconteça, os Sportinguistas têm que se mobilizar naquilo que é a militância. A partir de hoje, e é fundamental que percebam só assim iremos ultrapassar as barreiras que se nos colocam à frente. Ponto 1: não comprar nem mais um jornal desportivo; ponto 2: não vejam canais portugueses de televisão, a não ser do Sporting CP. No dia que a família leonina conseguir cumprir estes dois pontos, a comunicação social vai olhar-nos de outra forma e respeitar-nos porque vão ter 3,5 milhões de pessoas que não lhes vão ligar. Não me peçam para mudar quando é muito mais, perdoem a expressão, pornográfico ter essa imprensa em instituições ligadas ao Sporting CP. Muito pior. Ponto 3: que todos os comentadores afectos ao Sporting CP abandonem os programas. Aí, acabam-se os meus posts. Não me interessam que mintam, que digam o que quiserem, mas que não sujem o nome do Sporting CP por ter lá ao lado representantes do nosso Clube. Chega de programas de televisão que só sabem difamar e caluniar e que nenhum Sportinguista aceite mais ser representante a não ser na Sporting TV. Só assim podemos mudar, ser diferentes. Não tenham dúvida que, assim como nas eleições soubemos interpretar o resultado, hoje também o saberemos. Foi-nos acrescida ainda mais responsabilidade e posso prometer-vos, em nome de todos os órgãos sociais, que a vossa confiança vai ser retribuído com esforço, dedicação, devoção, atitude, compromisso e glória porque vocês merecem. Viva o Sporting Clube de Portugal!"

Foto César Santos

"O Sporting CP ganha a consolidação de uma liderança inquestionável"

Por Jornal Sporting
17 Fev, 2018

Jaime Marta Soares, Presidente da Mesa da Assembleia Geral dos leões, congratulou-se com a participação e, acima de tudo, com o resultado dos três pontos em votação

O relógio marcava precisamente as 20h54 quando irrompe uma salva de palmas no Pavilhão João Rocha na reentrada de Jaime Marta Soares, Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting Clube de Portugal, após uma pausa para a contagem dos votos da Assembleia Geral, que sufragava três pontos distintos: 1) alteração dos estatutos; 2) alteração dos regulamentos; 3) continuidade ou não dos órgãos sociais em funções. Significava que os resultados estavam apurados e que seriam anunciados aos resistentes dos quase seis mil Sócios que quiseram participar em tão importante momento do Clube.

Ficou perceptível o sentido da votação no momento em que o líder da reunião magna se dirigiu a Bruno de Carvalho como "Presidente do Sporting Clube de Portugal, presente e futuro". Todos os presentes se levantaram das cadeiras em ovação ao responsável máximo do Conselho Directivo. De seguida, dilvulgou os resultados:

Ponto 1.
Votaram 5.381 Sócios, correspondendo a 28.500 votos, o que equivaleu a 87,3%.
Ponto 2.
Votaram 5.389 Sócios, correspondendo a 28.541 votos, o que equivaleu a 87,8%.
Ponto 3.
Votaram 5.392 Sócios, correspondendo a 28.508 votos, o que equivaleu a 89,5%.

À saída, em declarações a toda a imprensa, Jaime Marta Soares referiu: "Demos uma resposta àqueles que, porventura, não estariam à espera de uma votação destas, de um debate destes em que todos os Sócios puderam, livremente, dizer tudo o que lhes ia na alma.Acima de tudo com uma elevação e um respeito intocáveis. Foi uma Assembleia Geral (AG) em que passaram pelo Pavilhão João Rocha e pelo Multidesportivo de Alvalade cerca de 6.000 Sócios. Não é uma AG qualquer nem podia ser: é uma do Sporting Clube de Portugal. Depois desta maratona de seis horas, analisámos os números e fizemos as nossas leituras, retirando delas os ensinamentos que fomos capazes de fazer. O Sporting CP ganha a consolidação de uma liderança inquestionável. Poderá não se gostar do estilo, mas o que conta é a dedicação que Bruno de Carvalho devota ao Sporting CP, com inteligência, competência e uma vontade muito grande de levar o Clube aos momentos altos que todos desejamos. Objectivo que será conseguido porque um líder de uma instituição como o Sporting CP que um ano depois das eleições em que teve cerca de 86% veio perguntar aos que o trouxeram até este lugar se queriam que continuasse com este projecto. Conseguiu atingir números ainda maiores do que aqueles que teve nas eleições. É extraordinário!"

