Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

×

Andebol

Foto João Pedro Morais

Open Day no Pavilhão João Rocha

Por Sporting CP
18 Set, 2021

​Dezenas de jovens andebolistas estiveram em acção

O Pavilhão João Rocha recebeu, na manhã deste sábado, dezenas de jovens atletas nascidos entre os anos 2006 e 2015 que marcaram presença no Open Day do andebol verde e branco.

Focados em demonstrar o seu talento, para captarem a atenção dos responsáveis Leoninos, os participantes viveram momentos recheados de diversão, aprendizagem e amor à modalidade.

“Estiveram envolvidos neste Open Day jovens dos escalões de bambis, minis e manitas, bem como um grupo sub-14 e outro sub-16. É nestas idades que olhamos para o crescimento dos atletas e tentamos ensinar-lhes o que é o andebol. Ao mesmo tempo, procuramos também estimular o gosto deles por esta modalidade”, começou por dizer Amadeu Correia, coordenador do andebol de formação do emblema de Alvalade, em declarações à Sporting TV.

“Esta iniciativa é muito importante porque o nome do Sporting CP tem um grande alcance, o que faz com que encontremos jovens talentos que de outra forma se calhar não seria possível. Tivemos uma boa adesão, mas queremos sempre ter mais inscritos. Somos ambiciosos nesse aspecto mesmo sabendo que vimos de um período de pandemia, com todas as limitações que isso trouxe ao desporto”, sublinhou, antes de analisar o desempenho dos jovens participantes.

“Tivemos atletas com um desenvolvimento técnico-táctico completamente diferente de outros. Há alguns que, mesmo estando ao serviço de outros clubes, quiseram vir. Claro que esses sobressaem um pouco mais, mas isso não é importante. O principal objectivo é que eles gostem e que se sintam bem, pois para ensinar e formar estamos cá nós. A meta definida é no futuro termos jogadores da equipa sénior que tenham sido formados em casa”, explicou.

Afonso Sousa, um dos jovens participantes, mostrou-se satisfeito com a oportunidade.   

“Foi muito bom, é uma experiência nova. Conheci pessoas novas, é algo diferente. Jogo andebol desde 2013 e sou federado. Considero que é um desporto interactivo e rápido, acho muito interessante. Sempre vi jogos de andebol e foi por isso que comecei a treinar e a jogar. Sempre representei o mesmo clube, mas é muito bom ter experiências novas”, referiu.

Bernardo Barrocas, outro dos jovens que se inscreveram, começou a praticar a modalidade por influência da família e admite que o seu objectivo passa por vestir a listada verde e branca.

“Escolhi o andebol porque a minha família também jogava, um dia experimentei e gostei. Vim para tentar ingressar na formação do Sporting CP e para testar o meu andebol. Acho que o Sporting CP é a melhor equipa portuguesa, por isso decidi vir experimentar”, disse o atleta.

Foto José Lorvão

Ricardo Costa: "Os atletas estão de parabéns"

Por Sporting CP
18 Set, 2021

​Reacção do técnico após o triunfo sobre o CD Xico Andebol

Após o encontro deste sábado frente ao CD Xico Andebol (45-26), que marcou a estreia no Campeonato Nacional, o treinador da equipa principal de andebol do Sporting Clube de Portugal, Ricardo Costa, elogiou o triunfo verde e branco e a exibição dos seus pupilos. 
 
“As diferenças entre as equipas são enormes, mas só respeitando o adversário, ao darmos o nosso melhor, é que conseguiríamos vencer. Os atletas estão de parabéns porque fizeram o que lhes competia, mas fizeram-no bem. Fomos sérios durante os 60 minutos e quando assim é o resultado espelha aquilo que aconteceu em campo”, disse à Sporting TV, recusando que o facto de ter
rodado a equipa tenha sido a pensar na qualificação para a EHF European League. 
 
