Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now

×

Athletics

Ganchas e Arguelles na Elite do atletismo

Por
01 Nov, 2018

Meio fundo e salto em comprimento reforçam-se com dois nomes de peso do panorama nacional e internacional

Hugo Ganchas e Yariadmis Arguelles Baro chegam ao Sporting CP depois de algumas temporadas no rival lisboeta. Com apenas 22 anos, Ganchas vem integrar a equipa de Elite na disciplina de meio fundo e corta-mato e demonstrou todo ao amor que tem pelo seu Clube do coração. “Sou Sportinguista desde pequeno. É um orgulho representar este emblema e vou encarar esta aventura da melhor maneira”, começou por dizer.

Atleta sub-23 da Selecção Nacional, o jovem é uma promessa na sua disciplina e somou no passado passado mês Outubro mais um pódio há (curta) carreira: o segundo lugar na sexta corrida Montepio, onde correu 10km em 31.30 minutos. “O Sporting CP tem vindo a apostar muito [no atletismo] nas duas últimas épocas. Sei que é uma enorme responsabilidade estar aqui, mas quero melhorar todos os meus resultados e evoluir ainda mais como atleta”, assumiu como os principais objectivos.

Dono de um coração verde e branco (como referimos acima), a pergunta que se imponha era se a camisola ajuda a vencer provas... A resposta foi peremptória. “A camisola é uma motivação enorme. Vir de um clube que não era o meu e agora representar as minhas cores é fantástico”, finalizou.

Cubana, 34 anos e disciplina salto em comprimento. São estes os três pontos chave para apresentar a atleta Yariadmis Arguelles Baro. Reconhecida a nível mundial pelas suas brilhantes provas, Arguelles realçou a importância de ser agora atleta do Clube de Alvalade. “Em primeiro lugar, é um orgulho estar de leão ao peito. Espero representar este símbolo da melhor forma possível e melhorar as minhas marcas”, iniciou.

Com a meta traçada rumo aos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, a cubana já treina há algum tempo com a (agora) companheira de Clube Patrícia Mamona e o treinador José Uva. “Fui muito bem recebida. Em pouco tempo fiz muitos progressos, sinto-me bem fisicamente e quero melhorar ainda mais”, realçou a atleta, acrescentado a receita para o sucesso: “Antes de Tóquio 2020, ainda quero garantir os mínimos para os Europeus e para os Mundiais. Isso só se consegue com muito treino, força e vontade de vencer”.

Foto César Santos

Plantel recebe mais três reforços

Por Jornal Sporting
31 Out, 2018

Rodolfo Garcia, Beatriz Andrade e Eduardo Oliveira são as novas apostas do Clube na equipa de Carlos Silva

Em dia de fecho de mercado, o Sporting CP acolheu mais três contratações jovens que vêm integrar as formações de juniores e sub-23 numa aposta clara no futuro do atletismo.

Passemos então às apresentações. O atleta sub-23 Rodolfo Garcia é considerado uma promessa dos lançamentos a nível nacional. Descrito como um 'lançador de futuro', o jovem tem em Marco Fortes, também do Sporting CP, uma das principais referências e sublinhou as razões que o fizeram aceitar o projecto leonino. "Este foi um Clube que me deu novas oportunidades e mais condições. A nível de apoio médico e infra-estruturas", indicou, finalizando o seu discurso com os objectivos em mente: "Para a próxima época, quero bater os meus recordes pessoais, ganhar títulos e ser feliz".

Para reforçar a formação júnior chegou a jovem Beatriz Andrade. Proveniente do Torreense, já traz consigo a participação nos Jogos Olímpicos da Juventude 2018 e alguns pódios em campeonatos nacionais. Com apenas 17 anos, a atleta de velocidade assumiu a responsabilidade de vestir verde e branco e assegurou que a humildade é o trunfo para o seu sucesso. "Estou consciente do que é representar um Clube centenário como o Sporting CP. Não me imaginava aqui tão jovem, mas eu e o meu treinador temos trabalhado arduamente nos últimos seis anos e agora quero aproveitar esta nova oportunidade", realçou.

Eduardo Oliveira é o júnior que se segue. O atleta de pentatlo que vai agora competir de leão ao peito chega para engrossar o lote de jovens com carreiras promissoras, depois de também ele ter estado presente nos Jogos Olímpicos da Juventude 2018, em Buenos Aires, e de ter garantido um primoroso quinto lugar. "É uma honra estar aqui até porque não são todos os atletas que têm esta possibilidade. Sei que estou aqui pela via do pentatlo, mas vou focar-me mais no atletismo e tirar o máximo partido desta nova aventura", começou por dizer, esclarecendo que, apesar do Sporting CP não ter a disciplina de pentatlo, a oportunidade é única: "Faço atletismo há nove anos. Entretanto comecei no pentatlo e parei de ir a provas de atletismo, mas vou recomeçar a dar mais importância à velocidade".

