Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

×

Athletics

Foto D.R.

Leoas conquistam o bronze

Por Jornal Sporting
15 Set, 2018

Equipa feminina de sub-20 de atletismo alcançou a terceira posição da Taça dos Clubes Campeões Europeus

Apesar de terem conquistado a medalha de bronze no Grupo B da Taça dos Clubes Campeões Europeus de atletismo de sub-20, em Leiria, a equipa feminina do Sporting Clube de Portugal não alcançou o apuramento para o Grupo A

Com 67,5 pontos, na classificação geral, a equipa verde e branca ficou atrás do Mass Ljubljana, da Eslovénia (87,5 pontos) e do Arau, da Sauíça (75), tendo em conta que estas duas primeiras classificadas ascenderam ao Grupo A.

Classificação individual:

Ouro
Sara Duarte – 3.000 metros (10.22,35 minutos)
Laura Taborda – 2.000 metros (7.14,08 minutos)
Margarida Feliciano – Lançamento do martelo (37,01 metros)

Prata
Beatriz Rodrigues – 1.500 metros (4.09,49 minutos)
Mariana Novo – Salto em comprimentos (5,31 metros)

Bronze
Carla Rodrigues – 800 metros (2.03,57)
Enya O'driscoll – Lançamento do peso (10,39 metros)
Beatriz Gameiro – 400 metros (5.09,62)
Enya O'driscol – Lançamento do disco (31,29 metros)
Carla Rodrigues – Salto com vara (2,80 metros)
Mariana Novo – Triplo salto (10,97 metros)

Foto D.R.

Bicampeãs nacionais à conquista da Europa

Por Jornal Sporting
13 Set, 2018

Juniores femininas disputam, em Leiria, a Taça dos Clubes Campeões Europeus pela primeira vez na história da modalidade

Depois de terem arrecadado o título nacional nas duas últimas temporadas, as atletas do Sporting CP vão competir na prova europeia do próximo dia 15 de Setembro, no Estádio Magalhães Pessoa. Para a competição foram convocadas 20 juniores (incluindo Carina Paim, recentemente ouro nos Europeus Paralímpicos), que participaram no estágio da Costa de Caparica entre os dias 6 e 8 do corrente mês.

“Tudo correu conforme planeado. A equipa esteve de férias e, portanto, já estava fora da órbita dos campeonatos, mas foi bom voltarem a trabalhar juntas. Precisávamos de perceber em que nível físico estavam e de tomar algumas decisões. Já treinamos há cerca de duas semanas e com este estágio fortalecemos alguns pontos importantes”, explicou o responsável técnico da formação, Alexandre Costa, abordando também a competição: “Os clubes que estão presentes nesta prova têm de ter sido campeões nacionais no ano anterior, ou seja, o Sporting CP foi campeão em 2017 e marca presença esta temporada. Da mesma forma que, como ganhámos o título esta época, vamos estar presentes em 2019”, explicou.

A Taça dos Clube Campeões Europeus de Pista ao Ar Livre está dividida em dois grupos: A e B. O grupo A engloba a elite da modalidade júnior. Já o grupo B, onde se insere o Sporting CP, representa o último passo para chegar ao topo. Neste último, os dois primeiros lugares qualificam o país para, no ano seguinte, participar na competição já no grupo A. “Como para a próxima temporada vamos ser novamente os representantes de Portugal na prova, o nosso principal objectivo passa por conquistarmos uma das duas posições que nos darão essa oportunidade”, frisou Alexandre Costa.

Com um dia cheio de provas, as atletas leoninas vão tentar somar o maior número de pontos para alcançar o confortável posto que desejam e sagrarem o Sporting CP como primeiro Clube português a conquistar um lugar no prestigiado grupo A.

Foto D.R.

Duplo título mundial de Vânia Silva

Por Jornal Sporting
11 Set, 2018

Superação da atleta leonina no lançamento do martelo e do martelão venceu concorrência no Mundial de Veteranos, a decorrer em Málaga

A atleta do Sporting Clube de Portugal, Vânia Silva, sagrou-se esta terça-feira campeã do Mundo no lançamento do martelo e do martelão no Campeonato do Mundo de Atletismo Veterano, que está a decorrer em Málaga (Espanha), até ao próximo dia 18 de Setembro.