“Gosto que todos os atletas participem, temos uma equipa recheada de bons jogadores. Todos podem jogar e vão ter essa oportunidade, mas têm de aproveitar quando a tiverem. Não gosto muito da palavra gestão porque o andebol é mesmo assim, da mesma forma que acredito que não existem titulares pois esta modalidade é muito dinâmica”, considerou o técnico Leonino.
 
Em relação ao andebol bonito e apelativo que a equipa apresentou neste encontro, Ricardo Costa frisou que “é sempre bom aliar isso a uma boa concretização e a boas ideias”.
 
“Não pensamos muito na parte estética, mas se jogarmos de uma forma rápida e intensa tenho a certeza de que o jogo se torna muito mais atraente para quem está a ver. De certa forma, também jogamos para os adeptos”, admitiu, enaltecendo o apoio dos Sportinguistas. 
 
“O público dá sempre uma força extra. O Pavilhão João Rocha ainda não esteve cheio, devido às limitações da pandemia, mas tenho a certeza de que os muitos adeptos que vieram saíram felizes. Repito que as diferenças são enormes, mas fizemos o que nos competia”, concluiu.
Foto José Lorvão

Estreia categórica no Campeonato Nacional

Por Sporting CP
18 Set, 2021

​Andebol vence CD Xico Andebol com resultado expressivo (45-26)

A equipa principal de andebol do Sporting Clube de Portugal recebeu e venceu o CD Xico Andebol por 45-26, este sábado, no Pavilhão João Rocha, na estreia no Campeonato Nacional.
 
Orientados pelo técnico Ricardo Costa, os Leões apresentaram-se em campo com uma equipa renovada e um sete inicial composto por Yassine Belkaied, que assumiu a baliza, Salvador Salvador, Josep Folqués, Jens Schöngarth, Natán Suárez, Francisco Tavares e Jonas Tidemand.
 
No frente-a-frente com o recém-promovido conjunto de Guimarães, as coisas até começaram por não correr de feição, pois o adversário chegou rapidamente a uma vantagem de 0-2, mas seria por pouco tempo. Logo de seguida, surgiu a resposta do emblema de Alvalade, que passou a dominar.
 
Com dez minutos, a formação Leonina já estava na frente por 9-4, mantendo a diferença de cinco golos até aos 20 minutos (16-11). Para isso, muito contribuíram a elevada eficácia de remate e a velocidade de processos, bem como a pontaria afinada de Francisco Tavares e Schöngarth.
 
Nos dez minutos antes do intervalo, Ricardo Costa começou a rodar a equipa, mas a tendência manteve-se. Com mais soluções e algum tempo a jogar sem a presença do guarda-redes na baliza adversária, devido às exclusões, o Sporting CP fugiu no marcador e construiu um fosso que praticamente fechou as contas da partida, descendo aos balneários na frente por 25-13.
 

No regresso para a segunda parte, os Leões voltaram a não dar hipótese. Com um sete quase totalmente renovado, no qual se incluíam por exemplo os jovens Francisco Costa, André José ou Duarte Seixas, a formação da casa apenas sofreu golos já com mais de cinco minutos, alcançando um registo de dois tentos encaixados contra nove marcados à passagem dos 11 minutos.
 
Depois disso, também devido à larga diferença no marcador, o ritmo diminuiu e o CD Xico Andebol recuperou algum terreno, ainda que sem conseguir ameaçar a liderança do Sporting CP. Na resposta a um parcial de 2-5 do adversário, Ricardo Costa sentiu a necessidade de refrescar a equipa e bem, pois assim que o fez o Sporting CP voltou a aumentar a intensidade.
 
Nos minutos finais da partida, perante um adversário já muito desgastado, a turma verde e branca voltou a colocar o pé no acelerador e alargou ainda mais a vantagem, terminando o encontro com uma expressiva vitória por 45-26, na qual todos os jogadores de campo fizeram o gosto à mão. Nota para Francisco Tavares, que foi o melhor marcador do jogo com um total de dez golos.
 
Os Leões voltam a jogar já na terça-feira, na recepção aos dinamarqueses do TTH Holstebro, no arranque da segunda ronda de qualificação para a fase de grupos da EHF European League.
 