Foto César Santos

Três reforços para a formação

Por Jornal Sporting
30 Out, 2018

Carlos Pitra, Tomás Coelho e Jorge Pereira chegaram a Alvalade para engrossar o lote de apostas no atletismo

São (mais) três os jovens que ingressam no Sporting CP prontos a dar tudo pelo Clube. Carlos Pitra, do salto com vara, Tomás Coelho, do lançamento do martelo, e Jorge Pereira, do meio fundo, foram hoje apresentados e vão permanecer de leão ao peito nas próximas temporadas.

O jovem Carlos Pitra chegou do AD Novas Luzes, tem 18 anos e conquistou este ano a sua melhor marca pessoal ao fazer um salto de 4.50m. Campeão Nacional de Clubes da III Divisão, o atleta revelou o orgulho que sente ao ser contratado pelo Sporting CP. "É bastante interessante representar este grande Clube. Tive uma boa recepção e foi uma felicidade receber esta proposta. O Sporting CP tem muito boas condições e vai proporcionar-me muitas oportunidades", afirmou Carlos Pitra, acrescentando os objectivos para esta época: “Espero conseguir alcançar os 5 metros porque já fiz boas marcas este ano e sei que posso melhorar”.

Para o lançamento do martelo, chegou Tomás Coelho. Um atleta promissor na disciplina, Tomás garantiu o seu máximo para ajudar o Sporting CP na conquista de mais títulos. "É diferente treinar aqui. É preciso ter mais capacidade, treinar muito. Quero bater os meus recordes nacionais e vou dar o meu melhor por este emblema", reforçou o jovem.

Jorge Pereira foi a última aposta a ser apresentada no dia de hoje. Atleta de meio fundo e corta-mato, garantiu o título de Campeão Nacional de atletismo sub-18 em 2017 e alcançou um estatuto de promessa graças às suas óptimas marcas. "É um orgulho representar o melhor Clube em Portugal. Quero dominar o meio fundo a nível nacional e aqui vou ter força para alcançar todos os meus grandes objectivos", vincou.

Foto José Cruz

Atletismo reforça-se com mais três atletas

Por Jornal Sporting
29 Out, 2018

Pedro Bernardo, Rui Corvelo e Juliana Guerreiro chegam a Alvalade para integrar as formações sénior e júnior da modalidade

Mais um dia e mais uma notícia de reforços. São três os novos atletas que vestem de verde e branco e vão representar o Sporting CP na categoria de velocidade nas equipas sénior e júnior de atletismo.

Pedro Bernardo, de 29 anos, retorna ao Clube do coração depois de ter saído na época 2014/15. Proveniente do Juventude Vidalguense, o velocista mostrou-se muito satisfeito pelo regresso ao Sporting CP e delineou os objectivos para a próxima temporada. “Estou muito feliz. Sou um atleta que acredita que a camisola ajuda a correr e quero provar isso. Esta época quero bater os meus recordes pessoais, fazer o reforço da estafeta e dar o melhor contributo a esta equipa”, declarou o atleta, que chega para a formação sénior.

Apesar de ter ingressado no atletismo com 23 anos, Pedro Bernardo quer repetir a sua melhor temporada (2014) e garantiu mais empenho e dedicação do que há quatro anos. “Comecei tarde no atletismo e, na altura, nunca parava. Não sabia fazer bem a gestão do trabalho, mas agora já sou mais maduro e tenho noção do que posso fazer. Tenho o cenário ideal para evoluir e vou dar o meu melhor nesse sentido”, vincou.

Rui Corvelo, dos 100m e 200m, e Juliana Guerreiro, dos 400m barreiras e planos, vieram reforçar a formação júnior do Clube. Rui é considerado um dos jovens mais promissores da velocidade e uma aposta nessa área do atletismo. “É um orgulho enorme chegar ao Sporting CP. Sou muito focado, quero conquistar um lugar no Europeu e, se possível, ser campeão nacional. Sei que aqui me vão proporcionar muitas oportunidades”, sublinhou o jovem.

Juliana Guerreiro é, tal como Rui Corvelo, uma aposta na formação. Atleta internacional juvenil nos campeonatos da Europa de sub-18, Juliana é líder nacional no seu escalão na área dos 300m e 400m barreiras. “Quero melhor as minhas marcas e evoluir muito neste Clube. Defino-me como competitiva e persistente e vou lutar para ajudar bastante esta equipa”, realçou.