Foto César Santos

"Estou disposto a dar a minha vida ao Sporting CP, mas têm de estar comigo"

Por Jornal Sporting
17 Fev, 2018

Bruno de Carvalho já discursou na Assembleia Geral que está a decorrer no Pavilhão João Rocha

O Presidente do Sporting CP, Bruno de Carvalho, fez a primeira intervenção na Assembleia Geral de hoje, que está a decorrer no Pavilhão João Rocha. O discurso ficou marcado pela explicação dos acontecimentos nas duas sessões de esclarecimento, pelo confronto relativamente a alguns "chavões" utilizados por várias personalidades e pelo pedido de "respeito e confiança" para com os órgãos sociais do Clube. 

"Vou votar não a tudo, porque desde 3 de Fevereiro que apenas ouvi uma questão sobre os Estatutos e o Regulamento. Tudo o que tenho lido são chavões como: 'pidesco', 'lei da rolha', 'ditador', entre outros. Não sou eu quem retira o foco do futebol português, mas as pessoas que tentam minar o Sporting CP por dentro", começou por afirmar o líder máximo dos verdes e brancos.

Sessões de esclarecimento

"Convidámos dois grupos de pessoas. Primeiro, 46 Sportinguistas que estão sempre contra tudo o que faço. Poderiam colocar perguntas incómodas. O que aconteceu? Discursos para a TV e, na altura dos pontos a sério, saíram. 41 destes convidados mostraram por que é que ficaram em casa: preferem a guerra ao estilo terrorista e criar uma imagem deturpada do Presidente. O segundo grupo foi de jornalistas e comentadores. Uns, porque funcionam ao estilo do primeiro grupo; outros, pelo seu profissionalismo. 33 dos 39 ficaram em casa. Foi um claro sinal de que muitos órgãos de Comunicação Social não querem informar, mas desinformar."

Carlos Seixas e Roquette 

"Esta marioneta de Carlos Seixas destila veneno todos os dias. Coisas como: 'se alguém tiver de sair, entre Marco Silva e o Presidente, que saia o Presidente'. Dizem as más-línguas, e só as más línguas, que a ele se deve uma ajudinha naquela resposta ridícula à providência cautelar que deu razão a Godinho Lopes, mas eu não acredito que o nosso juiz fizesse isso. Roquette diz que sou populista e o Trump do futebol português. Populista é aquele que pratica um conjunto de práticas políticas no estabelecer de uma relação directa entre as massas e uma liderança. Um líder carismático sem mediação de instituições políticas representativas ou até contra elas. E sim, eu sou esse líder, que se fartou das elites, grupos e grupinhos para dar voz aos adeptos do Sporting CP."

Pedro Madeira Rodrigues 

"Já fez mais intervenções desde dia 3 de Fevereiro do que fez na campanha eleitoral. Depois de se recusar a pagar aquilo que disse que pagava, mas não pagava, este senhor tem a seguinte declaração: 'a honestidade do Presidente do Sporting CP fica em dúvida', numa carta que apenas fez chegar à Comunicação Social."
 
Rogério Alves 
 
"Passou por várias Direcções. Diz que devo continuar, mas que o meu timing foi péssimo, que o Clube não precisa de um Regulamento Disciplinar, que retirei o foco do nosso rival. Caros Sócios, não percebo por que é que este Sportinguista de mão cheia não utiliza os seus conhecimentos para dizer que é vergonhoso o nosso Clube não ter um Regulamento Disciplinar. Mas posso eu recriminá-lo? Um homem que sabe estar, comportar-se, e que apenas se esqueceu de denunciar, enquanto membro dos órgãos sociais, tudo aquilo que se passava no nosso Clube?"
 
Carlos Severino e Carlos Seixas 
 
"Têm sido vedetas da TV e podem passar informações ao Correio da Manhã ou a Vieira [presidente do Benfica]."
 
Duarte Moral e Mário Patrício 
 
"Nossos Associados e que já tiveram responsabilidades no Clube. De forma consciente e propositada fizeram um tweet no Twitter no PS contra mim e contra o Sporting CP. Eles que venham para a justiça se for mentira. Se uma plataforma de um partido permite isto sem consequências, então sou eu quem está errado."
 
Rui Morgado e Marco Silva 
 
O que ele andou a gritar pela Tribuna sobre a gestão do seu Marco Silva. Aquele que, por minha influência, foi despedido do Olympiacos, desceu de Divisão uma equipa que gastou milhões e foi despedido do Watford. Esse Marco Silva que disse aos jornalistas que nunca o ia despedir do Sporting CP, mas que seria ele a fazer com que os Sportinguistas me despedissem a mim. A minha paciência esgotou."
 
