Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

×

Club

Foto Mário Vasa

Equipa acreditou até ao fim

Por
16 Jun, 2019

Futsal Leonino não conseguiu a revalidação do título

A equipa de futsal do Sporting Clube de Portugal deslocou-se este domingo ao pavilhão n.º1 da Luz para disputar o quinto e último jogo da final da Liga Sport Zone, onde perdeu por 4-3, não conseguido, desta forma, a revalidação do título de Campeão Nacional.

Os golos aconteceram todos no decorrer do primeiro tempo. O adversário começou por ficar na frente do marcador, ao fazer dois golos em apenas um minuto. Cardinal reduziu logo a seguir e, quatro minutos depois, Leo bate um livre, que desvia num adversário e entra na baliza, repondo a igualdade no marcador. 

O SL Benfica voltaria a marcar por duas vezes de seguida novamente, mas Rocha reduziu. Ao intervalo, o resultado encontrava-se em 4-3.

No segundo tempo, os Leões tentaram empatar o resultado, mas sem sucesso. Destaque ainda para o remate, nos últimos segundos de jogo, à barra da baliza do SL Benfica, que poderia ter dado o empate. O jogo terminou então com a festa do adversário.

Os Leões não conseguiram alcançar o tão desejado tetracampeonato, mas o saldo da temporada é ainda assim bastante positivo, com uma Supertaça, uma Taça de Portugal e uma UEFA Futsal Champions League.

Sporting Clube do Mundo

Por Sporting CP
15 maio, 2019

O Clube de Alvalade recebeu a visita de 33 estudantes vindos dos Estados Unidos da América

O Sporting Clube de Portugal recebeu a visita de 33 estudantes vindos da Leeds School of Business da Universidade americana do Colorado. O grupo, acolhido pela Direcção de Recursos Humanos, esteve no Auditório Artur Agostinho onde pôde, através das intervenções de Miguel Cal (administrador da Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD), de Diogo Gama (director dos projectos desportivos) e de Celine Cepa (directora executiva da Fundação Sporting), adquirir conhecimentos sobre a nossa organização e instituição.

De seguida, a equipa do Museu Sporting proporcionou-lhes uma visita às instalações Leoninas: Estádio José Alvalade e ao Museu.

Foto António Vale

Em memória do Leão

Por Sporting CP
07 maio, 2019

Homenagem às vítimas mortais da queda de um varandim e ao adepto que faleceu devido a um very light

Comemorou-se nesta terça-feira, dia 7 de Maio, o Dia do Leão, um dia em que se recordam os Leões que faleceram com o emblema de Alvalade ao peito. Nunca é demais relembrar as duas vítimas que pereceram no fatídico dia 7 de Maio de 1995, aquando da queda de varadim do antigo Estádio José Alvalade, em dia de Clássico, bem como o adepto que faleceu ao ser atingido por um very light na final da Taça de Portugal do ano seguinte.

Passados 24 e 23 anos, respectivamente, destas fatalidades, o Conselho Directivo do Sporting Clube de Portugal uniu-se a diversas pessoas que estiveram presentes nesses dias, especialmente o Dr. Domingos Gomes, que heroicamente socorreu as pessoas que caíram do varandim, num dia que irá marcar para sempre a história Leonina. Na homenagem estiveram também presentes os jogadores Ângelo Girão, guarda-redes da equipa de hóquei em patins e Edgar Varela, atleta da formação futsal verde e branca.

Durante a cerimónia foram proferidas algumas palavras por parte do presidente do Sporting Clube de Portugal, Frederico Varandas, e pelo Dr. Domingos Gomes. Procedeu-se um minuto de silêncio em memória das vítimas e depositou-se uma coroa de flores, demonstrando que, como afirmou o presidente Leonino “a memória deve ser guardada e que há Leões que não se devem esquecer”.

Sporting CP comemora dia do Leão

Por Sporting CP
07 maio, 2019

Dia em memória dos Leões que faleceram

Hoje, dia 7 de Maio, comemora-se o Dia do Leão. Será feita uma homenagem aos Sportinguistas que faleceram de Leão ao peito, nomeadamente aos dois adeptos que perderam a vida aquando a queda do varandim. 
Esta terá lugar na Praça Centenário, às 18h30.

