Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

×

Taxonomy term

Foto José Cruz

Leoas em vantagem na meia-final da Taça de Portugal

Por Jornal Sporting
25 Abr, 2017

A vitória por 2-0 frente ao Estoril deixa o Sporting CP mais perto da final do Jamor

As orientadas de Nuno Cristóvão receberam e venceram o Estoril em encontro a contar para a primeira-mão da meia-final da Taça de Portugal. Ana Borges, aos 12', e Ana Capeta, aos 83', foram as autoras dos dois golos com que o Sporting CP se colocou em vantagem na eliminatória.

O posicionamento do adversário, que adoptou uma postura bastante defensiva, acabou por condicionar o desenrolar da partida na primeira parte. Com o Estoril a colocar as 11 jogadoras atrás da linha da bola, as verdes e brancas sentiram claras dificuldades em criar desequilíbrios, apostando principalmente nos remates de longe e nos lances de bola parada. Foi precisamente num canto cobrado do lado esquerdo do ataque leonino que surgiu o golo de Ana Borges - Solange Carvalhas colocou a bola na área e a número 9 aproveitou o mau alívio das opositoras para abrir o activo. Esse acabou por ser o momento mais empolgante dos primeiros 45 minutos, nada rico em ocasiões. 

Para a etapa complementar voltou um Sporting CP mais dinâmico, entendedor de que era necessário explorar as alas devido ao 'congestionamento' no corredor central. Ana Borges, a melhor do lado das leoas, foi a mais desequilibradora, ora quando tentava servir Solange, ora nos cruzamentos atrasados que procuravam a finalização de Diana Silva. Perto da meia hora, Solange, a capitã leonina, ficou a milímetros de ampliar a vantagem. 

Antes do 2-0 de Ana Capeta, vieram ainda duas boas chances dos pés de Diana Silva e de Solange Carvalhas. Primeiro, com a avançado a tentar dar melhor seguimento à recarga do remate de Fátima Pinto e, instantes depois, com a melhor marcadora do Sporting CP a proporcionar o lance mais bonito do desafio - cruzamente de Ana Borges e pormenor delicioso de calcanhar da número 20, travado pelas luvas de Catarina Bajanca. 

Finalmente, Capeta saltou do banco para criar maiores problemas à defensiva contrária e, como é seu costume, rematar a contar. Ana Borges (sempre ela) trabalhou e descobriu a alentejana no interior da área que, de cabeça, fez o marcador voltar a mexer (83'). Até final, não se viu nenhuma outra jogada de registo, levando o Sporting CP uma vantagem de dois golos para o encontro no Estoril - o segundo jogo disputa-se a 14 de Maio no estádio das canarinhas.

Foto José Cruz

Leoas goleiam e mantêm-se imparáveis na liderança

Por Jornal Sporting
22 Abr, 2017

Sporting CP venceu o Ouriense por 8-0, com Diana Silva em destaque ao fazer um hat-trick na 22.ª jornada da Liga Allianz

O Sporting CP continua imparável na liderança da Liga Allianz, tendo goleado este sábado a formação do Ouriense por 8-0, o mesmo resultado que já tinham atingido frente ao mesmo adversário para a Taça de Portugal. Diana Silva, que tinha estado em destaque nesse jogo da Taça ao apontar um hat-trick, voltou a estar em evidência e repetiu a façanha, em jogo da 22.ª jornada do campeonato. Os outros golos foram apontados por Constança Silva, que bisou, Solange Carvalhas, Nadine Cordeiro e Amélia.

As leoas, como já se esperava, dominaram completamente as incidências desde o apito inicial. Com as duas laterais sempre balanceadas para o ataque, a formação orientada por Nuno Cristóvão encostou o Ouriense ao reduto defensivo, embora sem conseguir criar perigo nos primeiros minutos.

O primeiro lance de perigo surgiu aos 9 minutos através de uma arrancada de Ana Borges pelo lado direito, tendo depois rematado à figura de Andreia. Depois do lance da extremo leonina, o Sporting CP recuperou a bola em zona alta e Fátima Pinto serviu Diana Silva, que, depois de passar pela adversária directa, inaugurou o marcador. Logo a seguir, Diana Silva voltou a ganhar espaço nas costas da defensiva do Ouriense e cruzou rasteiro para o segundo poste, com Ana Borges a não conseguir desviar com sucesso. As leoas não abrandavam o ritmo e, no espaço de quatro minutos, foi a aniversariante Solange Carvalhas a ter duas excelentes oportunidades. Primeiro, de baliza aberta, fez o que não costuma fazer: Rematou ao lado. Depois, numa curta diagonal, jogada habitual do seu reportório técnico, atirou ligeiramente ao lado.

