Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

×

Taxonomy term

Foto D. R.

Sporting CP em workshop de formação financeira dos jogadores de futebol

Por Jornal Sporting
30 Out, 2018

Joana Marchão, Patrícia Gouveia e Filipe Vedor marcaram presença no Museu Nacional do Desporto

Esta terça-feira, o Museu Nacional do Desporto, em Lisboa, recebeu um workshop dedicado à formação financeira dos jogadores de futebol, no âmbito do Dia Mundial da Poupança, celebrado a 31 de outubro. Joana Marchão e Patrícia Gouveia, atletas da equipa de futebol feminino do Sporting CP e Filipe Vedor, director do departamento, estiveram presentes na iniciativa.


Lúcia Leitão (presidente da Comissão de Coordenação do Plano Nacional de Formação Financeira), São Igreja (representante da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários), Rui Fidalgo (representante da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões) e Diogo Luís (ex-jogador de futebol e consultor financeiro da Golden Assets) debateram os hábitos de poupança no futebol e a importância da literacia financeira.

A iniciativa, promovida pelo Sindicato dos Jogadores, em parceria com o Conselho Nacional de Supervisores Financeiros (CNSF), falou-se do Fundo de Pensões, regime complementar destinado aos praticantes desportivos, que foi apresentado pelo Sindicato dos Jogadores a todos os grupos parlamentares, estando para breve a discussão da sua aprovação na Assembleia da República.

Foto José Cruz

Leoas com garras

Por Jornal Sporting
28 Out, 2018

Apesar da derrota por 4-0, equipa B feminina lutou até ao fim pelo resultado

A equipa B de futebol feminino do Sporting Clube de Portugal perdeu, pela primeira vez, nesta tarde de domingo, frente ao Benfica, por 4-0, em partida a contar para a quinta jornada da Série D do Campeonato Nacional II Divisão.

Apesar das duas formações entrarem em campo com objectivos distintos – por um lado a formação, pelo outro a subida à I Divisão – a verdade é que ambas se bateram, do início ao fim, pelo resultado. Mesmo não tendo assinalado qualquer golo, as leoas não desistiram de atacar, testando, por diversas vezes, a atenção da guarda-redes adversária. Com dois golos apontados em cada uma das duas partes, coube a Pauleta, Daiane, Geyse e Darlene rubricar o resultado adversário.

Na próxima jornada, dia 4 de Novembro, as comandadas de Mariana Cabral recebem, às 15h, no Estádio Universitário de Lisboa, campo 3, a equipa do Ponte Frielas.

Foto Mário Vasa

Ventos fortes trouxeram três pontos

Por Jornal Sporting
28 Out, 2018

Nem o clima parou a vitória da equipa de Nuno Cristóvão, por 3-0, frente à Ouriense

Palco desportivo por excelência neste fim-de-semana, o Estádio Aurélio Pereira voltou a abrir portas, nesta tarde de domingo, para assistir à vitória da equipa de futebol feminino do Sporting Clube de Portugal, por 3-0, frente à Ouriense, em jogo a contar para a quinta jornada da Liga BPI. Para surpreender todos os amantes desta modalidade, Nuno Cristóvão, técnico leonino, lançou, na frente do 4x4x2, Carolina Mendes e…Ana Capeta.

O duelo começou a ser desenhado cedo. Com apenas cinco minutos de jogo, um passe de ruptura de Carolina Mendes deixou Sharon Wojcik isolada na cara de Petra Niceia que, no momento de finalização, não perdoou e assinalou o primeiro golo leonino. Com a equipa do Ouriense a recuar o bloco ofensivo coube, às verdes e brancas, encontrar soluções pelas laterais. Dito e feito. Aos 17 minutos, Fátima Pinto percorreu todo o corredor direito, abriu espaço entre a defesa oponente e serviu Carolina Mendes que, apesar de aparecer bem na grande área, rematou à figura da guarda-redes.

A diminuição do ritmo de jogo leonino originou uma nova subida das linhas das adversárias que, ao minuto 45, estiveram muito perto da igualdade, com Cristina Ferreira a obrigar Patrícia Morais a voar para a defesa. Ainda antes de recolherem para o intervalo, Nuno Cristóvão lançou na grande área nove leoas para impedir (e bem) a finalização do canto batido por Monique Gonçalves.

Não sabemos se o trunfo foi começar a jogar a favor do vento, se foi do apoio de todos os Sportinguistas presentes no Estádio Aurélio Pereira, mas a verdade é que a equipa ganhou um novo ânimo. Após as investidas das atletas da Ouriense, aos 67 minutos, foi a vez das leoas passarem para o ataque. Chamada a bater o canto, Ana Capeta chutou para a grande área onde Carole Costa cabeceou à barra. Não dê o lance como perdido, Nevena Damjanovic não o fez. Após o ressalto na barra, a sérvia encheu o pé e rematou para o segundo golo do encontro.