Órgãos sociais 
 
"Quero relembrar que um dos motivos pelos quais a reestruturação financeira teve para cair foi o facto de os bancos não acharem que podiam permitir a construção do Pavilhão. Sempre estive contra isso, porque só recebo ordens dos Sócios. Estou disposto a dar o meu tempo, vida e alma ao Sporting CP, mas têm de estar comigo. Nos últimos dois anos tive duas hipóteses: ou me juntava aos interesses ou a vocês. Escolhi juntar-me a vocês, mas têm de estar comigo, porque se não os interesses acabam comigo de uma vez."

AG – informações úteis

Por Sporting CP
16 Fev, 2018

Plantas e dicas para optimizar o processo de acreditação para a Assembleia Geral

Para que o processo de acreditação se desenrole da forma mais expedita possível, que terá início a partir das 12 horas, estando a reunião magna agendada para as 14 horas, confira nos quadros seguintes a disposição do Pavilhão João Rocha e as áreas que estarão disponíveis para o efeito.

Planta da área circundante do Pavilhão João Rocha: 

Planta do interior do Pavilhão João Rocha:

Informações adicionais sobre o processo de acreditação:

Recorda-se que é aconselhável que o processo de acreditação seja feito com a devida antecedência, evitando deixar para perto do início da Assembleia Geral, contribuindo assim para o normal andamento dos trabalhos.

Assembleia Geral Extraordinária – Esclarecimento sobre a votação

Por Sporting CP
16 Fev, 2018

Por forma a dissipar dúvidas que muitos Sócios do Sporting CP têm levantado nos últimos dias, em relação às votações na Assembleia Geral Extraordinária de amanhã, 17 de Fevereiro, esclarece-se:

- Os pontos 1 e 2 necessitam de 75 por cento de votos favoráveis dos presentes por forma a serem aprovados

- Os votos nulos e brancos, bem como a abstenção, terão o mesmo efeito de um voto contra

Recordamos que a AG decorrerá no Pavilhão João Rocha (14 horas) e que o processo de credenciação dos Sócios será feito a partir das 12 horas.

Foto José Cruz

"Se sair, saio de cabeça erguida"

Por Jornal Sporting
15 Fev, 2018

Presidente Bruno de Carvalho mostrou-se feliz pelo resultado em Astana, mas admitiu a possibilidade de deixar o Sporting CP após a AG de sábado

Bruno de Carvalho, Presidente do Sporting CP, admitiu esta quinta-feira, após o triunfo frente ao Astana (3-1), que este pode ter sido o último jogo que assistiu na condição de Presidente do Clube verde e branco. Em causa está a Assembleia-Geral, marcada para este sábado, no Pavilhão João Rocha, que se irá revelar determinante para o seu futuro em Alvalade. Em cima da mesa está a alteração dos estatutos, a aprovação do regulamento disciplinar e a continuidade dos órgãos sociais.

“Dos quatro objetivos que tínhamos, continuamos fortes em três e um já conquistámos. Sinto-me feliz porque sei que a nação Sportinguista está feliz com este resultado; feliz por ter voltado ao banco, o sítio onde me sinto bem, onde estou ao pé do grupo; feliz porque fui assistindo aos resultados das nossas modalidades, e continuam pujantes; mas ao mesmo tempo triste porque sinto que pode ter sido o último jogo que fiz como Presidente do Sporting CP e isso custa-me bastante”, começou por dizer aos jornalistas o líder leonino.

“Acho que as pessoas ainda não perceberam o que está em causa: uma questão de gratidão, de confiança, do reconhecimento… continuo a ver muitas dúvidas e muita gente a falar e não sei se as pessoas estão focadas para aquilo que pode, de facto, acontecer. Espero que a Assembleia-Geral seja concorrida, por isso arranjámos a possibilidade de, se o Pavilhão João Rocha ficar cheio, haver a deslocação de pessoas para o Multidesportivo. Mais importante do que os estatutos, que apenas nos aumentam a responsabilidade, pois tiram-nos margem financeira, porque nos dão responsabilidade ao nível de futuras eleições, um regulamento disciplinar sem a maior questão", acrescentou, prosseguindo no discurso.

"Sinto que as pessoas não têm a verdadeira noção. Por isso, em vez de estar aqui eufórico, como costumo estar, sinto uma tristeza muito grande, depois do trabalho de cinco anos, se no dia 17 não for feito o reconhecimento a este trabalho que fizemos. Mas, pelo menos, se sair saio de cabeça erguida e com orgulho do trabalho que fiz, do trabalho dos órgãos sociais, de deixar um Clube da forma que deixámos aos Sportinguistas", frisou.