Foto José Cruz

Rúben Antunes, Tiago Pereira e Tomás Gonçalves são reforços

Por Jornal Sporting
27 Out, 2018

Atletas de lançamento do martelo, triplo salto e salto em altura e velocidade são os novos elementos de uma equipa de campeões

A formação de atletismo do Sporting CP abriu portas a três reforços de peso, para algumas das disciplinas da modalidade. Rúben Antunes e Tiago Pereira para a equipa sénior, e Tomás Gonçalves para os juniores chegaram ao Clube de Alvalade com a certeza de quererem cada vez mais evoluir e demonstrar as suas capacidades na maior potência desportiva nacional.

Apresentado cada um dos reforços, começamos por Rúben Antunes, do lançamento do martelo. Com 19 anos, o atleta foi finalista no campeonato da Europa sub-23 e considera a oportunidade de vestir a Listada verde e branca uma honra. "Estou muito feliz por chegar aqui. Esta é a possibilidade de levar a minha carreira mais longe e é um orgulho enorme ser atleta do Sporting CP. Sei a responsabilidade que tenho ao representar o Clube, mas vou dar o meu melhor", vincou

Referenciado como uma das jovens promessas do lançamento do martelo em Portugal, Rúben Antunes assumiu que os seus pontos fortes prendem-se com a capacidade de concentração e empenho e demonstrou vontade de conquistar grandes proezas de leão ao peito. "Sou muito focado e quero muito evoluir e ser cada vez melhor. Vou tentar lançar mais longe e atingir recordes", finalizou, determinado.

De seguida, falamos de Tiago Pereira. Mais juventude para a equipa sénior (25 anos) e mais um candidato a grandes feitos nas áreas de triplo salto e salto em altura. Finalista do Campeonato da Europa sub-23, assumiu o desejo de querer saltar mais alto e de melhorar a sua imagem como atleta a nível internacional. "Dentro do panorama nacional já sou conceituado, mas quero melhor a nível exterior. Estou um pouco aquém desse objectivo e quero no Sporting CP conseguir atingi-lo", referiu Tiago Pereira, sublinhando o amor que sente pelo emblema leonino: "Sou Sportinguista e estar aqui para representar o meu Clube de coração é uma enorme alegria".

Com os objectivos bem definidos, a jovem promessa do triplo salto e salto em altura deixou um mensagem de querer e crença para o futuro no Clube. "Vim para uma equipa ainda maior e tenho como foco trazer o recorde do salto em altura para a minha nova casa", frisou.

Por último, o júnior Tomás Gonçalves. Líder da velocidade juvenil, o jovem Tomás realiza trabalhos de profundidade e velocidade e é considerado um velocista de futuro. Com dificuldades em conseguir descrever o orgulho e a felicidade de chegar a Alvalade, Tomás Gonçalves indicou que é um atleta persistente e lutador e admitiu que reforçar a equipa júnior do Sporting CP é um sonho tornado realidade. "Não tenho palavras para dizer como me sinto. É uma felicidade enorme chegar aqui e poder estar entre os melhores. Não desisto facilmente e tento alcançar sempre o máximo em cada prova, por isso podem esperar o melhor de mim", realçou.

Foto D.R.

Susana Francisco e Paulo Pinheiro venceram Corrida do Tejo

Por Jornal Sporting
23 Set, 2018

Atletas do Sporting CP alcançaram o pódio das respectivas categorias numa prova que juntou 10.000 participantes na marginal

Cerca de 10.000 participantes enfrentaram o calor desta manhã de domingo, dia 23 de Setembro, e juntaram-se na Avenida Marginal para os tradicionais 10 km da Corrida do Tejo, entre Algés e a Praia da Torre, em Oeiras. Paulo Pinheiro e Susana Francisco, atletas do Sporting Clube de Portugal, foram os grandes vencedores, nas categoriais masculina e feminina, com os tempos finais de 30m53s e 35m49s, respectivamente.
 
 

“Esta vitória é a ‘cereja no topo do bolo’. Foi um ano difícil, no ano passado fiz uma fractura nesta prova, por isso, estar aqui e conseguir terminar ajudou a aliviar um trauma. Não podia saber melhor”, sublinhou a vencedora Susana Francisco. 

“Foi uma prova bastante dura. A maior dificuldade foi o calor, mas entre o sexto e o sétimo quilómetro decidi atacar e ganhei distância até chegar à meta. É sempre bom ganhar em casa”, destacou o vencedor masculino Paulo Pinheiro, que tem sido presença habitual no pódio da Corrida do Tejo.
 