Vânia Silva, de 38 anos, é sénior do Sporting CP mas já integra a Selecção Nacional de veteranos, ao serviço da qual conquistou estes dois títulos, sendo que já era recordista mundial no lançamento do martelão. Nesta mesma disciplina, Vânia bateu a concorrência com a marca de 18,34 metros, quase mais três metros à frente da dinamarquesa Maria Slok Hansen (15,11m) e da chinesa Dan Wang (14,34m).

No lançamento do martelo, as diferenças ainda foram maiores. Os 56,72 metros que valeram a segunda medalha de de ouro a Vânia Silva foram superiores aos da sueca (51,48m) e aos da chinesa (50,28m).

"Como atleta do Sporting CP, foi um orgulho enorme ter ouvido tocar o hino nacional e ver subir a nossa bandeira ao lugar mais alto. Estes momentos não se conseguem explicar e sair da prova com mais dois títulos mundiais e indescritível", comentou Vânia Silva, em exclusivo, ao Jornal Sporting.

Foto César Santos

Nelson Évora condecorado pelo Presidente da República

Por Jornal Sporting
03 Set, 2018

Atleta leonino foi distinguido com a Grã-Cruz da Ordem de Mérito

Campeão europeu e orgulho nacional. Nelson Évora, atleta do Sporting Clube de Portugal e recente medalha de ouro na prova de triplo salto dos Campeonatos Europeus de atletismo, em Berlim, foi esta segunda-feira recebido pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que condecorou o leão, juntamente com Inês Pereira Henriques, campeã europeia em 50km marcha.

A cerimónia no Palácio de Belém começou com um breve discurso, Marcelo Rebelo de Sousa vincou o mérito dos atletas e agradeceu por “acreditarem no que são e no que podem alcançar, por não desistirem de metas mais ambiciosas, por conjugarem trabalho, consistência e humildade”, realçou, deixando um apelo: “Estas são qualidades que devem ser uma lição para todos nós. Precisamos de mais amor-próprio, auto-estima, maior ambição, muita consistência, e humildade”, terminou.

Nelson Évora, sublinhe-se, foi condecorado com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito, num dia em que foi acompanhado por Artur Torres Pereira, Presidente da Comissão de Gestão e Carlos Silva, director técnico do atletismo verde e branco, e mostrou o orgulho luso sentido no momento. “É, sem dúvida, uma grande honra receber esta condecoração. Qualquer atleta, quando inicia a sua carreira, tem muitos sonhos, mas nunca pode prever que este dia chegará. Estou feliz por mais este passo e por continuar a honrar todos os portugueses”, começou por dizer, respondendo, de seguida, ao motivo pelo qual nunca havia aceitado tal distinção.

“Depois de tudo o que passei, sentia que não era o momento ideal. Não tive uns dias fáceis, que se dividiam entre a simpatia do público versus a relação com a imprensa, que não era boa. Então achei que teria de continuar a trabalhar para sentir que fosse o momento certo para o fazer. Chegou o dia, mas isso agora pouco importa. Importa sim é que já fui condecorado e estou muito satisfeito”, explicou o atleta.

O campeão europeu não deixou, também, de salientar que apesar de já ter conquistado tudo, continua com a mesma motivação que o trouxe até aqui. “Há sempre algo mais para conquistar. Nós, atletas, temos sempre muita ambição e queremos sempre fazer algo novo e diferente, para ganhar mais. No meu caso, já ganhei tudo o que havia para ganhar, mas continuo super motivado, como se estivesse no primeiro dia da minha carreira para continuar a fazer história e a dignificar todos os portugueses por esse Mundo fora. E saltar muito longe”, realçou.

Para terminar, Nelson Évora relembrou a necessidade do foco para tudo aquilo que tem vindo a conquistar: “Nunca ninguém me poderá dizer que algo não é possível. Se realmente trabalhar da mesma forma tudo é possível. Não nos podemos encostar ao talento, devemos ter como principal arma o trabalho. Estou aqui graças ao trabalho e toda a gente sabe disso”, concluiu.