Sporting CP: Yassine Belkaied [GR], Salvador Salvador [C] (3), Josep Folqués (2), Jens Schöngarth (5), Natán Suárez (2), Francisco Tavares (10) e Jonas Tidemand (3); Matevž Skok [GR], Edmilson Araújo (1), Francisco Costa (2), André José (5), Carlos Ruesga (3), Eduardo Almeida (1), Erekle Arsenashvili (3), Duarte Seixas (5) e Manuel Gaspar [GR].
Foto José Lorvão

Ricardo Costa: "A exigência tem de ser máxima"

Por Sporting CP
17 Set, 2021

Leões estreiam-se no campeonato frente ao CD Xico Andebol (sábado, 18h00)

A equipa principal de andebol do Sporting Clube de Portugal vai iniciar o Campeonato Placard Andebol 1, este sábado (18h00), recebendo o CD Xico Andebol na primeira jornada. Em declarações aos meios de comunicação Leoninos, Ricardo Costa, treinador verde e branco, considerou que o trabalho de preparação está feito e que a pré-época correu "globalmente bem".

"Foram seis semanas intensas de trabalho e acho que estamos no momento em que desejamos para começar a competição", afirmou o técnico, antes de se debruçar sobre o encontro diante do CD Xico Andebol.

"Máxima responsabilidade do nosso lado, sabendo que vamos jogar contra uma equipa que veio da II Divisão, mas com tradição no principal escalão. Temos de ter também o máximo de respeito pelo adversário e provar dentro de campo que somos superiores. A exigência tem de ser máxima em todos os jogos e é essa mentalidade jogo a jogo que queremos desde o início", apontou Ricardo Costa, que enalteceu de seguida a importância de disputar a primeira jornada em casa, com os Sportinguistas nas bancadas.

"O compromisso da equipa também tem de ser com os adeptos, porque eles são muito importantes. No sábado queremos dar já um bom espectáculo e que as pessoas saiam felizes do Pavilhão João Rocha. Os adeptos sentem falta de estar perto dos jogadores, mas eles também têm essa necessidade, por isso temos de aproveitar todas as oportunidades para dar tudo o que temos em prol do Sporting CP", concluiu o treinador Leonino, que vai liderar os Leões pela primeira vez no campeonato.

Foto José Lorvão

Ricardo Costa: "Estamos preparados para começar o campeonato"

Por Sporting CP
15 Set, 2021

Técnico elogiou melhorias no segundo tempo

Após o triunfo sobre o CF "Os Belenenses" (32-29), Ricardo Costa, treinador da equipa principal de andebol do Sporting Clube de Portugal, falou à Sporting TV e começou por elogiar o apoio que se fez sentir nas bancadas do Pavilhão João Rocha.

"É para eles que jogamos e são de capital importância para a nossa equipa. Voltar a ter público um ano e meio depois é uma sensação especial", referiu o técnico Leonino, antes de analisar o triunfo no Troféu Stromp. "Gostaríamos de ter jogado melhor, mas tenho de perceber que fizemos dois bons jogos há pouco mais de um dia. Hoje não foi fácil, mas acho que na segunda parte melhorámos substancialmente", frisou.

Agora, no próximo sábado, os Leões estreiam-se no Campeonato Placard Andebol 1, em casa, frente ao CD Xico Andebol e Ricardo Costa sente a equipa preparada para a nova temporada.

"A pré-época não tem sido fácil, mas à imagem daquilo que aconteceu na Supertaça, tivemos momentos muito bons. Estamos bem preparados para começar o campeonato e para um outro objectivo muito importante: as competições europeias. Vamos ter muitos jogos como os de hoje, em que vamos ter de demonstrar a nossa superioridade e no sábado será assim também", perspectivou, antes de lançar um repto aos Sportinguistas para que se desloquem à casa das modalidades: "São muito importantes para nos dar aquela força que necessitamos".

