Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

×

Taxonomy term

Foto César Santos

"Esta equipa está cá para a luta"

Por Jornal Sporting
04 Nov, 2017

Hugo Silva ficou contente com a imagem que os seus pupilos passaram aos Sportinguistas

O treinador da equipa de voleibol do Sporting CP, Hugo Silva, mostrou-se agradado com a exibição dos leões frente à Fonte do Bastardo (3-0), à passagem pela 7.ª jornada do Campeonato Nacional.

"Era um jogo em que queríamos muito passar uma imagem diferente daquela que passámos no último jogo [no Pavilhão João Rocha]. Foi um conjunto de situações que fizeram com que na semana passada não viéssemos praticamente cá. Queríamos mostrar aos Sportinguistas que esta equipa está cá para a luta e para ir atrás de um objectivo que é sempre o mesmo no Sporting CP: vencer títulos", começou por dizer o técnico leonino no rescaldo ao encontro, considerando a recuperação efectuada no segundo set como decisiva para a história da partida.

"Tínhamos o set controlado, apesar daquela diferença inicial de 3 ou 4 pontos, devido ao serviço do passador do Bastardo. Houve alguma displicência da nossa parte. Não podemos entrar a perder esses pontos seguidos. Em nenhum jogo, não só neste. Despertámos ainda a tempo, fomos atrás e depois com um serviço de qualidade acabámos de encostar na pontuação e fazer o nosso jogo de forma natural", acrescentou o técnico leonino, antes de abordar a ausência de Miguel Maia, que recupera de lesão.

"Com a idade, recuperar de doenças é sempre algo muito mais lento do que quando somos novos [risos]. Portanto, não queremos acelerar processos com o Miguel. Queremos trabalhar bem aquela musculatura dele. Não queremos arriscar porque ele vai ser importante nos momentos decisivos. Quando tiver a 100% estará disponível", explicou.

Por último, uma antevisão ao duelo deste domingo, também no Pavilhão João Rocha, frente ao Clube K. "Ganhar. Esse tem de ser o nosso pensamento. Apesar da pressão que nos querem sempre colocar, somos muito grandes, somos Sporting CP. Vão tentar abanar-nos, mas somos fortes!", concluiu.

Foto César Santos

Leões mais fortes do que a Fonte do Bastardo

Por Jornal Sporting
04 Nov, 2017

Comandados de Hugo Silva bateram a formação dos Açores por 3-0

A equipa de voleibol do Sporting CP venceu este sábado a Fonte do Bastardo por 3-0, no Pavilhão João Rocha, em jogo a contar para a 7.ª jornada do Campeonato Nacional.

Depois do triunfo de quarta-feira sobre a Académica de Espinho (3-0), os leões não deram hipóteses ao emblema histórico dos Açores, com parciais de 25-17, 25-20 e 25-18.

Com este resultado, a equipa orientada por Hugo Silva mantém-se a quatro pontos do líder Benfica, embora com um jogo ainda por disputar.

Foto José Cruz

"Não interessa o que demore. Queremos é vencer!"

Por Jornal Sporting
02 Nov, 2017

José Pedro Monteiro é o distribuidor para o ataque à dupla deslocação do fim-de-semana e elege a Fonte do Bastardo como o adversário mais imponente

José Pedro Monteiro tem a mira bem definida para a dupla jornada do fim-de-semana. A Fonte do Bastardo é o grande opositor aos leões, se comparado com o Clube K, adversário de domingo, perspectivando que a vitória é o dado mais relevante: "Sinceramente, queremos é vencer. Se os jogos fossem em ordem inversa, pensaríamos em resolver o mais rápido possível. Agora, o jogo com a Fonte do Bastardo é o mais importante. O que importa é a vitória. Não interessa o que demore. Queremos é vencer!".