Com a entrada de Diana Silva para o lugar de Solange Carvalhas, a equipa leonina voltou às origens do 4x3x3, com Carolina Mendes, Ana Capeta e Diana Silva no ataque. Remédio santo para assistir ao terceiro e último golo do encontro. Num canto batido por Rita Fontemanha, Carole Costa tirou as medidas à baliza e, desta vez, não pecou na finalização (75’). Antes do apito final Ana Capeta ainda fez tremer as oponentes (e todos os espectadores) ao rematar, do meio-campo, em cheio no poste da Ouriense.

As leoas voltam a entrar em acção no próximo sábado, dia 3 de Novembro, às 15h, frente ao Boavista.

Mais uma goleada

Por Jornal Sporting
21 Out, 2018

Equipa B feminina venceu Damaiense, por 12-0, na 4.ª jornada

A equipa B de futebol feminino do Sporting Clube de Portugal goleou, esta tarde de domingo, o Damaiense, por 12-0, em partida a contar para a quarta jornada da série D do Campeonato Nacional II Divisão.

Num jogo com tantos golos, ficam as marcadoras da partida: Marta Ferreira (4), Joana Martins (2), Bárbara Marques (2), Vera Cid (2), Inês Macedo e Constança Silva, esta última jogadora que merece especial destaque pelo regresso à competição (e com um golo!), passado um ano, devido a lesão grave. 

Na próxima jornada, as leoas têm uma dura batalha frente ao eterno rival, o Benfica, marcado para o Estádio Tapadinha, pelas 15h de 28 de Outubro (domingo). 

Foto Mário Vasa

Primeiros pontos cedidos na Madeira

Por Jornal Sporting
21 Out, 2018

Ana Capeta marcou o golo do empate a uma bola frente ao Marítimo na 4.ª jornada da Liga BPI

A estreia da equipa de futebol feminino na ilha da Madeira não teve o desfecho mais desejado. À quarta jornada da Liga BPI, o Sporting CP cedeu os primeiros pontos do campeonato, ao empatar a uma bola com as insulares, num jogo que ficou marcado pelo dilúvio que se abateu no Campo Complexo Desportivo C.F. Andorinha. 

Ao intervalo, o nulo no marcador espelhava as dificuldades sentidas pelas bicampeãs nacionais, que alinharam com Patrícia Morais, Carlyn Baldwin, Carole Costa, Nevena Damjanovic, Rita Fontemanha, Tatiana Pinto, Sharon Wojcik, Fátima Pinto, Solange Carvalhas, Diana Silva e Carolina Mendes.
 
Na segunda parte, aos 69', Ana Capeta desfez a igualdade, dando a vantagem às visitantes, só que o Marítimo viria a empatar aos 80', tendo sido esse o resultado que se manteve até final. 
 
Na próxima ronda, o Sporting CP regressa à Academia para defrontar o Ouriense, partida agenda para as 15h do próximo domingo. 
Foto José Cruz

“Quando recebi a proposta do Sporting CP não pensei nos prémios, pensei no Clube”

Por Jornal Sporting
16 Out, 2018

Ana Borges recebeu o prémio de Melhor Jogadora da Liga 2017/18, entregue, em mãos, por Carla Couto, embaixadora e delegada do Sindicato de jogadores para o futebol feminino

24 jogos, nove golos, 2.278 minutos em campo e um triplete – Supertaça, Campeonato e Taça de Portugal. Não lhe podemos dar a chave do euromilhões, mas podemos revelar o segredo que levou Ana Borges, capitã da equipa de futebol feminino do Sporting Clube de Portugal, a receber, do Sindicato dos Jogadores, o tão merecido troféu de Melhor Jogadora da Liga de Futebol Feminino 2017/18.

Com 22,75% dos votos, Ana Borges não só convenceu dentro das quatro linhas, como fora. Numa conquista que resultou da escolha dos treinadores das 12 equipas da Liga Allianz (60%) e da votação realizada no site do Sindicato dos Jogadores (40%), a atleta de 28 anos ficou à frente de Dolores Silva, do Sporting de Braga (18,63%) e da companheira de equipa Diana Silva (17,38%).

“É um sentimento de enorme orgulho, até porque nada se consegue sozinha. Apesar de ser um prémio individual, é uma mais valia pertencer a este grupo de trabalho, que tanto me ajuda a conquistar este e outros troféus”, afirmou a avançado verde e branca.