Por último, o Presidente Bruno de Carvalho pediu "militância" aos Sportinguistas. "Enquanto pessoas que trabalham 24 horas pelo Clube, temos de ter a gratidão e reconhecimento das pessoas. Não tem a ver se as pessoas acreditam, tem a ver se a minoria silenciosa se torna na maioria ruidosa. E a tal militância que necessito. Mas orgulho do trabalho que foi feito”, rematou.

Comunicado do Sporting Clube de Portugal

Por Sporting CP
15 Fev, 2018

Informações sobre a Assembleia Geral de 17 de Fevereiro

A respeito da Assembleia Geral Extraordinária convocada para o próximo sábado, dia 17 de Fevereiro, pelas 14 horas, a ter lugar no Pavilhão João Rocha, vem a Mesa da Assembleia Geral do Sporting Clube de Portugal esclarecer o seguinte:

1) Só serão admitidos a participar e votar os Sócios com a quota de Janeiro de 2018 paga, desde que acompanhados de documento de identificação civil (válido e com fotografia), bem como do cartão de Sócio ou Game Box 2017/2018.

2) Não será permitida a entrada dos Sócios menores de 18 anos.

3) A credenciação terá início pelas 12 horas, nas portas 1 e 3.

4) Uma vez esgotados os lugares sentados no Pavilhão, os Sócios serão encaminhados para o Multidesportivo do Estádio José Alvalade, para aí procederem à sua credenciação e, em seguida, participarem de pleno direito na Assembleia Geral, através de videoconferência.

5) O voto será secreto, com três boletins depositados em urna, e a votação apenas decorrerá no Pavilhão e no Multidesportivo.

A Mesa da Assembleia Geral solicita a todos os Sócios que compareçam com a antecedência possível, de modo a que a entrada no Pavilhão João Rocha e o início dos trabalhos aconteçam de forma atempada e rigorosa.

 

Lisboa, 15 de Fevereiro de 2018.

Condolências por Mário Martins Augusto

Por Jornal Sporting
12 Fev, 2018

Nota de condolências pela morte de Mário Martins Augusto, presidente do Núcleo do Sporting CP de Águeda

Faleceu na tarde do passado domingo (11 de Fevereiro), no Hospital de Aveiro, onde se encontrava internado, Mário Martins Augusto, de 75 anos de idade, presidente do Núcleo do Sporting CP de Águeda. O funeral realiza-se esta terça-feira, 13 de Fevereiro, às 11h, da Capela Mortuária da igreja de Águeda para o cemitério de São Pedro. 

O Sporting Clube de Portugal manifesta o seu profundo pesar e endereça as mais sentidas condolências à família e amigos enlutados.

Foto César Santos

"Queria agradecer ao Luís Ferreira, que me deu algumas lições"

Por Jornal Sporting
11 Fev, 2018

Bruno de Carvalho comentou a actuação da equipa de arbitragem no jogo frente ao Feirense

O Presidente do Sporting CP, Bruno de Carvalho, abordou a actuação do árbitro Luís Ferreira e do vídeo-árbitro (VAR) no jogo desde domingo, em que os leões receberam e venceram o Feirense por 2-0. 

Relativamente ao golo anulado a Doumbia, ainda no primeiro tempo, o líder máximo verde e branco falou de "lições" dadas pela equipa de arbitragem. "Queria agradecer ao Luís Ferreira, que me deu algumas lições. Aprendi que uma falta antes de um golo é falta, não é golo, algo que é simpático ter aprendido hoje, porque pensava isso no jogo com o Porto. Quando se dá um cartão amarelo a um jogador espera-se que a equipa que é punida se recoloque tacticamente. Na primeira tinha dúvidas, essa segunda não conhecia. Foi uma série de lições que quero agradecer ao árbitro e ao VAR, que estiveram muito bem", salientou, deixando ainda uma mensagem ao Sócios do Sporting CP a propósito da Assembleia Geral de dia 17. 
 