O jogador admitiu a diferença na preparação para um duplo compromisso, sublinhando as armas da Fonte, um emblema que considera ter uma palavra a dizer quanto ao título: "As duplas jornadas são diferentes. Fica difícil encarar dois jogos num fim- de-semana. A Fonte é um adversário candidato ao título, que tem uma linha ofensiva muito forte. Reforçaram-se muito no mercado estrangeiro e têm uma linha ofensiva muito possante. Teremos de trabalhar forte para dar mais uma vitória aos Sportinguistas no nosso Pavilhão".

José Pedro, na ausência por lesão de Miguel Maia, assumirá a posição de distribuidor. Ainda assim, preferiu valorizar o colectivo: "Preparo-me diariamente para isso. Não penso no individual. Trabalhamos diariamente para melhorar e procurarei dar o meu máximo para ajudar a equipa".

O Sporting CP-Fonte do Bastardo decorre no sábado, pelas 18h00, no Pavilhão João Rocha.

Foto César Santos

"Todas as atenções estão viradas para sábado"

Por Jornal Sporting
03 Nov, 2017

Hugo Silva não esconde que Fonte do Bastardo é o grande adversário do duplo compromisso de fim-de-semana

Mais um duelo de campeões para sábado na medida em que o Sporting CP recebe a Fonte do Bastardo, emblema histórico e relevante no voleibol nacional. Para o técnico Hugo Silva, o grau de dificuldade está muito equiparado ao do embate perdido ante o Sporting de Espinho: "Teremos um sábado muito difícil, à imagem do jogo com o Sp. Espinho. Defrontaremos uma equipa muito forte em termos de ataque, com um bom bloco, que nos vai obrigar a estarmos o mais fortes possível na recepção e no serviço. Será equilibrado".

Apesar de, no domingo, os leões voltarem a jogar para o Campeonato Nacional, a recepção ao Clube K não entra nos planos de ataque à Fonte: "Não me parece que vá ser por aí [necessidade de poupar jogadores ou resolver rápido o jogo com o Fonte do Bastardo]. As coisas podem não funcionar tão bem. Primeiro está o jogo de sábado. Todas as atenções estão viradas para sábado", reforça o timoneiro verde e branco.

O voleibol do Sporting CP reagiu com uma vitória ao primeiro desaire da época. Para o treinador Hugo Silva, a equipa respondeu da forma correcta à adversidade: "É normal que os níveis de confiança vão um pouco abaixo na derrota, mas certamente que não seremos os únicos. Há obstáculos a serem ultrapassados e já estamos focados nos próximos objectivos".

Hugo Silva informou ainda que só Miguel Maia está indisponível para o duplo compromisso, marcado para o Pavilhão João Rocha: sábado às 18h00 e domingo às 15h00.

 

Foto César Santos

"O nosso Clube incomoda muita gente"

Por Jornal Sporting
01 Nov, 2017

Hugo Silva valorizou resposta da equipa depois do triunfo por 3-0 frente à Académica de Espinho

Era crucial reagir e Hugo Silva sublinhou que a sua equipa fê-lo da melhor forma contra a Académica de Espinho. A vitória por 3-0 arrancou elogios por parte do técnico leonino, que apontou baterias para o longo campeonato que o Sporting CP tem pela frente. 

"Foi uma boa resposta da equipa. O nosso Clube é muito grande e incomoda muita gente, por isso era de extrema importância repor os níveis de confiança para encararmos os jogos que aí vêm", frisou o treinador, admitindo que a derrota frente ao Sp. Espinho deixou os jogadores ansiosos em alguns momentos da partida. 
 
"Era normal os atletas sentirem alguma pressão. No entanto, quem está no Sporting CP tem de saber senti-la e sair dessa sensação rapidamente. Foi o que fizeram. Acredito que estão preparados para encarar todos os desafios com a máxima responsabilidade e compromisso", concluiu. 
 