Começou na Fundação Laura Santos, seguiu para Este, para o Prainsa Zaragoza, sobrevoou o Oceano Atlântico, até ao SC Blue Heat, e regressou temporariamente a terras espanholas, até rumar, durante três épocas, para o Chelsea. Estava lá tudo. Desde as qualidades, ao mediatismo e, ainda, às rivalidades. Faltava apenas uma coisa: jogar por amor ao símbolo que trazia ao peito.

“Quando fiz a mudança para fora do País, fui na incerteza. Não sabia se ia ou não correr bem. Foi tudo novo para mim, até porque deixei cá a minha família. No entanto, no dia em que pude regressar, não pensei duas vezes. Quando recebi a proposta do Sporting CP não pensei nos prémios, pensei no Clube. Sempre disse que o Sporting é o meu Clube e compensa sempre, não só receber este prémio, mas também por  recebê-lo no meu Clube”, revelou a atleta, que enverga, desde 2016/17, o leão ao peito.

Peça chave na Selecção

139 internacionalizações, 11.131 minutos em campo e 14 golos marcados. Ana Borges não só encanta nos relvados portugueses, como também ao serviço da Selecção Nacional (sub-19 e equipa principal). “Nada se consegue sozinha, daí agradecer constantemente às minhas companheiras. Não só do Sporting CP, como da selecção. E aos treinadores. Responsabilidade temos de ter todas. A partir do momento que carregamos o símbolo do Sporting ou da selecção, temos de assumir sempre esse compromisso”, vincou.

Quando a jogadora leonina toca na bola, ouvimos das bancadas, de forma instantânea: ‘Lá vai a ViaVerde’. No futuro, contamos com o mesmo esforço, dedicação e devoção pelo Sporting Clube de Portugal. “Receber estes prémios dá-nos sempre uma força extra. No entanto, como toda a gente diz: é até onde as pernas nos deixarem. Neste momento, não penso no fim, penso é jogo após jogo, dia após dia”, terminou.

Foto Mário Vasa

Veia goleadora em acção

Por Jornal Sporting
14 Out, 2018

Equipa de futebol feminino voltou a vencer no campeonato por números esclarecedores

A equipa de futebol feminino do Sporting Clube de Portugal venceu, este domingo, a formação do Estoril, por 3-0, em jogo a contar para a terceira jornada da Liga BPI. Não nos queremos tornar repetitivos, mas ninguém consegue impedir as bicampeãs de fazer (bons) golos. Em equipa que ganha não se mexe, que o diga Nuno Cristóvão, técnico leonino, que mantém a aposta constante no 4X4X2, com Diana Silva e Carolina Mendes a provocar estragos na defesa oponente.

Com a equipa do Estoril muito concentrada a nível defensivo foi, apenas, aos oito minutos de jogo que as leoas fizeram suspirar todos os Sportinguistas presentes no Estádio Aurélio Pereira, com Diana Silva a aproveitar um desentendimento entre duas jogadoras adversárias e a servir Sharon Wojcik, que pecou na finalização. Numa primeira parte de autêntico descanso para a guardiã leonina, face à ausência de ataques das adversárias, foi à passagem do minuto 36 que as leoas abriram, por fim, o marcador. Aproveitando a assistência de Solange Carvalhas, capitã de equipa, Carolina Mendes desmarcou-se e, com a saída da guarda-redes do Estoril, fez o ‘chapéu’ para o golo. 

Numa segunda parte de menor intensidade, foi ao minuto 62, com a saída de Diana Silva e a entrada de Neuza Besugo, que a equipa verde e branca aumentou o ritmo, ganhando ‘frutos’ pouco tempo depois. Numa jogada bem desenhada por Neuza Besugo (após criar superioridade numérica no ataque), Rita Fontemanha rapidamente cruzou para Carolina Mendes, que cabeceou para o segundo golo. Inspiradas pela vantagem, bastaram dois minutos para Tatiana Pinto desmarcar Nevena Damjanovic que, na cara da guarda-redes oponente, fez o terceiro e último golo do encontro.

De destacar, ainda, a saída de Solange Carvalhas, à passagem do minuto 79, para a entrada de Nathalie Hoff Persson, reforço leonino para a presente época, que se estreou, este domingo, pela equipa de Nuno Cristóvão.

As leoas voltam a entrar em acção no próximo domingo, dia 21, às 16h, frente ao Marítimo.

Foto Mário Vasa

Entrada de (bi)campeãs rumo ao 'tri'

Por Jornal Sporting
13 Out, 2018

Formação júnior venceu hoje por 3-0 o Clube de Futebol Benfica e arranca o campeonato com três pontos

O resultado expressivo indica a qualidade das jovens jogadoras do Sporting CP. As comandadas de Mariana Cabral fizeram este sábado a estreia na 1.º fase do campeonato sub-19 e conquistaram os três pontos ao vencer o CF Benfica por 3-0, no Estádio Francisco Lázaro, com golos de Marta Ferreira, Margariga Caniço e Nicole Araújo.