Foto Mário Vasa

Cátia Azevedo e Dorothée Évora conquistam ouro na estafeta de 4x400

Por Jornal Sporting
27 Ago, 2018

Velocistas do Sporting CP ajudaram Portugal, com Rivinilda Mentai e Joyciline Monteiro, à conquista do primeiro lugar do pódio nos Campeonatos Ibero-Americanos

A medalha de ouro da equipa feminina nos 4x400 metros nos Campeonatos Ibero-Americanos de atletismo teve o cunho das leoas Cátia Azevedo e Dorothée Évora, que correram até ao primeiro lugar do pódio com Rivinilda Mentai e Joyciline Monteiro. 

Portugal fechou assim a participação em Trujillo, Peru, garantindo o triunfo com a marca de 3,36.49 minutos. A fechar o pódio chegou o quarteto espanhol (3,38.22 minutos) e as argentinas ocuparam o segundo lugar (3,36.99 minutos).
 
Esta foi a segunda medalha de ouro portuguesa na competição, sendo que as atletas do Sporting CP conquistaram mais duas para a comitiva lusa (Cátia Azevedo já havido sido ouro nos 400m e Irina Rodrigues bronze no lançamento do disco). No total, Portugal somou seis pódios (duas medalhas de ouro, duas de prata e duas de bronze), o segundo maior registo nas edições Ibero-Americanas realizados na América do Sul desde 2000, depois das nove medalhas alcançadas no Rio de Janeiro nesse ano.
Foto Mário Vasa

Cátia Azevedo conquistou o ouro nos Campeonatos Ibero-americanos

Por Jornal Sporting
25 Ago, 2018

Atleta verde e branca venceu os 400m e deu a primeira medalha de ouro a Portugal na prova

Cátia Azevedo conquistou a medalha de ouro nos 400m da 18.ª edição dos Campeonatos Ibero-americanos, que decorrem em Trujillo, no Perú. Esta é a primeira medalha de ouro de Portugal na prova, que soma agora três medalhas (uma de ouro e duas de bronze), sendo que Irina Rodrigues, também do Sporting CP, já havido alcançado o terceiro lugar do pódio na passada sexta-feira, na final do lançamento do disco (58,86 metros). 

Quanto à velocista leonina, superou a concorrência ao percorrer a distância em 52.26 segundos, melhor do que a brasileira Geisa Aparecida (52.57 segundos) e a espanhola Laura Bueno (53.88 segundos). 
 

Foto César Santos

“Tenho de agradecer ao Sporting CP por me apoiar sempre”

Por Jornal Sporting
13 Ago, 2018

Nelson Évora chegou esta tarde a Lisboa e no meio de uma calorosa recepção, fez questão de agradecer ao Clube

Nelson Évora, o mais recente campeão europeu de triplo salto, chegou na tarde desta segunda-feira ao aeroporto de Lisboa e foi recebido com uma chuva de aplausos e alegria dos portugueses presentes, que o deixaram sem palavras.

“É sempre muito bom poder voltar a casa e ver este brilho nos olhos das pessoas, que estão tão felizes por nos receber. É sempre especial”, começou por dizer.

O atleta leonino, que conseguiu ontem (domingo) o feito que faltava na sua carreira, com a marca de 17,10 metros, a melhor desta época, deixou uma palavra aos adeptos verdes e brancos. “É impossível ver tudo, mas tenho realmente de dar valor àqueles que me apoiam e tenho de agradecer a todos os Sportinguistas e ao próprio Sporting CP por me apoiar sempre”, referiu, prosseguindo com um agradecimento ainda mais especial ao Clube.

“Algo que não ninguém sabe, foi que quando houve o Campeonato de Clubes, eu era uma das peças fundamentais para o Sporting CP. Tendo tido um pequeno problema físico, o Sporting CP dispensou-me para poder ter a tranquilidade de recuperar. Tenho de agradecer essa compreensão, até porque se calhar, se fosse outro clube, isso não teria acontecido. Precisei dessa paz e aqui está a recompensa. Um muito obrigado”, vincou.

Para terminar, Nelson Évora fez questão de responder aos críticos que o ‘chutavam para canto’. “Vou estar sempre fora de moda, não me importo. Eu não sigo a moda, a moda é que me segue. Temos de fazer o que nos compete, desfrutar ao máximo e não estar preocupado com o que os outros pensam. Se somos bem-sucedidos, se fazemos aquilo que gostamos, vale a pena”, concluiu.