Na próxima ronda, os leões voltam ao Pavilhão João Rocha para defrontarem a Fonte do Bastardo (sábado às 18h).
Foto César Santos

Merecido regresso às vitórias

Por Jornal Sporting
01 Nov, 2017

Orientados de Hugo Silva triunfaram frente à Académica de Espinho por 3-0 na sexta jornada do campeonato

A deslocação do Sporting CP à casa da Académica de Espinho, em jogo a contar para a sexta jornada do Campeonato Nacional, exigia uma resposta por parte dos orientados de Hugo Silva depois da primeira derrota da época (3-0 frente ao Sp. Espinho no Pavilhão João Rocha). Os verdes e brancos responderam. E bem. 3-0 foi o resultado conseguido frente ao adversário nortenho, que se mostrou capaz de dificultar a vida aos leões em alguns momentos da partida. 

No primeiro set, ganho pelo Sporting CP por 25-18, destaque para a grande vantagem conseguida pelo conjunto visitante na sequência dos serviços de João Simões (12-4). Esse foi o período em que os atletas do Ac. Espinho também mostraram maiores dificuldades em contrariar a diferença de estatura/capacidade de impulsão comparativamente com os jogadores leoninos. Além disso, os homens da casa estavam a jogar a bola muito alta, principalmente nas pontas, facilitando a tarefa defensiva do Sporting CP. 
 
A entrada do segundo set trouxe conseguido a boa capacidade de recepção do opositor, assim como a diminuição dos erros forçados, factores que lhe valeu a superioridade no marcador nos minutos iniciais (5-2). Dennis, no ataque, foi importante na recuperação dos leões, que conseguiram dar a volta para 7-6 - a isso também se deveu a incapacidade do Ac. Espinho manter a consistência e não mostrar armas para travar o Sporting CP sempre que aumentou o ritmo da circulação. 
 
Apesar de o terceiro ter-se revelado o mais equilibrado dos sets, (25-19), os verdes e brancos não deixaram escapar a vitória, importante para os indíces de confiança da equipa.
Foto D.R.

Sporting CP entrou a ganhar na Taça de Portugal

Por Jornal Sporting
01 Nov, 2017

Equipa feminina venceu o Ala Nun'Alvares Gondomar por 3-0 na primeira eliminatória da prova

A equipa feminina do Sporting CP entrou a ganhar na Taça de Portugal 2017/2018 ao vencer o Ala Nun'Alvares Gondomar por 3-0 (25-13/25/12/25-13). 

Rui Pedro Costa, técnico leonino, mostrou-se satisfeito com a exibição na primeira eliminatória da prova, sublinhando que o Sporting CP "tornou o jogo fácil". "Estivemos organizados, cumprindo o que estava preparado e adaptando-nos às dificuldades. As atletas mostraram-se muito concentradas", vincou. 
 
Do outro lado, esteve um adversário da II Divisão, que ainda assim tentou lutar com as armas que tem. "Tentaram defender bem e, inicialmente, procuraram dificultar-nos o serviço, ainda que sem sucesso", prosseguiu. 
 
Quanto aos objectivos na competição, Rui Pedro Costa manteve um discurso racional. "O nosso rendimento na prova vai depender do sorteio. Com alguma sorte, poderemos fazer uma prova interessante ao nível competitivo. Seríamos arrogantes se nos declarássemos canditatos à conquista, mas somos candidatos a entrar em todos os encontros para ganhar", concluiu. 
 
De referir que o próximo jogo irá realizar-se no dia 19 de Novembro, estando ainda dependente do sorteio.
Foto José Cruz

"Equipa quer dar outra imagem"

Por Jornal Sporting
31 Out, 2017

Hugo Silva garantiu que o Sporting CP está preparado para defrontar a Académica de Espinho

A quinta jornada do Campeonato Nacional de Voleibol não deixou boas recordações aos orientados de Hugo Silva (derrota frente ao Sp. Espinho por 3-0). No entanto, o técnico garantiu que os jogadores querem limpar essa imagem e dar uma resposta na sexta ronda, frente à Académica de Espinho. 

"Vamos querer ganhar e voltar a aplicar o nosso jogo, algo que não aconteceu no último desafio. A equipa quer dar outra imagem, mostrar que o que aconteceu foi um percalço, uma partida menos conseguida", sublinhou, apontando ainda as dificuldades que o adversário irá criar. 
 