A número 20 leonina foi infeliz no capítulo da finalização, mas destacou-se nas assistências ao ser decisiva para o bis de Diana Silva (26’). A avançado estava imparável e chegou ao hat-trick passado cinco minutos com um grande golo de cabeça após cruzamento de Ana Borges. Os golos continuavam a aparecer, com Solange Carvalhas, depois de tanto insistir a ser compensada aos 36 minutos, num cabeceamento à ponta-de-lança.

Nuno Cristóvão colocou em campo Rita Fontemanha e Amélia ao intervalo, fazendo descansar Joana Marchão. Na segunda parte a partida continuou a ser totalmente dominada pelas leoas e sempre com Solange Carvalhas e Diana Silva em evidência. A extremo cabeceou ligeiramente ao lado e a avançado rematou à trave logo nos primeiros instantes. Mais golos só aos 65 minutos. E que golo de Nadine Cordeiro! A médio picou a bola sobre Andreia Borracho e fez o quinto tento da tarde.

Quatro minutos volvidos e o Sporting CP apontou mais um tento, que foi produzido por duas jogadoras saídas do banco de suplentes. Grande arrancada de Constança Silva pelo lado esquerdo e Amélia, de forma artística, a desviar com sucesso ao primeiro poste. Apesar da larga vantagem no marcador, as leoas não desarmaram e chegaram ao sétimo golo aos 72 minutos por intermédio de Constança Silva numa recarga a remate de Diana Silva.

Mesmo em cima do apito final ainda houve tempo para mais um tento da equipa orientada por Nuno Cristóvão, com Constança Silva a bisar no encontro. A mesma Constança, logo a seguir, ainda atirou à trave, ficando muito perto de imitar Diana Silva e atingir o hat-trick na partida. O resultado final foi então 8-0, com o Sporting CP a manter a vantagem de três pontos para o Sp. Braga, quando faltam quatro jornadas para o final do campeonato.

Foto José Cruz

"Só faltam cinco finais"

Por Jornal Sporting
21 Abr, 2017

Nuno Cristóvão salienta a evolução dos processos e o momento de forma verde e branco, sem deixar de alertar para os perigos que advêm dos facilitismos

Fazer vistos no calendário e superar os adversários. O treinador da equipa sénior de futebol feminino do Sporting CP, Nuno Cristóvão, é pragmático, pedindo concentração às atletas para prosseguir o trilho invencível, desta feita diante do Atlético Ouriense: “É mais uma final. E, como digo sempre, as finais jogam-se para vencer. Só faltam cinco e esta é diante de um adversário que já foi campeão nacional. Já os vencemos por duas vezes durante esta temporada. Temos a convicção de que somos superiores, mas temos de prová-lo dentro das quatro linhas”, disse, em antevisão à Sporting TV.

No regresso à competição principal do futebol feminino, o Sporting CP segue na liderança, somando 19 vitórias em 21 partidas. Os três pontos sobre o Sp. Braga na liderança da Liga Allianz dão um conforto que se alia à qualidade exibicional: 34 golos nos últimos cinco jogos e sem golos sofridos: “Estamos num excelente momento. Conseguimos fazer muitos golos. Antes, criávamos muito e desperdiçávamos. Melhorámos também do ponto de vista defensivo. A quantidade de treinos fazem com que as rotinas se alicercem”.

A jovem jogadora, Tânia Rodrigues, alinhou com o discurso do técnico e expressou também a vontade do plantel: “O objectivo é ganhar para estarmos mais perto de sermos campeãs. A motivação está sempre ‘em cima’ e queremos cumprir os desígnios do Clube”.

A terminar, Nuno Cristóvão salientou a necessidade de adaptar treinos ao calendário mais apertado, reflexo da presença nas meias-finais da Taça de Portugal, com o primeiro jogo diante do Estoril marcado para terça-feira: “Tem existido uma carga grande, de intensidade competitiva. Temos de gerir os nossos objectivos, sempre tendo em atenção a condição física das jogadoras”.