Na categoria masculina, destaque ainda para os atletas Nuno Carraça (Núcleo de Atletismo Cucujães) e Luís Macau (GFD Running) com os segundo e terceiro lugares, com os tempos de 31m19s e 31m26s, respectivamente.
 
Entre as mulheres, destaque para Cláudia Pereira (GDF Running), em segundo lugar, com o tempo de 36m54s, e Melanie Santos (New Balance), que ocupou o terceiro lugar do pódio graças ao tempo 38m49s.
 
A Corrida do Tejo encerrou assim em grande a sua 38ª edição e ao longo das suas várias edições foram mais de 270.000 os participantes a cortar a meta desta que é a prova de estrada mais antiga de Portugal.
 
Foto D.R.

Leoas conquistam o bronze

Por Jornal Sporting
15 Set, 2018

Equipa feminina de sub-20 de atletismo alcançou a terceira posição da Taça dos Clubes Campeões Europeus

Apesar de terem conquistado a medalha de bronze no Grupo B da Taça dos Clubes Campeões Europeus de atletismo de sub-20, em Leiria, a equipa feminina do Sporting Clube de Portugal não alcançou o apuramento para o Grupo A

Com 67,5 pontos, na classificação geral, a equipa verde e branca ficou atrás do Mass Ljubljana, da Eslovénia (87,5 pontos) e do Arau, da Sauíça (75), tendo em conta que estas duas primeiras classificadas ascenderam ao Grupo A.

Classificação individual:

Ouro
Sara Duarte – 3.000 metros (10.22,35 minutos)
Laura Taborda – 2.000 metros (7.14,08 minutos)
Margarida Feliciano – Lançamento do martelo (37,01 metros)

Prata
Beatriz Rodrigues – 1.500 metros (4.09,49 minutos)
Mariana Novo – Salto em comprimentos (5,31 metros)

Bronze
Carla Rodrigues – 800 metros (2.03,57)
Enya O'driscoll – Lançamento do peso (10,39 metros)
Beatriz Gameiro – 400 metros (5.09,62)
Enya O'driscol – Lançamento do disco (31,29 metros)
Carla Rodrigues – Salto com vara (2,80 metros)
Mariana Novo – Triplo salto (10,97 metros)

Foto D.R.

Bicampeãs nacionais à conquista da Europa

Por Jornal Sporting
13 Set, 2018

Juniores femininas disputam, em Leiria, a Taça dos Clubes Campeões Europeus pela primeira vez na história da modalidade

Depois de terem arrecadado o título nacional nas duas últimas temporadas, as atletas do Sporting CP vão competir na prova europeia do próximo dia 15 de Setembro, no Estádio Magalhães Pessoa. Para a competição foram convocadas 20 juniores (incluindo Carina Paim, recentemente ouro nos Europeus Paralímpicos), que participaram no estágio da Costa de Caparica entre os dias 6 e 8 do corrente mês.

“Tudo correu conforme planeado. A equipa esteve de férias e, portanto, já estava fora da órbita dos campeonatos, mas foi bom voltarem a trabalhar juntas. Precisávamos de perceber em que nível físico estavam e de tomar algumas decisões. Já treinamos há cerca de duas semanas e com este estágio fortalecemos alguns pontos importantes”, explicou o responsável técnico da formação, Alexandre Costa, abordando também a competição: “Os clubes que estão presentes nesta prova têm de ter sido campeões nacionais no ano anterior, ou seja, o Sporting CP foi campeão em 2017 e marca presença esta temporada. Da mesma forma que, como ganhámos o título esta época, vamos estar presentes em 2019”, explicou.

A Taça dos Clube Campeões Europeus de Pista ao Ar Livre está dividida em dois grupos: A e B. O grupo A engloba a elite da modalidade júnior. Já o grupo B, onde se insere o Sporting CP, representa o último passo para chegar ao topo. Neste último, os dois primeiros lugares qualificam o país para, no ano seguinte, participar na competição já no grupo A. “Como para a próxima temporada vamos ser novamente os representantes de Portugal na prova, o nosso principal objectivo passa por conquistarmos uma das duas posições que nos darão essa oportunidade”, frisou Alexandre Costa.

Com um dia cheio de provas, as atletas leoninas vão tentar somar o maior número de pontos para alcançar o confortável posto que desejam e sagrarem o Sporting CP como primeiro Clube português a conquistar um lugar no prestigiado grupo A.

Foto D.R.