Foto António Vale

Bruno Fernandes faz as delícias dos fãs

Por Sporting CP
18 Abr, 2019

Capitão verde e branco esteve com adeptos e respondeu a algumas perguntas

O capitão da equipa de futebol do Sporting Clube de Portugal foi a figura principal de um evento promovido no âmbito da reabertura de uma loja de desporto no centro comercial Colombo, em Lisboa. O atleta Leonino distribuiu autógrafos, esteve à conversa com os seus fãs e respondeu a algumas questões.

Respondendo às perguntas que lhe foram colocadas, Bruno admitiu que o seu jogador preferido era Ronaldinho, “pela alegria que transmitia a jogar”, que é uma pessoa bastante reservada e que o jogador contra quem foi mais complicado jogar foi Pirlo, porque “pensava na jogada antes de receber a bola e era bastante rápido”. O internacional português referiu ainda que a carreira de treinador é algo que também o atrai, por continuar ligado ao futebol, se bem que acredita “ter ainda muitos anos pela frente”.

Posteriormente, o médio do Sporting CP distribuiu autógrafos e tirou fotos com alguns Sportinguistas, como foi o caso de Afonso Ferreira, que estava incrédulo quando chegou à fala com Bruno Fernandes, como relatou ao Jornal Sporting e à Sporting TV: “Vi um directo do Bruno Fernandes no Instagram e assim que soube vim a correr. Ele é o meu jogador preferido e é o melhor jogador que já vi no Sporting CP. Consegui dizer-lhe que, independentemente do Clube onde estiver, vou estar a apoiá-lo.”

Quem também esteve presente neste evento foram os guarda-redes Salin, Renan, e Patrícia Morais, que distribuíram muitas fotos e autógrafos por todos aqueles que se deslocaram ali para com eles passarem alguns momentos.

Mesa Redonda - Viagem pelo Tempo

Por Sporting CP
11 Abr, 2019

Rui Miguel Mendonça conduziu conversa entre Madjer, Diogo Ganchinho, e Hermínio Barreto

A primeira mesa redonda do primeiro dia do Sporting Summit subordinou-se ao tema "Viagem pelo Tempo", contando com a moderação de Rui Miguel Mendonça, director da Sporting Comunicação e Plataformas, e os convidados Diogo Ganchinho, campeão europeu de trampolins individuais; Madjer capitão da equipa de futebol de praia do SCP e da Selecção Nacional; e o Professor Hermínio Barreto, docente da Faculdade de Motricidade Humana e antigo basquetebolista internacional.

Três individualidades que representam três gerações e outras tantas modalidades, dois deles ainda em pleno activo. O debate passou, essencialmente, por cada um contar os seus primeiros tempos, aspirações, dificuldades e sonhos, mas onde se destacou, pelo carácter de profunda emoção e coração, Hermínio Barreto, que se mostrou muito honrado por partilhar o mesmo palco que duas grandes figuras do Sporting CP como são Madjer e Diogo Ganchinho.

Outro tema abordado passou pela explicação de métodos de treino, sentido de profissionalismo e um final agradecimento ao Clube por lhes proporcionar todas as condições de treino e consequente visibilidade.

Começou o Sporting Summit - Cimeira das Modalidades

Por Sporting CP
11 Abr, 2019

Evento onde o Sporting é pioneiro teve início hoje

O Sporting Summit – Cimeira das Modalidades, evento pioneiro por parte de um clube dedicado às diversas vertentes e modalidades desportivas, teve início esta quinta-feira, dia 11 de Abril.

A cerimónia de abertura, que decorreu no auditório Artur Agostinho, no Estádio José Alvalade, contou com as presenças de diversas figuras Sporting, como o Presidente Frederico Varandas, do Director-Geral das Modalidades Miguel Albuquerque, do vogal do Conselho Directivo para as Modalidades Miguel Afonso, e Vítor Pataco, em representação do IPDJ (Instituto Português do Desporto e Juventude).

Na plateia também estiveram presentes o Presidente e Vice Presidente da Federação Portuguesa de Futebol Fernando Gomes e Hermínio Loureiro e o Presidente do CNID (Clube Nacional de Imprensa Desportiva) Manuel Queiroz.