O Sporting CP recebe o Atlético Ouriense no sábado, às 16h00, na Academia Sporting.

 

Foto César Santos

"Queremos manter a liderança"

Por Jornal Sporting
15 Abr, 2017

Técnica-adjunta dos leoas, Isabel Osório, fala da justiça no marcador e a goleadora de serviço, Diana SIlva, afirma que registo é para manter

No final do encontro no campo de treinos da Amoreira, Isabel Osório, treinadora-adjunta de Nuno Cristóvão, foi o elemento da equipa técnica verde e branca apontado para comentar as incidências da partida. "Tinha tudo para ser complicado devido à paragem no campeonato. Ainda assim, temos vindo a demonstrar que estamos a crescer, não apenas ao nível da qualidade jogo mas também no número de golos marcados. Hoje foi notório que essa paragem nem nos fez qualquer tipo de mossa, continuamos focados e é uma vitória mais do que justa. Se o título está mais perto? Temos menos uma final para encarar. Faltam cinco. Saber que estamos na liderança dá-nos uma motivação extra e é assim que queremos continuar a estar".

Diana Silva, depois de apontar os quatro golos que contribuíram para a vitória leonina (7-0), explicou por que ficou tudo mais fácil, quando antes do encontro tivessem surgido as habituais desconfianças em relação ao adversário. "Sabíamos de antemão que este era um jogo no qual nos iriam dificultar muito a vida. Conseguimos tornar as coisas fáceis desde início e depois controlámos a partida até ao fim. Temos de encarar todos os jogos como finais e nunca iremos facilitar seja contra que adversário for. A perspectiva é ganhar todos os jogos e tudo faremos que assim seja", rematou.

 

 

Foto José Cruz

Domínio das leoas no Estoril

Por Jornal Sporting
15 Abr, 2017

Vitória da equipa feminina no terreno estorilista (7-0) com espectáculo de Diana Silva com quatro golos

A equipa de futebol feminino sénior do Sporting CP venceu esta tarde, no campo de treinos do Estoril-Praia, o Estoril por 7-0.

O encontro registou algum equilíbrio nos primeiros minutos, embora as leoas tivessem entrado no jogo com a mesma vontade felina que lhe é reconhecida em resolver cedo a partida. Patrícia Morais, guarda-redes das verdes e brancas, fez uma defesa em todo o jogo, o que diz bem do sentido único que se verificou no sintético da Amoreira. Primeiro foi por intermédio de Ana Borges (7'), lance que originou pontapé de canto e no qual Fátima Pinto atirou por cima. Depois foi a vez de Rita Fontemanha, de livre ditecto, atirar igualmente por cima (9').

Se o primeiro golo é habitualmente o mais complicado, Diana Silva conseguiu-o aos 15 minutos, no ressalto de bola após remate à barra de Ana Borges. Inaugurado o marcador, os restantes foram seguidos: Diana Silva (22'); Matilde Figueiras (30'); e de novo Diana Silva (45'). Foi com um 4-0 que as equipas saíram para o intervalo e, como se nada tivesse acontecido, Tatiana Pinto aumenta para 5-0 (49'); e novamente Diana Silva (55'). A ponta de lança leonina chegava ao póquer no encontro tornando-se assim na mulher do jogo.

Nuno Cristóvão operou as três substituições de uma só vez: Ana Rita Viegas e Nadine Cordeiro entraram para os lugares de Granja e Tatiana Pinto, tendo Ana Capeta entrado para ocupar a posição de... Diana Silva. A avançada alentejana agarrou bem o testemunho da goleadora da partida e fechou a contagem (7-0) aos 81 minutos de jogo.

A três minutos do fim, Érica Rocha, do Estoril – que tinha entrado 10 minutos antes –, cai no relvado com perda de sentidos. A jogadora estorilista foi, no final do encontro, transportada de ambulância para o hospital, pelo que se deseja as rápidas melhoras e o pronto regresso à competição.