Foto Mário Vasa

Évora de ouro

Por Jornal Sporting
12 Ago, 2018

Atleta leonino é o novo campeão europeu de triplo salto, com a sua melhor marca da época. Era o título que lhe faltava, juntando ao ouro olímpico e mundial

Nelson Évora conquistou, neste domingo, a medalha de ouro no triplo salto, em Berlim. A representar Portugal, o atleta do Sporting CP fez a marca de 17,10m e alcançou título europeu que lhe fugia.

O agora campeão europeu tinha-se apurado para a final com a sexta marca e tinha em Copello, do Azerbaijão, o adeversário directo. Apesar de ter passado grande parte da final na frente de Évora, o azerbaijano viu o atleta potuguês ultrapassá-lo na quinta tentativa e sagrar-se campeão com o seu melhor salto da temporada (17,10m).

Foto Mário Vasa

Um salto bastou a Nélson Évora

Por Jornal Sporting
10 Ago, 2018

Atleta do Sporting CP conseguiu o apuramento para a final do triplo salto dos Europeus de Berlim

Com apenas um salto válido, Nélson Évora garantiu, na sexta posição, o apuramento para a final de triplo salto dos Campeonatos da Europa de atletismo, com a marca de 16,62 metros. Relembrar que o atleta leonino participa nestes Europeus com a terceira melhor marca do ano (17,05 metros). Évora disputa a final da disciplina a 12 de Agosto.

Após ficar fora das finais dos 100 metros, Lorene Bazolo carimbou, esta sexta-feira, um lugar nas meias-finais dos 200m. Com a marca de 23,60 segundos, a atleta do Sporting CP apurou-se na quarta posição, sendo que volta a entrar em acção ainda hoje.

A competir nos 4x400 metros femininos, Cátia Azevedo e Dorothée Évora não conseguiram ir além das meias-finais da prova. Com a marca de 3.33,35 minutos, juntamente com Rivinilda Mentai, Joceline Monteiro, ficaram-se pelo sétimo lugar na tabela classificativa.

 
Foto José Cruz

Evelise Veiga e Irina Rodrigues nas finais do Europeu

Por Jornal Sporting
09 Ago, 2018

Cátia Azevedo foi eliminada da meia-final dos 400m em Berlim

No quarto dia de provas do Campeonato da Europa de Atletismo, em Berlim, Evelise Veiga conquistou o apuramento para a final do salto em comprimento.

Igualando o recorde nacional de sub-23, a atleta do Sporting Clube de Portugal qualificou-se na 12.ª posição, com a marca dos 6,61 metros, tornando-se na segunda atleta a chegar às finais da especialidade, depois de Naíde Gomes.

"Na final, vou tentar desfrutar do meu trabalho, tentar melhorar o meu recorde pessoal, que é o recorde nacional sub-23. Este é um ambiente fantástico que nos dá mais motivação. Estarmos aqui com atletas que já conquistaram medalhas olímpicas e mundiais, logo no meu primeiro Europeu, é muito bom", afirmou.

À semelhança da saltadora, também Irina Rodrigues alcançou o apuramento para a final no lançamento do disco. Com a marca dos 59,22 metros, no terceiro ensaio, a atleta leonina garantiu o 4.º lugar na competição.

"Naquele momento, nem queria acreditar. Depois, o sentimento de que valeu a pena tanto trabalho, tanto sacrifício, tantas lesões. A felicidade de estarmos duas portuguesas, pela primeira vez, numa final do disco. É um sinal de que estamos a crescer", sublinhou.

Cátia Azevedo foi a última atleta do Sporting CP a entrar em acção para disputar a primeira meia-final dos 400 metros. Terminando na oitava posição, com a marca dos 52,23 segundos, não conseguiu carimbar o tão desejado apuramento para a final.

“Não sei o que dizer. Há dias assim, tive uma perda de energia devido a uma alteração fisiológica e não cheguei onde pretendia, que era a final”, revelou.

Fora das finais dos 400 metros, a leoa volta a entrar em acção amanhã, às 12h40, para ajudar a equipa portuguesa na estafeta de 4x400 metros femininos.

 

Páginas

Subscreva RSS - Atletismo