"Quando vemos os jogos dos três grandes tiramos ilações e percebemos por que razão os Sportinguistas, no dia 17, têm de comparecer. No futebol estamos sempre a aprender. Compareçam em força para que possamos continuar a lutar em todas as frentes", terminou. 
Foto César Santos

Leões de Portugal entregam bolsas de estudo a jovens Sportinguistas

Por Jornal Sporting
10 Fev, 2018

Iniciativa contou com a presença de José Quintela, Raul José, Fredy Montero e Rúben Ribeiro, entre várias personalidades do universo leonino

A Direção dos Leões de Portugal – Associação de Solidariedade Sportinguista, IPSS, por proposta do seu Conselho Pedagógico, atribuiu esta sexta-feira as Bolsas de Estudo para o ano letivo 2017/2018 a vários jovens Sportinguistas, durante um jantar realizado no Hotel Sheraton, em Lisboa.

No total, a 33.ª edição desta iniciativa, que é efectuada desde 1985, e conta com vários patronos (particulares e empresas), entregou 41 bolsas (até à data já foram atribuídas 613), num evento que contou com a presença de José Quintela, membro do Conselho Directivo dos leões e Director do Jornal Sporting, em representação do Presidente Bruno de Carvalho, que não conseguiu estar presente.

Além do responsável dos leões, entre várias personalidades do universo leonino, também Fredy Montero e Rúben Ribeiro, jogadores da equipa de futebol profissional às ordens do mister Jorge Jesus, que se fez representar por intermédio do técnico-adjunto Raul José, estiveram presentes, entregando duas bolsas em nome do plantel verde e branco.

O primeiro a entrar em acção foi o novo camisola 7 em Alvalade, que condecorou Maria Beatriz Serpa Teixeira de Sousa com a Bolsa de Licenciatura - importa referir que o critério para a atribuição destas distinções passa pelo rendimento do agregado familiar, desde que o candidato tenha obtido no ano anterior a média mínima de 3,5 valores no ensino básico e de 14 valores nos restantes grupos de ensino.

"Esta bolsa dá-me a possibilidade de continuar o meu ensino e é muito agradável recebê-la das mãos de um jogador do Sporting CP, até porque sou Sportinguista. Não estava nada à espera, fiquei muito feliz", referiu a estudante do segundo ano do curso de Desenho na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa.

Seguiu-se a vez de 'El Avioncito' subir ao palco. "Para mim é uma honra poder brindar com alegria todos estes jovens, incentivando-os e motivando-os para que mostrem todo o seu potencial na escola, que é muito importante para o futuro deles. Nunca deixem de perseguir os vossos sonhos", aconselhou o avançado colombiano, antes de passar a bola a João Pinto de Carvalho, a quem entregou a Bolsa de Mestrado.

"Sinto muito orgulho em estar aqui presente com várias pessoas importantes do Sporting. Ainda por cima foi o Montero a entregar-me o prémio. Isto ajuda a esforçar-nos durante as aulas, é um apoio extra", começou por dizer o aluno do primeiro ano da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, revelando o diálogo que teve com o jogador dos leões: "Deu-me as felicitações e eu perguntei-lhe se íamos ser campeões. Prometeu-me que iam fazer de tudo para isso", contou sorridente.

Já depois da entrega das 41 Bolsas de Estudo, teve a palavra Maria Helena Dias Ferreira: "Agradeço a todos os dirigentes do Sporting CP que nos apoiaram e estiveram connosco nesta aventura, levando-nos a uma realidade única. O Sporting CP é o único Clube no Mundo que tem um Centro de Dia e uma Fundação de solidariedade. Não conheço mais nenhum caso e penso que é de realçar", frisou a presidente da Direcção dos Leões de Portugal, antes de José Quintela protagonizar o discurso da noite.

"Pede-me o Presidente Bruno de Carvalho, que também é associado dos Leões de Portugal, para felicitar esta iniciativa, estes 33 anos em que são atribuídas as bolsas, das quais ele também foi patrono. Dizer que a solidariedade é feita todos os dias e o Sporting CP tem provas dadas do que é a inclusão, a solidariedade e o amor pelo próximo. A sociedade que hoje vivemos é cada vez mais individualista e são associações como esta que contribuem para uma sociedade mais solidária e justa", começou por dizer, dirigindo-se de seguida a todos os condecorados.

"Os bolseiros receberam esta noite um prémio pelo seu trabalho. Nada se consegue sem trabalho e empenho. Nada temos mais valioso na vida do que a sabedoria. E essa é conquistada e aprendida todos os dias. Hoje, o paradigma mudou e temos o ensino ao longo da vida. Não é acabar um curso que acaba a aprendizagem. Já não existem profissões para a vida. Meus caros, além de os felicitar, percebam que as bolsas que recebem, além de serem o reconhecimento do vosso mérito, são uma responsabilidade, para que sejam cada vez melhores e um exemplo para todos que se seguirão", concluiu.

Páginas

Subscreva RSS - Notícias