Foto José Cruz

“Considero este jogo muito importante”

Por Jornal Sporting
13 Abr, 2017

Nuno Cristóvão salientou a importância de conquistar a vitória frente ao Estoril

Duas semanas depois do último jogo realizado, as leoas de Nuno Cristóvão voltam este sábado (16h) a competir. O Sporting CP desloca-se ao terreno do Estoril, em jogo da 21.ª jornada da Liga Allianz, com o técnico a realçar a relevância desta partida. “Considero este jogo muito importante. Vamos defrontar uma equipa que tem algumas vantagens em relação à nossa quanto à preparação do jogo. Primeiro, porque jogou o fim-de-semana passado e por isso tem mais ritmo competitivo já que nós não jogamos há duas semanas consecutivas. Depois, porque tivemos poucas atletas nos treinos durante este período pois várias estiveram na selecção e outras estão lesionadas. É um jogo que tem de ser encarado com muita cautela e rigor de forma a conseguirmos garantir a vitória e dessa forma a manutenção do primeiro lugar e da vantagem para o Sp. Braga”, destacou, em declarações ao Jornal Sporting.

O treinador dos verdes e brancos alertou ainda para as dificuldades que o Estoril vai apresentar, tendo deixado muitos elogios à formação da linha. “Tem uma equipa com muita qualidade, com muitas jogadoras internacionais nas camadas jovens e algumas que já fazem parte da selecção principal. Tenta sair a jogar desde trás e tem como ponto forte o facto de ter jogadoras rápidas no ataque que podem causar estragos a qualquer momento. Estão num bom momento, nos últimos oito jogos conseguiram cinco vitórias e um empate, têm realizado uma grande segunda volta e não duvido que se vão apresentar muito motivados. Relembro que já na Academia tivemos muitas dificuldades frente a esta equipa”, recordou, tendo por fim deixado a garantia que as leoas vão entrar em campo apenas com a vitória no pensamento.

“Temos de encarar o jogo como mais uma final. E as finais são para ganhar. Temos de estar muito focados no nosso jogo e pô-lo em prática. Antes da paragem estávamos num grande momento, a fazer muitos golos e a jogar um futebol de grande qualidade, e espero que a pausa não tenha travado o nosso ímpeto”, finalizou. 

Foto César Santos

Juvenis estreiam títulos femininos

Por Jornal Sporting
01 Abr, 2017

Equipa sub-17 do futebol feminino, orientada por João Edgar, sagrou-se campeã distrital com vitória (1-0) frente ao Casa Pia. O empate bastava

A equipa juvenil feminina do Sporting Clube de Portugal sagrou-se na manhã deste sábado campeã distrital ao vencer o Casa Pia por 1-0, com golo da capitã de equipa, Alícia de Figueiredo, aos 24 minutos do segundo tempo. O empate bastava às leoas, uma vez que à entrada para a última jornada a formação verde e branca liderava por um ponto a classificação. No entanto, como a autora do único golo do encontro referiu: "O nosso objectivo nunca foi o empate. Foi sempre vitória, vitória, vitória. Neste Clube só se trabalha e joga para ganhar. Sempre."

A primeira parte foi pautada por algum equilíbrio, até as casapianas começarem a perder o fôlego, dando lugar a um segundo tempo de completo domínio leonino, pelo que o golo surgiu quase ao cair do pano e de forma natural.

O técnico da equipa, João Edgar, estava naturalmente orgulhoso pelo feito alcançado, acima de tudo pelo grupo de trabalho que conseguiu reunir. "Até agora a época tem sido fantástica. Este jogo foi apenas o culminar de uma temporada quase 100 por cento vitoriosa, apenas com um empate concedido. Jogámos muito, quisemos ter bola do início ao fim. Como me sinto? Muito, muito feliz. Consegui ser campeão pela primeira vez no meu Clube do coração e as jogadoras sentem o mesmo. O Sporting CP é o clube delas e é aqui querem evoluir e ganhar", adiantou.

Agora, representando a Associação de Futebol de Lisboa, a equipa leonina irá disputar o Campeonato Nacional com cada um dos campeões dos restantes distritos.

Coincidência feliz foi o facto de ter sido Mário Jorge, antigo jogador do Sporting CP, a entregar a Taça do primeiro título conquistado pela futebol feminino, desde o regresso da categoria a Alvalade. Uma estreia logo na primeira época que abre boas perspectivas para o futuro.

Foto José Cruz

Estoril é o adversário na Taça de Portugal

Por Jornal Sporting
31 Mar, 2017

Leoas defrontam as 'canarinhas' a duas mãos pelo acesso à final da Taça de Portugal

O Sporting CP ficou esta sexta-feira a saber de que o Estoril Praia é o adversário nas meias-finais da Taça de Portugal de futebol feminino. 