No discurso de abertura, o Presidente do Sporting CP referiu “ser um orgulho muito grande abrir este evento onde, uma vez mais, o Sporting é pioneiro. É um evento onde estão representadas 29 das 55 modalidades do Clube, o que demonstra muito do que é a nossa identidade: ecletismo. Este é o nosso passado e a nossa história, mas também pensamos no futuro e fazendo que isso seja possível no presente. É um prazer o Sporting CP abrir as suas portas a todas as áreas do conhecimento”, fazendo ainda referências a modalidades que, esta época, tiveram prestações prestigiantes – o andebol, futsal, voleibol, hóquei em patins, atletismo, goalball, judo, e outras mais.

Em seguida, foi dono da palavra o Presidente do IPDJ, onde começou por dizer que "o Instituto valorizou a iniciativa de uma forma ímpar devido à riqueza do painel de oradores participantes". Este evento foi criado para gerar uma "partilha de conhecimento e experiência entre aqueles que são os principais protagonistas da preparação dos atletas: treinadores e equipas técnicas de qualidade", Vítor Pataco salientou ainda o valor da "presença de muitos participantes 'da casa'", o que "sublinha a preocupação que o clube tem tido ao longo da sua história (ecletismo)".

Miguel Albuquerque, Director-Geral das Modalidades, referiu que é "um orgulho enorme ver a sala completa num projecto onde o Sporting é mais uma vez pioneiro, o Sporting faz aqui história e todos os presentes vão fazer parte dela", acrescentou também que "não basta dizer que somos um Clube eclético, mas sim provar que o somos, não só dentro das pistas, quadras e piscinas, mas também fora delas". "Devido à nossa ambição, porque quem trabalha neste Clube tem de a ter, trabalhamos a pensar que amanhã temos de ser melhores do que aquilo que fomos hoje". Miguel Albuquerque terminou o discurso por mencionar que o "Sporting tem dos melhores técnicos do mundo nas mais variadas modalidades, este evento não seria possível sem a participação deles".

Jornal Sporting já nas bancas

Por Sporting CP
07 Mar, 2019

Heróis do andebol em destaque

A edição n.º 3718 do Jornal Sporting já está à venda e o principal destaque da primeira página vai para a equipa de andebol. Os Leões de Hugo Canela asseguraram uma inédita presença nos oitavos-de-final da EHF Champions League depois do espectacular triunfo em casa do CS Dinamo Bucareste (26-27).
 
"Histórico. Leões superam 'inferno' de Bucareste e já estão nos 'oitavos'", lê-se na primeira página do Jornal Sporting. Lá dentro, nas páginas 18 e 19, é contada toda a história da viagem à Roménia e do encontro que entrou na história do Clube de Alvalade.
 
A deliberação do Conselho Fiscal e Disciplinar em relação ao processo n.º 7/2018, que resultou em expulsões e suspensões de Sócios, assim como na repreensão registada de outro Associado, também está explicada no Jornal Sporting.
 
Miguel Cal, administrador da Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD, assina um artigo no Jornal Sporting desta semana onde explica a verdade dos factos em relação à bilheteira, sendo este outro dos temas destacados na primeira página.
 
Finalmente, o feito de Nelson Évora, que conquistou a medalha de prata no triplo salto nos Europeus de pista coberta de Glasgow, não podia ser esquecido pelo Jornal Sporting. "É nosso o vice-campeão da Europa", pode-se ler.

Leoas voltam a vencer em Pista Coberta

Por Sporting CP
03 Mar, 2019

Equipa feminina vence Campeonato Nacional de Esperanças

Realizou-se neste fim-de-semana o Campeonato Nacional de Esperanças em Pista Coberta, em Pombal, com resultados bastante positivos para as equipas do Sporting Clube de Portugal.

Na vertente feminina, o Clube de Alvalade alcançou o primeiro lugar, ficando à frente do rival SL Benfica; por sua vez, a equipa masculina alcançou o segundo lugar, atrás do Clube da Luz.