A treinadora leonina Mariana Cabral analisou a partida e mostrou-se satisfeita com o resultado e com a exibição da equipa. "Foi um bom jogo. Tivemos oportunidade de dar a titularidade a novas jogadoras que estão no seu primeiro ano de juniores. Fizemos uma boa entrada no campeonato", declarou, realçando o bom trabalho feito pelas bicampeãs nas épocas transactas: "Obviamente que as equipas têm no Sporting CP uma grande referência neste campeonato. Somos as melhores e queremos continuar a ganhar".

O caminho para o 'tri' começa a desenhar-se desde cedo, apesar das dificuldades acrescidas este ano. "Queremos ser tricampeãs. Esse é um dos nossos objectivos, sendo o principal o de formar jogadoras. Sabemos que é cada vez mais complicado porque há cada vez mais qualidade no futebol feminino, mas temos uma formação muito jovem e estas jogadoras têm muita margem para crescer", sublinhou a técnica.

Na próxima jornada, o Clube de Alvalade está isento da competição, recebendo na 3.ª ronda o Torreense, no dia 27 de Outubro, no Estádio Universitário (campo nr. 5).

Foto José Cruz

“Queremos ganhar o jogo e aliar o resultado a uma boa exibição”

Por Jornal Sporting
13 Out, 2018

Técnico leonino lançou o encontro de amanhã frente ao Estoril

Na véspera do regresso do campeonato nacional de futebol feminino após a paragem para selecções, Nuno Cristóvão fez a antevisão à partida da terceira jornada, em que as leoas recebem o Estoril. Apesar de ter tido pouco tempo de preparação com todo o grupo, o treinador verde e branco deseja somar mais um triunfo. “Preparámos o jogo depois de quarta-feira, tendo em conta as ausências, e esperemos que as jogadoras estejam em boas condições de dar uma resposta que nos permita somar mais três pontos e continuar na liderança”, assumiu.

O adversário tem criado algumas dificuldades às leoas nas últimas épocas, mas Nuno Cristóvão garante que a equipa está concentrada no presente. “Cada jogo é um jogo. O Sporting CP tem de saber respeitar as equipas adversárias, perceber que tipo de problemas nos vão criar no sentido de os ultrapassarmos e alcançarmos os nossos objectivos. Agora, tenho consciência de que, ao longo da história, o facto de já terem empatado com o Sporting CP pode dar um alento especial. Não nos podemos esquecer de que isso aconteceu, mas queremos ganhar o jogo e tentar aliar um bom resultado a uma boa exibição”, reforçou.

Como é hábito, o técnico leonino perspectiva um encontro em que as leoas terão toda a iniciativa da partida. “Espero uma equipa que nos quer causar dificuldades, que vai estar à espreita dos nossos deslizes para causar desequilíbrios na nossa defensiva. Sabendo sempre que, como a maioria das equipas que vem aqui, vem jogar num registo defensivo, com muitas jogadoras atrás da linha da bola e à espera das transições ofensivas”, comentou.

Rita Fontemanha também acredita num jogo complicado, mas promete empenho por parte das bicampeãs. “É um Estoril sempre complicado. No ano passado colocou-nos bastantes problemas. Foco máximo para o jogo. O objectivo delas é roubar pontos ao Sporting CP e temos de estar focadas e querer os três pontos desde o primeiro minuto”, concluiu.  

Portugal garante apuramento para a Ronda de Elite

Por Jornal Sporting
07 Out, 2018

Apesar da derrota frente a Itália (1-0), a Selecção Nacional segue para a próxima fase na caminhada para o Europeu 2019

Realizou-se este domingo o último jogo do Grupo 11 para o Campeonato da Europa de 2019 de futebol feminino sub-19. Portugal, com Joana Martins a titular e Beatriz Conduto e Carolina Jóia no banco de suplentes, não conseguiu terminar a fase inicial de apuramento em primeiro lugar depois de perder, nos 10 minutos finais da partida, com a selecção italiana por 1-0.

Apesar desta derrota, a equipa das Quinas segue para a Ronda de Elite como segunda classificada do grupo com quatro pontos somados com triunfo por 2-0 frente à Roménia e com o empate diante das anfitriãs búlgaras por 2-2.

Recorde-se que a Ronda de Elite é a derradeira etapa antes da chegada ao Europeu do próximo ano, que irá decorrer na Escócia entre 16 e 28 de Julho. Portugal conhece o adversário para a última etapa dia 23 de Novembro, com as datas dos jogos da Ronda de Elite agendadas de 1 a 9 de Abril e de 10 a 18 de Junho de 2019.

Páginas

Subscreva RSS - Futebol Feminino