Foto José Lorvão

Troféu Stromp fica em casa

Por Sporting CP
14 Set, 2021

Andebol bateu o CF "Os Belenenses" (32-29)

A equipa principal de andebol do Sporting Clube de Portugal venceu, nesta terça-feira à noite, o CF "Os Belenenses" por 32-29 e conquistou o Troféu Stromp desta temporada. De regresso a um Pavilhão João Rocha outra vez com público nas bancadas, os Leões do andebol apresentaram pela primeira vez em casa a sua versão 2021/2022.

Com uma guarda de honra repleta de ADN Sporting CP – formada pelos plantéis dos escalões de formação da modalidade verde e branca -, os jogadores e equipa técnica dos Leões foram sendo apresentados, um a um, recolhendo muitos aplausos dos adeptos presentes.

Antes do apito inicial, deu-se lugar ainda a uma sentida homenagem a Jorge Sousa, histórico funcionário do Clube, que faleceu na passada sexta-feira e que se dedicou durante 38 anos ao Sporting CP – cerca de 20 deles ao andebol verde e branco.

Com Manuel Gaspar, Francisco Tavares, Jens Schöngarth, Jonas Tidemand, Salvador Salvador, Josep Folqués e Natán Suárez nas opções iniciais, os Leões arrancaram melhor (3-1), mas rapidamente os azuis reestabeleceram o empate (5-5), contando com o importante contributo de João Moniz na baliza.

Tavares não tremia desde a linha de sete metros – quatro golos apontados na primeira parte - e o reforço Folqués mostrava-se no ataque (11-11), mas a formação de Belém deu uma boa réplica e continuava muito eficaz, não cedendo no marcador (15-15). A partir do banco, Ricardo Costa foi refrescando a equipa e o pivô Erekle Arsenashvili, num rápido contra-ataque, ainda recolocou a turma de Alvalade na frente (16-15), porém ao intervalo o resultado marcaria 16-17 a favor dos visitantes.

Novamente mais certeiro no ataque e com um guardião inspirado, o CF "Os Belenenses" aumentou a margem logo a abrir no reatamento (17-20), mas a reacção verde e branca não tardou: com Yassine Belkaied a emergir na baliza, Tavares e Duarte Seixas apontaram dois golos cada um para a reviravolta e o apoio crescia nas bancadas (21-20). Os Leões subiram de produção e estavam no seu melhor período, disparando de vez no marcador - à boleia da potência de Salvador e Schöngarth - até ao 26-22.

Contudo, os azuis não desistiam e à entrada para os últimos cinco minutos reduziram a diferença para a margem mínima (29-28). Ainda assim, a vitória e o Troféu Stromp já não fugiriam à turma de Alvalade, com Duarte Seixas a fechar o jogo em beleza com o 32-29 final. No plano individual, Francisco Tavares foi o Leão com maior acerto, tendo acabado o encontro com oito golos marcados.

No próximo sábado, dia 18 de Setembro, às 18h00, a equipa de Ricardo Costa estreia-se no Campeonato Placard Andebol 1, em casa, frente ao CD Xico Andebol.

Sporting CP: Matevž Skok, António Machado, Edmilson Araújo, Kiko Costa, Natán Suárez (1), Jonas Tidemand (3), André José (1), Carlos Ruesga (4), Salvador Salvador (6), Erekle Arsenashvili (1), Mamadou Gassama, Francisco Tavares (8), Manuel Gaspar, Duarte Seixas (3), Jens Schöngarth (3), Yassine Belkaied, Josep Folqués (2), Martim Costa.

Foto César Lomba

Carlos Ruesga: "Temos muita vontade de voltar a jogar em casa"

Por Sporting CP
13 Set, 2021

Andebol enfrenta CF "Os Belenenses" no Troféu Stromp

A equipa principal de andebol do Sporting Clube de Portugal regressa ao Pavilhão João Rocha nesta terça-feira (21h00) para disputar o Troféu Stromp, frente ao CF "Os Belenenses". Carlos Ruesga, jogador Leonino, fez a antevisão da partida aos meios de comunicação do Clube e admitiu não só as "boas sensações" como também as "saudades dos adeptos".