Destaque ainda para os diversos recordes nacionais de juniores batidos pelos atletas leoninos, nomeadamente nos 4x400 metros, com Juliana Guerreiro, Matilde Sousa, Carina Silva e Beatriz Gameiro; no salto em altura, com Gerson Balde a atingir a marca de 2,15 metros; e nos 400 metros, com Omar El Khatib a conseguir o recorde pessoal absoluto, com a marca de 48'87, arrecadando, desta forma, a medalha de bronze.

BALANÇO E EXPOSIÇÃO DA SITUAÇÃO DO CLUBE

Por Sporting CP
22 Fev, 2019

Conselho Directivo esclareceu momento em Conferência de Imprensa

O Conselho Directivo do Sporting Clube de Portugal, presidido por Frederico Varandas, faz o Balanço e Exposição da situação do Clube.

A conferência de imprensa começou com o Presidente Frederico Varandas a usar da palavra.

"Vamos dar os primeiros dados da auditoria, o relatório final ainda não nos foi entregue. A seguir a situação financeira, estratégia do futebol profissional e da marca Sporting. Segundo os dados recolhidos pela Auditora Baker Tilly:

Sociedade advogados MGRA

Esta era a empresa em que o ex-vogal Alexandre Godinho do Conselho Directivo, à data, trabalhava. Em 2018 contrataram o sogro de Bruno de Carvalho para associado. O Sporting gastou, em três anos, com esta empresa 1,7 milhões de euros, mais 50% do que gastou com todas as outras em 16 anos. O departamento jurídico do Sporting não obteve evidência sobre o trabalho que foi faturado pela MGRA.

Segundo a descrição das facturas o Sporting pagou 1,7 milhões por trabalhos como: Assuntos da presidência; Agenda reunião SCP; Preparação de reunião; Vários contactos com Bruno de Carvalho; Ponto de situação; Correspondência com senhor presidente; Contactos com presidente; Aconselhamento ao presidente.

Chow Lda (China)

Pagou-se a esta empresa 60 mil euros de brindes e ofertas promocionais e 20 mil euros por serviços de “Divulgação da marca Sporting na comunidade Chinesa”. O departamento de merchandising não conhece a empresa. A empresa fechou atividade após o pagamento.

Batuque Futebol Clube (Cabo Verde)

Foi celebrado com este clube um contrato conferindo o direito de preferência do Sporting Clube de Potugal sobre sete jogadores pré-identificados. Não existe qualquer relatório, do Clube ou de terceiros, sobre jogadores daquele Clube; Em Janeiro de 2018 foi solicitado pela Administração da SAD ao departamento jurídico uma minuta de acordo de resolução daquele contrato. Não obstante esse pedido, o valor de 330 mil euros foi liquidado em Maio de 2018 e nunca foi restituído.

Claques

Segundo o Protocolo analisado, as claques tinham direito a 875 bilhetes grátis e podiam comprar outros 1000 ao preço mais barato do estádio. Por outro lado, têm direito a receber 50% da quotização dos sócios do Sporting que estão inscritos nas claques.

A dívida passou de 115 mil euros para 746 mil euros, sendo a quase totalidade referente à Juventude Leonina.”

Neste ponto o Presidente Frederico Varandas fez uma ressalva: “É legítimo as claques criticarem a exibição da equipa? É. Mas também é legítimo eu criticar a claque. Não gostei da atitude nos dois últimos jogos em casa. Querem um grupo com maior talento da formação? Nós também. Mas sabem a principal razão de não termos um grupo assim? Eu lembro; 15 de maio de 2018. Hoje quando o clube se está a reerguer, voltamos a receber ameaças intimidatórias. Vejo exigências de elementos de claques a protestarem com sócios anónimos.  Nos anos 90 fiz parte da Juventude Leonina. Havia excessos mas um amor puro pelo clube. Um dar sem receber, hoje não vejo esse espírito. Vejo um negócio. Enquanto aqui estiver, o Sporting não será refém de ninguém nem dos seus sócios que pagam bilhete.”

Sócios

“A 9 de Setembro o Sporting tinha 84 mil sócios pagantes. À data este foi o número mais alto de sempre de sócios pagantes. Existiam 93 mil sócios com as quotas em atraso. Destes 39 mil não pagam quotas há mais de 5 anos; 51 mil não pagam quotas há mais de três anos.  O nosso objectivo é crescer, mas crescer com a verdade, mas subindo com sócios pagantes e temos a ambição de subir em 50% o número de sócios pagantes.”