As leões não tiveram dificuldades para ultrapassar o Atl. Ouriense (8-0) e agora encontram o sétimo classificado na Liga Allianz, que derrotaram na primeira volta da liga por 3-1.

Ainda assim, com dois golos nos últimos 10 minutos, uma vitória que salienta os problemas enumerados por Raquel Sampaio, directora da secção de futebol feminino do Sporting CP: "Vamos enfrentar um adversário bastante difícil, que nos criou muitas dificuldades. Vencemos 3-1, mas com dois golos nos últimos 10 minutos. É uma meia-final, vão querer ganhar-nos. Estamos em momentos diferentes da época, apresentando bons números, até por ter chegado ao primeiro lugar no Campeonato Nacional. Não sei se conseguiremos números expressivos, mas o que interessa é a vitória".

A primeira mão joga-se em casa das Sportinguistas, a 25 de Abril, e a segunda. naturalmente, no Estoril, a 14 de Maio. De preparação servirá o próximo compromisso das leoas, que se deslocam ao Estoril, mas para a 21.ª jornada da Liga Allianz.

Na outra meia-final, o Sp. Braga defronta a formação do Casa Povo Martim.

Foto José Cruz

"Objectivo é vencer os seis jogos que faltam"

Por Jornal Sporting
26 Mar, 2017

Gonçalo Simões, treinador de guarda-redes, deixou as indicações para o que falta disputar da Liga Allianz

Vencer, vencer, vencer, vencer, vencer e... vencer. Seis vezes, pois são esses os jogos que faltam disputar até ao final do Campeonato Nacional Feminino. Depois da vitória por 8-0 frente ao Vilaverdense, Gonçalo Simões, treinador de guarda-redes da equipa feminina, mostrou-se ambicioso para o que aí vem. 

"Todos os jogos são para ganhar, Faltam seis finais e o objectivo é vencer os seis jogos, conquistando assim todos os pontos possíveis. O mesmo em relação à Taça de Portugal: temos como meta chegar à final e conquistar o troféu", vincou, antes de analisar a partida que deixou as leoas na liderança do campeonato antes da pausa de cerca de duas semanas. 
 
"Entrámos bem na primeira parte, com boas dinâmicas individuais e colectivas, como é apanágio da nossa formação. Com naturalidade, fizemos quatro golos na primeira parte. Na etapa complementar, não entrámos tão bem, mas o adversário também nos condicionou porque veio com uma atitude mais aguerrida", prosseguiu, antes de deixar uma mensagem à 'Onda Verde'. 
 
"Regressamos ao campeonato com o Estoril e queremos convidar todos os adeptos do Sporting CP a estarem presentes e agradecer aos que estiveram na Academia este domingo, apesar do estado do tempo", sublinhou. 
 
A próxima partida das leoas disputa-se no dia 15 de Abril às 16h.
Foto José Cruz

"Todos querem ganhar ao Sporting CP"

Por Jornal Sporting
26 Mar, 2017

A autora do 'póquer' desta tarde, Diana Silva, fez o rescaldo da partida contra o Vilaverdense

No total, foram seis os golos que Diana Silva somou frente ao Vilaverdense. Aquando a primeira volta, a número 19 verde e branca já tinha apontado dois remates certeiros contra as orientadas de Carlos Valadar, sendo que esta tarde somou outros quatro à sua conta pessoal. No rescaldo da partida, que as leoas venceram por 8-0, a avançada das leoas vincou que o Sporting CP teve a capacidade de tornar o jogo fácil. 

"Entrámos bem no encontro, tornando-o fácil. O Vilaverdense vinha para vencer porque, neste momento, todos querem ganhar ao Sporting CP. Os oito golos foram bons, apesar de termos criados bastantes oportunidades e demonstrado alguma falta de eficácia", começou por dizer, deixando também algumas palavras sobre o seu rendimento pessoal e a competição saudável com Solange Carvalhas, que continua a ser a melhor marcadora da competição, tendo alcançado 31 remates certeiros até ao momento.
 
"Nunca houve rivalidade nesse sentido. Estamos todas para o mesmo: queremos ser campeãs. Depois é que vêm os prémios individuais, mas sei que ficaremos contentes independentemente de quem conseguir ficar com o prémio de melhor marcadora", concluiu. 

Páginas

Subscreva RSS - Futebol Feminino