"Vai ser um jogo muito especial, depois de tanto tempo sem os nossos adeptos. Serve para que possamos continuar a trabalhar, crescer como equipa e queremos conquistar mais um Troféu Stromp", disse o experiente espanhol, realçando: "Eles [os adeptos] estão sempre em todos os pavilhões, mas em nossa casa vai ser especial e temos todos muita vontade de voltar a jogar no Pavilhão João Rocha".

Com o início do campeonato já no próximo fim-de-semana, os Leões entram na fase final da pré-época e o foco está em continuar a "melhorar todos os dias", sublinhou Carlos Ruesga.

"Temos de pensar em nós, há muitos jogadores novos na equipa, temos um plantel jovem e, por isso, temos de trabalhar para ter resultados num futuro próximo. Para a semana já começamos o campeonato, portanto temos de aproveitar este jogo para continuar a melhorar e esperemos que esta seja uma época de muitas conquistas", concluiu o central.

Foto Sérgio Martins

Ricardo Costa: "Tristes por não poder oferecer este troféu ao Jorge Sousa"

Por Sporting CP
12 Set, 2021

Treinador reagiu depois da derrota na Supertaça

No final do desaire deste domingo por 29-34 na final da Supertaça, contra o FC Porto, Ricardo Costa, treinador da equipa de andebol do Sporting Clube de Portugal, analisou o desafio e explicou o resultado menos conseguido.

"Não conseguimos parar os primeiros remates do FC Porto. Entrámos algo adormecidos na defesa. Mudámos o sistema defensivo, fomos à procura de mais agressividade e conseguimos encostar no FC Porto. Tivemos oportunidade de reduzir para um golo [de diferença] nos últimos dez segundos. Não o fizemos e fomos [para o intervalo] com três. Na segunda parte, voltámos a não entrar com a agressividade que devíamos. Estou orgulhoso dos meus atletas. Lutámos, fomos competitivos e fizemos tudo o que estava ao nosso alcance. Apesar de todas as vicissitudes da nossa preparação e do início desta época, só tenho de estar orgulhoso da entrega deles. Claro que há muitas coisas a corrigir, mas sinto-me optimista porque lidero um grupo de guerreiros. Nunca atirámos a toalha ao chão e lutámos com o máximo das nossas forças", começou por dizer aos meios de comunicação Leoninos, lembrando também a juventude do grupo que lidera.

"Para muitos deles, foi a primeira vez que jogam um troféu como este. Há que jogar mais vezes para podermos estar mais próximos de ganhar", adicionou.

Por fim, Ricardo Costa mostrou-se insatisfeito por não poder cumprir o desejo de dedicar o triunfo a Jorge Sousa, funcionário do Sporting CP durante quase 40 anos e antigo director do andebol verde e branco que faleceu recentemente.

"Temos uma equipa lutadora que precisa de mais tempo de treino. Tivemos 15 dias sem treinar porque tivemos 11 atletas com COVID-19. Isso não serve como desculpa nem quero que sirva, mas não posso apontar nada aos meus atletas. Queríamos mais e estamos tristes por não poder oferecer este troféu ao Jorge [Sousa]. Essa era uma das nossas maiores motivações, mas cá estaremos para ir à luta e corrigir aquilo que correu menos bem. Podem contar connosco", finalizou.

Foto Sérgio Martins

Leões não conquistam Supertaça

Por Sporting CP
12 Set, 2021

Andebol perde com o FC Porto

A equipa de andebol do Sporting Clube de Portugal perdeu, este sábado, com o FC Porto por 29-34 na final da Supertaça, que se realizou na Nazaré. Natán Suárez, com seis golos, foi o melhor marcador verde e branco.

Depois de entrar em campo com camisolas que homenageavam Jorge Sousa, histórico funcionário do Clube que chegou a liderar a secção de andebol e que faleceu recentemente, o Sporting CP juntou-se ao FC Porto e aos adeptos presentes para um minuto de silêncio em sua memória, assim como na de Jorge Sampaio.