"Espinho é a cidade do voleibol, por isso esperamos obstáculos. No entanto, quem está no Sporting CP nunca gosta de perder. Estamos de pé para continuar a lutar, pois o campeonato é muito longo", rematou. 
 
O encontro estre Académica de Espinho e Sporting CP está marcado para as 18h de amanhã (quarta-feira, dia 1 de Novembro) no Pavilhão Arq. Jerónimo Reis (Espinho). 
Foto José Cruz

"Ausência do pensador afectou-nos"

Por Jornal Sporting
28 Out, 2017

Hugo Silva explica a forma como a sua equipa acabou surpreendida pelos candidatos ao título

O treinador da equipa principal de voleibol do Sporting Clube de Portugal, Hugo Silva, explicou o resultado desta tarde de sábado, na recepção ao Sporting de Espinho, em jogo a contar para a 5.ª jornada do campeonato nacional da modalidade.

"É uma derrota pesada em função do que queríamos e das nossas ambições. Neste Clube, o melhor é ficar sempre em primeiro e ganhar tudo. No entanto, este resultado é fruto de uma lesão do nosso timoneiro, que nos fez muita falta. A ausência do pensador do jogo afectou-nos. Não esperávamos este resultado, pois entramos sempre para ganhar. Do outro lado também estava uma equipa muito boa, candidatpos ao título, mesmo que os próprios assim não o entendam. É normal que não se vejam nessa posição, para retirar pressão aos jogadores. Temos já esta quarta-feira, frente à Académica de Espinho, a possibilidade de rectificar este resultado, dando até mais tempo ao José Monteiro para se preparar", rematou.

Foto José Cruz

Tigres surpreendem leões

Por Jornal Sporting
28 Out, 2017

Vitória do Sp. Espinho no Pavilhão João Rocha marcada pela ausência do lesionado Miguel Maia

A equipa principal de voleibol do Sporting Clube de Portugal recebeu e perdeu com o Sporting de Espinho (3-0), pelos parciais de 25-27, e um duplo 22-25.

O encontro começou bastante equilibrado, com nenhuma das equipas a conseguir uma margem maior do que um ponto apenas até ao momento em que os leões conseguem arrancar para a maior diferença verificada no primeiro set: 15-12. O marcador volta ao equilíbrio pouco depois (1-17; 18-18; 19-19), mas os tigres de Espinho recuperam e conquistam a vantagem maior (19-22; 20-23), permitindo que o Sporting CP volte a estabelecer o empate (23-23), num excelente bloco do venezuelano Ivan Marquez, também conhecido como 'La Bomba'. Com novo empate ao 25.º ponto, a turma orientada por Rui Reis conseguiu de seguida os dois pontos que lhes permitiu fechar o primeiro set a vencer.

O segundo set começou igualmente mal para os leões (2-5), margem que pouco depois conhecia a sua maior diferença, de cinco golos (4-9), que não se manteve pois o Sporting CP conseguiu recuperar (18-17), acabando por perder no final (22-25).

Miguel Maia esteve na lista de convocados, mas não chegou a ser utilizado um só minuto. No final do encontro, o técnico Hugo Silva explicou que tal deveu-se a uma lesão contraída pelo distribuidor no treino de sexta-feira, já no Pavilhão João Rocha, uma micro-rotura dos gémeos.

O terceiro e último set acabou por ser marcado por nova diferença de cinco pontos em várias fases do encontro (11-16; 12-17; 14-19; 16-21; 17-23), tendo apenas já no final, com um serviço exemplar de Angel Dennis, chegado ao 21-23, embora sem efeitos práticos uma vez que o desfecho foi igual ao do set anterior (22-25).

Primeira derrota dos leões em casa, que têm já esta quarta-feira, na deslocação ao terreno da Académica de Espinho, a possibilidade de voltar às vitórias.

Páginas

Subscreva RSS - Voleibol