Compras de jogadores

“O Sporting desde 2013 comprou 108 jogadores. O clube que em 2013 tinha uma das melhores escolas de formação do Mundo conseguiu comprar mais de uma centena de jogadores. Para quê? Sabem quantos destes jogadores jogaram menos de 1000 minutos na equipa A? 68!  O Sporting comprou 38 jogadores diretos para a equipa B, nenhum deles chegou sequer a jogar pela equipa A e a equipa B conseguiu descer de divisão.”

Diagnóstico e Estratégia Financeira

“Quando tomámos posse encontrámos um clube numa situação de tesouraria difícil, pela necessidade premente de um revolving da emissão de empréstimo obrigacionista que tinha vencido em maio e foi estendido para novembro. Fizemo-lo numa conjuntura adversa, tivemos apenas um par de meses. Herdámos também uma dívida a fornecedores até junho de 2019 de mais de 40 milhões, a maior parte, claro está, com clubes e agentes. Herdámos o pagamento de metade do plantel do Sporting. Sou franco, a gestão feita em 2018 foi completamente irresponsável. Em janeiro de 2018 o Sporting estava a antecipar receita futura para comprar um jogador e um par de meses depois não ter dinheiro para pagar salários e ter de recorrer à conta reserva para comprar VMOCs”, relatou o vice-presidente e administrador da SAD para a área financeira, Francisco Salgado Zenha.

E continuou: “O que foi pedido a esta direção foi que fizesse aquilo que devia ter sido feito numa série de anos. Nós fizémo-lo num ano. Foi feito aquilo que no póquer se chama um all in para ver se ganhavam o campeonato. O Sporting não é um jogo de póquer. Temos um plano financeiro feito, é um plano que vai permitir e permite que o Sporting seja sustentável a longo prazo, ser eterno se cumprir. Perguntam-nos porque contratámos em Janeiro. Porque os planos de pagamentos são feitos de forma a que sejam interessantes para o Sporting. Fizemos uma redução da massa salarial, o que poupámos de salários em termos líquidos permite cobrir os salários dos jogadores que entraram mas também a transferência dos mesmos ao longo do prazo de pagamentos. Permitiu-nos preparar o próximo ano. Acreditamos que as mexidas permitem criação de valor a nível desportivo e financeiro.”

Diagnóstico e Estratégia para Futebol Profissional

“Nas últimas duas épocas o Sporting  teve os dois maiores orçamentos da história, venceu uma Taça da Liga, nos últimos cinco anos ficou três vezes em terceiro lugar. Em Junho de 2018 o clube viu-se confrontado com a perca de cinco dos seus internacionais e da maior esperança da formação, o Rafael Leão. Felizmente a comissão de gestão conseguiu trazer de volta três das nossas estrelas. No entanto, herdámos um plantel desequilibrado, com jogadores quase sem minutos, mas com um custo salarial muito elevado. Esta não é a nossa estratégia. Nós queremos um plantel equilibrado, em que existem as figuras principais, mas que todos os jogadores podem acrescentar qualidade, todos têm condições de jogar. Esse é o plantel que nós idealizamos e com redução de custos”, referiu o Presidente Frederico Varandas..

Diagnóstico e Estratégia para Futebol de Formação

“Nos últimos cinco anos foram contratados 38 jogadores directamente para a equipa B, os miúdos perderam espaço e perdeu-se capital para investir na equipa principal. Destes 38 jogadores da equipa B nenhum chegou à equipa principal. Hoje em dia a pirâmide está invertida. Temos mais miúdos na academia do que no pólo universitário. Mas o abandono da academia não foi só na matéria humana, foi também nas infra-estruturas. É ali que eu oiço o meu treinador a queixar-se todos os dias das condições do relvado. Os juniores treinam em campos com buracos. O ginásio da formação está igual desde 2002, aquando da inauguração da Academia. O Sporting vendeu num ano João Mário e Slimani, encaixou 70 milhões. Tinham esse dinheiro e deixaram a academia assim. Nós estamos a expandir a academia. Este CD não acredita na sorte, acredita no trabalho, esforço, conhecimento e inteligência. Implementámos uma direção técnica na academia, unidade de performance física coordenada por Francisco Tavares. Hoje um treinador tem toda a informação diária de todo o atleta, nunca se tinha feito isto. Novo relvado sintético concluído. Expansão é uma realidade, vamos construir mais quatro ou cinco campos. Nem Roma nem a Academia se constroem num dia. Estas medidas vão ter frutos a médio e longo prazo. Não se compra na formação, semeia-se e depois colhe-se estragar é muito rápido”, sintetizou o Presidente Frederico Varandas.