Os Leões entraram com Manuel Gaspar, Francisco Tavares, Jens Schöngarth, Natán Suárez, Salvador Salvador, Josep Folqués e Jonas Tidemand no sete inicial, mas foi o FC Porto a entrar melhor e a chegar ao 1-5 no marcador. Muito eficaz no ataque e forte na defesa, o emblema azul e branco conseguiu uma boa vantagem nos minutos iniciais, mas o Sporting CP foi, aos poucos, equilibrando as contas.

Fê-lo sob a batuta do central Natán Suárez, um dos melhores em campo na tarde deste domingo. Com golos, assistências ou simplesmente a organizar o ataque, o espanhol foi um osso duro de roer para os portistas na primeira parte. Ainda assim, essa evolução Sportinguista só começou a estar reflectida no marcador a partir dos 20 minutos.

Com Edmilson Araújo e Francisco Tavares também em bom nível, a formação Leonina foi encurtando o fosso. Um dos destaques foi o contra-ataque em que Natán Suárez ofereceu um belo golo a Francisco Tavares numa jogada aérea para o 13-17. Pouco depois, aos 29 minutos, Francisco Costa colocou o Sporting CP a apenas um golo de diferença (17-18), mas o FC Porto conseguiu chegar ao intervalo a vencer por 17-20.

No segundo tempo, o FC Porto voltou a entrar mais forte e aumentou a vantagem de três para sete golos (18-25). O Sporting CP reagiu com os tentos de Francisco Costa, Mamadou Gassama e Josep Folqués, mas estava complicado conseguir uma aproximação que colocasse o Clube de Alvalade a menos de quatro golos dos dragões.

Quem brilhou mais na metade final do que na primeira parte foram os guarda-redes Yassine Belkaied, do lado do Sporting CP, e Nikola Mitrevski, do FC Porto, que impediram vários golos para cada lado com intervenções de excelência.

Jens Schöngarth e Erekle Arsenashvili deixaram o Sporting CP a cinco de distância (25-30) aos 53 minutos, o que não eliminava toda a esperança de chegar, pelo menos, ao empate. Tal não aconteceu e o FC Porto acabou por conquistar a Supertaça com um triunfo por 29-34.

Sporting CP: Matevž Skok [GR], Edmilson Araújo (3), Francisco Costa (3), Natán Suárez (6), Jonas Tidemand (2), André José (2), Carlos Ruesga, Salvador Salvador [C] (1), Erekle Arsenashvili (2), Mamadou Gassama (1), Francisco Tavares (5), Manuel Gaspar [GR], Duarte Seixas, Jens Schöngarth (2), Yassine Belkaied e Josep Folqués (2).

Foto FPA

Ricardo Costa: "A vitória encaixa muito bem"

Por Sporting CP
11 Set, 2021

Técnico enalteceu justiça do resultado

Após o triunfo sobre a AA Águas Santas (35-30), Ricardo Costa, treinador da equipa de andebol do Sporting Clube de Portugal, destacou a superioridade Leonina durante grande parte da partida, que assegurou também a passagem à final da Supertaça.

"A vitória encaixa muito bem. Durante os 40 minutos estivemos sempre na frente, nunca conseguimos libertar-nos da margem de quatro ou cinco golos que nos poderia dar mais tranquilidade, mas conseguimos o acesso à final", começou por dizer em declarações à RTP2, elogiando depois a prestação dos seus jogadores. 

"Quero dar os parabéns aos meus atletas, porque de facto fizeram um grande jogo. Sabíamos que não ia ser fácil, a AA Águas Santas fez um bom jogo e foi um digno vencido", enalteceu, antes de falar sobre a exibição do jovem Francisco Costa, que brilhou ao marcar oito golos.

"Acreditamos nele, como em todos. Oxalá possa fazer muitos jogos como este", finalizou.

Páginas

Subscreva RSS - Andebol