Duplo título mundial de Vânia Silva

Por Jornal Sporting
11 Set, 2018

Superação da atleta leonina no lançamento do martelo e do martelão venceu concorrência no Mundial de Veteranos, a decorrer em Málaga

A atleta do Sporting Clube de Portugal, Vânia Silva, sagrou-se esta terça-feira campeã do Mundo no lançamento do martelo e do martelão no Campeonato do Mundo de Atletismo Veterano, que está a decorrer em Málaga (Espanha), até ao próximo dia 18 de Setembro.

Vânia Silva, de 38 anos, é sénior do Sporting CP mas já integra a Selecção Nacional de veteranos, ao serviço da qual conquistou estes dois títulos, sendo que já era recordista mundial no lançamento do martelão. Nesta mesma disciplina, Vânia bateu a concorrência com a marca de 18,34 metros, quase mais três metros à frente da dinamarquesa Maria Slok Hansen (15,11m) e da chinesa Dan Wang (14,34m).

No lançamento do martelo, as diferenças ainda foram maiores. Os 56,72 metros que valeram a segunda medalha de de ouro a Vânia Silva foram superiores aos da sueca (51,48m) e aos da chinesa (50,28m).

"Como atleta do Sporting CP, foi um orgulho enorme ter ouvido tocar o hino nacional e ver subir a nossa bandeira ao lugar mais alto. Estes momentos não se conseguem explicar e sair da prova com mais dois títulos mundiais e indescritível", comentou Vânia Silva, em exclusivo, ao Jornal Sporting.

Foto César Santos

Nelson Évora condecorado pelo Presidente da República

Por Jornal Sporting
03 Set, 2018

Atleta leonino foi distinguido com a Grã-Cruz da Ordem de Mérito

Campeão europeu e orgulho nacional. Nelson Évora, atleta do Sporting Clube de Portugal e recente medalha de ouro na prova de triplo salto dos Campeonatos Europeus de atletismo, em Berlim, foi esta segunda-feira recebido pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que condecorou o leão, juntamente com Inês Pereira Henriques, campeã europeia em 50km marcha.

A cerimónia no Palácio de Belém começou com um breve discurso, Marcelo Rebelo de Sousa vincou o mérito dos atletas e agradeceu por “acreditarem no que são e no que podem alcançar, por não desistirem de metas mais ambiciosas, por conjugarem trabalho, consistência e humildade”, realçou, deixando um apelo: “Estas são qualidades que devem ser uma lição para todos nós. Precisamos de mais amor-próprio, auto-estima, maior ambição, muita consistência, e humildade”, terminou.

Nelson Évora, sublinhe-se, foi condecorado com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito, num dia em que foi acompanhado por Artur Torres Pereira, Presidente da Comissão de Gestão e Carlos Silva, director técnico do atletismo verde e branco, e mostrou o orgulho luso sentido no momento. “É, sem dúvida, uma grande honra receber esta condecoração. Qualquer atleta, quando inicia a sua carreira, tem muitos sonhos, mas nunca pode prever que este dia chegará. Estou feliz por mais este passo e por continuar a honrar todos os portugueses”, começou por dizer, respondendo, de seguida, ao motivo pelo qual nunca havia aceitado tal distinção.

“Depois de tudo o que passei, sentia que não era o momento ideal. Não tive uns dias fáceis, que se dividiam entre a simpatia do público versus a relação com a imprensa, que não era boa. Então achei que teria de continuar a trabalhar para sentir que fosse o momento certo para o fazer. Chegou o dia, mas isso agora pouco importa. Importa sim é que já fui condecorado e estou muito satisfeito”, explicou o atleta.

O campeão europeu não deixou, também, de salientar que apesar de já ter conquistado tudo, continua com a mesma motivação que o trouxe até aqui. “Há sempre algo mais para conquistar. Nós, atletas, temos sempre muita ambição e queremos sempre fazer algo novo e diferente, para ganhar mais. No meu caso, já ganhei tudo o que havia para ganhar, mas continuo super motivado, como se estivesse no primeiro dia da minha carreira para continuar a fazer história e a dignificar todos os portugueses por esse Mundo fora. E saltar muito longe”, realçou.

Para terminar, Nelson Évora relembrou a necessidade do foco para tudo aquilo que tem vindo a conquistar: “Nunca ninguém me poderá dizer que algo não é possível. Se realmente trabalhar da mesma forma tudo é possível. Não nos podemos encostar ao talento, devemos ter como principal arma o trabalho. Estou aqui graças ao trabalho e toda a gente sabe disso”, concluiu.

Páginas

Subscreva RSS - Atletismo