Diagnóstico organizacional – o futuro do Sporting

Infra-estrutura para além da Academia

“A cobertura não tinha manutenção nos últimos 13 meses, nem sequer se acautelou a segurança dos adeptos. Já adjudicámos este serviço. A nível de experiência - A zona corporate está ultrapassada, velha. Ainda existem televisões em caixotes”, revelou o administrador SAD Miguel Cal.

As pessoas

“Não há avaliações de desempenho, não há prémios de performance, não há formação dos RH. O Sporting é uma organização orgânica, de pessoas para pessoas. se não se valorizam os RH a máquina que suporta o desporto não irá funcionar.”

A gestão

“Não há processos. Não há sistemas - vive-se em Excel e com programas obsoletos, sem qualquer flexibilidade. Por exemplo o armazém não tem sistema automático ligado às vendas, o stock para as lojas é feito manualmente. O equipamento informático está em fim de vida. Há máquinas tão obsoletas que as peças têm de ser compradas na sucata. A gestão era completamente amadora a que se mostrava a todos os níveis:

- Não havia estratégia digital. A app do Sporting vendeu 400 bilhetes o ano passado

- O dinheiro da bilheteira era transportado em mochilas pelo Sr. Orlando, que chegava a levar 200 mil euros para o banco.

- As boas ideias demoravam séculos a serem implementadas. Exemplo, criou-se uma experiência para os sócios visitarem a Academia. Desde o dia em que os sócios ganharam a experiência até conseguirem visitar a Academia demorou 18 meses!”

Visão Marca Sporting

“Novo programa de Sócios com uma dimensão de fidelização, uma dimensão de experiências para se viver o clube, uma dimensão de vantagens, com descontos que façam a diferença, que sejam recebidos com maior facilidade; a relação num cartão único.

- Digital deste os sistemas primários até website e app. Dar flexibilidade à organização para ser mais ágil e inovadora nas suas soluções e no que permite aos sócios fazerem; desenvolvimento de conteúdos únicos behind the scenes

- Novo posicionamento comercial para acrescentarmos mais valor aos nossos parceiros. Sermos claros na nossa proposta de valor, sermos inovadores e diferenciadores;

- Estratégia internacional posicionando-nos junto de marcas internacionais e fazer verdadeiras Academias que potenciem o know how do Sporting no mundo

- Núcleos – novo programa que irá ser lançado em breve. Sistema informático e sistema de uniformização dos núcleos e votação

- Merchandising com uma gama mais alargada da marca lifestyle, melhorando a distribuição para estar mais próximo dos sócios

- Museu no centro da experiência

- Concurso de catering que irá ser lançado nas próximas duas semanas e que irá melhorar toda a experiência no estádio

Para terem uma ideia quando chegámos estávamos com receitas 10% abaixo do ano anterior. Agora estamos 3% acima. Como é que o fizemos? Com uma gestão diferente”, concluiu Miguel Cal.

Em conclusão. “Ganha-se com qualidade. É a qualidade que nos faz ganhar. Mas para haver qualidade é preciso trabalho. E para se poder trabalhar bem é preciso estabilidade. Impossível vencer sem estabilidade. Impossível lutar pelo quer que seja sem estabilidade. Vejam quantos anos têm os nossos rivais de estabilidade e vejam também os anos que demoraram a vencer. O rumo está definido, estamos muito seguros do rumo que estamos a percorrer”, finalizou o Presidente Frederico Varandas.

Páginas

Subscreva RSS - Clube